A A A C
email
Retornando 45 resultados para o mês de 'Agosto de 2016'

Sexta-feira, 19/08/2016

Proteção Integral de Crianças e Adolescentes

Tags: niap, campanha.

 

 

 

 

Podemos pensar sobre a proteção na Educação a partir de...

 

O tempo da escola é todo dia, isto produz uma intensidade nas questões de proteção e garantias de direitos;

Todo adulto é um responsável ativo na Proteção Integral de crianças e adolescentes.

A ESCOLA, espaço de conhecimento, esperança e formação humana, faz parte do Sistema de Garantia de Direitos – SGD exercendo sua função específica e atuando em parceria com a Rede de Serviços do Território.

O SGD constitui-se na articulação e integração das instâncias públicas governamentais e da sociedade civil na aplicação de instrumentos normativos e no funcionamento dos mecanismos de promoção, defesa e controle para a efetivação dos direitos da criança e do adolescente, nos níveis Federal, Estadual, Distrital e Municipal.

Sendo a Educação parte integrante do SGD e considerando a escola um espaço privilegiado no processo de construção da cidadania de crianças e adolescentes, ela tem um papel relevante na promoção dos direitos fundamentais deste público e também na identificação de casos onde exista qualquer tipo de violação de tais direitos.

O Núcleo Interdisciplinar de Apoio às Unidades Escolares - NIAP, neste sentido, tem desenvolvido diferentes ações no âmbito da Proteção Integral em diversas linhas de atuação, a partir dos seguintes eixos:

  • Juventude e escola
     
  • Garantia, acesso e permanência (infrequência/evasão/condições de permanência)
     
  • Convivências e conflitos na escola
     
  • Relações de ensino e aprendizagem e seus desafios

Dentre as ações realizadas, o NIAP representa a SME no Comitê de Proteção Integral às crianças e adolescentes em Megaeventos no Rio de Janeiro com o intuito de fortalecer o debate da temática da Proteção Integral na Educação. A partir de nossa participação no Comitê, elaboramos estratégias de proteção às crianças e aos adolescentes para o período de realização dos jogos Olímpicos e Paralímpicos.


Reconhecemos a importância da escola em manter um canal de diálogo aberto com seus alunos e também com os responsáveis sobre os cuidados específicos durante os megaeventos que nossa cidade sedia. Ao mesmo tempo em que é um momento de encontro entre diversas culturas, também é um período que exige a concentração de esforços para as temáticas relevantes à Proteção Integral das crianças e adolescentes e, sobretudo, torna visíveis formas mais degradantes de violação dos direitos fundamentais desta parcela da população. Neste sentido, pensamos nesta forma de abordar o tema: “A Escola também desenha seu papel na Proteção Integral de crianças e adolescentes”

 

 

Acesse:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vídeos : Ensaios sobre a não violência - Multirio 

 

 

 

 

 

 

                            

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 19/08/2016

Família na Escola: Parceria Fundamental

Tags: 9ªcre, creche, educação infantil, projeto.

 

 

 

A equipe do EDI Bianca Rocha Tavares, na 9ª CRE, e os responsáveis pelos alunos se unem, através de encontros, para a valorização da infância e do brincar, assim como para o bom andamento do trabalho realizado durante o ano letivo.

 

A proposta para a ação “Família na Escola: Parceria Fundamental” é validar e potencializar as relações entre as instituições, pois ambas são de suma importância para o processo de desenvolvimento e formação do ser humano.

 

 

Nos encontros realizados no EDI ocorrem vários desdobramentos significativos:

  • A valorização da INFÂNCIA e do brincar, que permite aos familiares participantes vivenciar, através da brincadeira, o exercício da relação com o outro e consigo. Com isso, tanto a família quanto a criança, vão construindo a identidade e a subjetividade. Brincar no EDI Larissa Rocha Tavares é coisa séria;
  • Permite aos alunos perceberem a harmonia presente na relação Família e Escola;
  • Processos relacionais: ferramenta imprescindível para a construção da identidade individual e social, assim como para a aprendizagem e o conhecimento.

 

 

Os encontros procuram demonstrar aos familiares a importância do brincar na construção ativa da conduta, de valores e do comportamento. Permitem que os responsáveis compreendam e valorizem a Infância e o ato de brincar.

 

 

Nesses encontros há também a oportunidade dos familiares vivenciarem como as descobertas e as estratégias de conhecimentos são estimuladas e realizadas no ambiente escolar. Família na Escola, um encontro entre aqueles que querem bem, o melhor em prol do mesmo sujeito: aluno/filho.

 

 

Para ver mais trabalhos realizados pelo EDI, acesse o blog. Contato com a U. E. pelo telefone 2412-3187 ou pelo e-mail edibiancatavares@rioeduca.net.

 

 


 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Quinta-feira, 18/08/2016

XXVIII FECEM Regional na 3ª Coordenadoria de Educação

Tags: 3ªcre, fecem.

 

   

 

Homenageando João Nogueira e organizada pela Equipe da Gerência de Educação, a etapa regional do XXVIII FECEM Regional na 3ª Coordenadoria de Educação foi realizada no dia 15 de julho de 2016, no auditório da E. M. Maranhão.

