A A A C
email
Retornando 93 resultados para o mês de 'Setembro de 2011'

Terça-feira, 27/09/2011

C.M Raio de Sol mostra importância de higienizar as mãos

Tags: 2ªcre, blogsdeescolas.

 

 

Vocês sabem a importância de higienizar as mãos? Sabem mesmo como fazer isto corretamente? Pois então vamos aprender com o blog da C.M. Raio de Sol!

 

Foi realizada uma atividade na C.M. Raio de Sol com uma parceria do Bairro Educador e os graduandos em Biomedicina da UNIRIO em que o objetivo era mostrar a importância de se higienizar as mãos corretamente. As pessoas que participaram tiveram suas mãos cobertas de tinta vermelha e tiveram que lavar suas mãos com os olhos vendados.Feito isto, após retirar as vendas, puderam observar o resultado. Vejam as imagens!

 

 

 

 

Por que fazer a higienização das mãos?


As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos, pois a pele é um possível reservatório de diversos microrganismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados. Passo a passo:


1º. Abrir a torneira e molhar as mãos, evitando encostar-se à pia.


2º. Aplicar na palma da mão quantidade suficiente de sabão líquido para cobrir todas as superfícies das mãos.


3º. Ensaboar as palmas das mãos, friccionando-as entre si.


4º. Esfregar a palma da mão direita contra o dorso da mão esquerda entrelaçando os dedos e vice-versa.


5º. Entrelaçar os dedos e friccionar os espaços interdigitais.


6º. Esfregar o dorso dos dedos de uma mão com a palma da mão oposta, segurando os dedos, com movimento