 


 

Inicialmente, foi feita uma breve apresentação da história do FECEM – Festival da Canção das Escolas Municipais e da trajetória do homenageado desse ano, o compositor e sambista - João Nogueira, pela professora Déa Lima e Maria Rita Matarazzo.

Em seguida, para engrandecer a abertura do Festival, os alunos da Oficina de Dança da E. M. Maranhão, coordenados pelo professor Diego Endrigo, apresentaram um belíssimo número de dança.


E começou o espetáculo:


 

 

As apresentações dos concorrentes desse ano começaram com a participação da Escola Municipal Maranhão, anfitriã do evento, com a canção "Preciso te Falar", de autoria da aluna Victória Quezia do Nascimento Ramos, interpretada por ela mesma e pelo coral da Escola Municipal Maranhão.


 

 


A segunda escola a se apresentar com duas canções foi a Escola Municipal República do Peru. 

A primeira canção, intitulada "Vivendo a Vida" tem a autoria da aluna Lydia Cristina Batista Fernandes, interpretada por ela mesma sendo acompanhada pelos alunos Enzo Luiz Dias, Caio Conde de Aquino, Jhonatas Rodrigues, Daniel Boldrini e Maria Clara Almeida.

A segunda apresentação da escola foi "100 anos do Samba", de autoria dos alunos Ellen Miranda e Caio Conde e foi interpretada pelas alunas Ellen Miranda de Oliveira e Beatriz Alves Cardoso, acompanhadas pelos alunos Enzo Luiz Dias, Caio Conde de Aquino, Jhonatas Rodrigues, Daniel Boldrini e Maria Clara Almeida.

 


 

 

A quarta apresentação da tarde foi realizada pela aluna Júlia Vieira Machado, acompanhada pelo professor José Antonio Ferreira, ambos do Clube Escolar do Engenho de Dentro, com a canção intiltulada "Meu Amor", de autoria dos alunos Thiago Ribeiro Cândido, Júlia Vieira Machado, Hester Vytoria Silva e Alexandre Filho.

 

 

A próxima a se apresentar foi a Escola Municipal Francisco Jobim, com a canção "O Batidão do Acelera 6", de autoria dos alunos Pedro Lucas e Rafaelle do Nascimento Lima. A música foi interpretada pela aluna Letícia Clara Bento da Silva, acompanhada pelos alunos Kevin, Rafaelle Lima, Letícia Silva e Evellyn Oliveira.

 


 

No show do intervalo, tivemos a apresentação do Coral da EM Maranhão, sob a regência do professor André Amaral, que emocionou a todos os presentes.

 


 

Após o intervalo, tivemos a sexta apresentação da tarde, da E. M. José Veríssimo, com a canção "O Sambista de Rapina", de autoria dos alunos Paulo Vitor de Souza Nascimento Vaz, Matheus Mello de Carvalho, Samuel Cavalcante da Silva e Wanderley Santos de Souza. A música foi interpretada pelos alunos Ayla e Matheus, acompanhados pelos alunos Paulo Victor, Vanderley, Andrey e Lohan.

 


 

As próximas canções foram do Núcleo de Artes Nise da Silveira,a primeira intitulada"Minha Lua", é de autoria das alunas Gabriele dos Santos Martins, Juliana Araújo da Silva, Jussara Lourenço de Souza e Caroline Magalhães Timbó dos Santos. A música foi interpretada pela aluna Gabriele dos Santos Martins, acompanhada pelos alunos Danilo da Silva Gonçalves, Davi da Silva Gonçalves, Caroline Magalhães, Nathan Januário, Willian de Luca, Caio, Alexander de Oliveira Dantas e do professor José Antonio

A canção seguinte foi "Um Grande Sonho", de autoria dos alunos Davi da Silva Gomes e Washington Luiz de Souza. A canção foi interpretada por Davi da Silva, acompanhado pelo professor Idemburgo Frazão.

A canção seguinte, também do Núcleo de Arte Nise da Silveira, foi "Eu tive um sonho", de autoria dos alunos Matheus dos Santos Bessa, Gabrielle Nunes Romão e Arlene Giulia Vidal Soares. Eles interpretaram a música acompanhados pelo professor Frazão.

 

 

A próxima apresentação foi a canção "Sonho Real", de autoria dos alunos Carlos Henrique Teixeira Filho, Matheus dos Santos Bessa e Marcos dos Santos Bessa. Eles interpretaram a música, acompanhados pelos alunos Caio Dantas, Gustavo Rodrigues, Marcos Paulo da conceição. O professor responsável foi Jefferson Moreira.

A canção que fechou as apresentações foi do Núcleo de Arte Nise da Silveira, "Como é Bom Poder Sonhar". A música, de autoria dos alunos Alec Sander de Oliveira, Caroline Magalhães, Danilo da Silva Gonçalves e Nathan Januário. A canção foi interpretada pelos alunos Danilo da Silva Gonçalves e Danilo da Silva Gonçalves, acompanhados pelos alunos Jussara Lourenço, Caio de Oliveira, Nathan da Silva, Alec Sander de Oliveira, Caroline Magalhães, Juliana Araújo, João Marcelo de Azevedo, Marcos Paulo da Conceição, Jorge Fernando Lima, Willian de Luca e do professor Jefferson Moreira.


 

 


Nossa tarde foi uma maravilha. Uma platéia educada, alegre e participativa. Nossos jurados convidados tiveram trabalho para escolher uma única canção.

Agradecemos o carinho e participação de todos: professor Carlos Silveira, da E/SUBE/CED-EXtensividade, professora Marillena Branco, da E/SUBE/3ª CRE, professora Ana Carolina da E/SUBE/3ª CRE e professor Fernando Monteiro da EM Jean Mermoz.

Nosso agradecimento também ao professor Marcio dos Santos, diretor da E. M. Maranhão, pela carinhosa acolhida em nos receber para esta tarde de muitos talentos.

Ao Coral da E. M. Maranhão, que faz parte do Projeto Orquestra de Vozes, e nos emocionou com sua apresentação. Crianças afinadíssimas e de muito talento e disciplina.


Parabéns e nosso agradecimento!
 


 

Parabéns a todas as Unidades participantes pelo belíssimo trabalho, pela demonstração de cooperação, alegria e respeito. São todos vencedores.

 

E não poderíamos deixar de agradecer a esta Equipe Maravilhosa, que com muita alegria e competência, fez com que o XXVIII FECEM da 3ª CRE fosse um sucesso!

 


 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 17/08/2016

Aprendendo a Competir de Forma Saudável

Tags: 2ªcre, olimpiadas.

 

 

 

Os alunos do 5º ano do Ciep Nação Rubro Negra aprenderam sobre as Olimpíadas e também que podemos competir de forma saudável.

 

 

A professora Flávia Brasil, regente do 5º ano no Ciep Nação Rubro Negra, enviou ao portal Rioeduca um relato sobre as atividades realizadas com a turma no período que antecedeu as Olimpíadas 2016, realizadas no Rio de Janeiro.


Em julho, o projeto dos jogos olímpicos Rio 2016 na turma 1501 (5º ano), da professora Flávia Brasil, foi realizado com interdisciplinaridade. Além da sala já ser tematizada, foi ambientada com conteúdo bimestral. O começo do projeto foi com aula expositiva da história das olimpíadas, sobre as modalidades olímpicas e os legados para o Rio. Prosseguiu com pesquisa das principais características das regiões do Brasil por onde a tocha passou. Pesquisas dos Estádios olímpicos, atletas históricos e atuais, entre outras pesquisas. Cada aluno criou uma medalha com isopor, desenho e barbante. Foi realizada a montagem do mural com o símbolo olímpico, os trabalhos e as mãos dos alunos que fazem parte dessa história.

 


 

Com atuação efetiva dos 33 alunos, cada um criou a sua própria tocha e todos elaboraram cartazes individuais das regiões estudadas.

A professora fez uma tocha grande em E.V.A. e na quadra da escola iniciou a olimpíada da turma. Os alunos, um por um, com seus cartazes em mãos vocalizavam a região escolhida e suas características, recebiam a tocha grande e desfilavam numa volta pela quadra, onde cada aluno cumpriu sua parte. Finalizada a abertura houve retorno à sala para o início dos jogos olímpicos com seis grupos participantes. Dentre as atividades praticadas um grande enfoque no basquete, os alunos jogavam a bola na cesta de basquete pendurada no quadro onde cada acerto era computado e cada erro era transformado em perguntas interdisciplinares.

 


Cartazes e tochas elaborados pelos alunos.

 

 

 

Basquete em sala de aula.

 

Perguntas com base olímpica. Como: “Cheguei atrasado 3 minutos para o jogo que começava as 08h25min, que horas cheguei? 08h28min”, bom exemplo matemático. E assim, criadas pela professora 100 perguntas distintas onde em cada questão respondida de forma correta o ponto era recuperado. Findo cada esporte, os pontos eram somados para um placar geral e final. Prosseguindo para o boliche que pleiteia sua colocação nos jogos olímpicos e foi bem útil em sala de aula. O aluno rolava a bola e cada pino que caísse computava ponto, os pinos resistentes mais perguntas.

 


Atividade com boliche em sala de aula.

 

Toda a turma ficou muito empolgada com os jogos e as atividades. No final de tudo e somados os pontos, o grupo vencedor recebeu suas medalhas de ouro, o segundo de prata e os restantes de bronze.

Aprenderam a competir de forma saudável, trabalhando no seu grupo de competição, no seu grupo de pesquisa e na sua turma em prol da realização do evento, que certamente somou para um aprimoramento das funções motoras, cognitivas, afetivas e sociais.

 

Professsora Flávia Brasil e aluno da turma 1.501

 

 

Parabéns à professora Flávia Brasil e aos alunos do 5º ano. Desejamos sucesso a toda equipe da unidade escolar.

 

O contato da professora Flávia Brasil é: supersucessomil@gmail.com
 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 

 

Renata Carvalho - Professora da Rede e representante do portal Rioeduca na 2ª CRE

renata.carvalho@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share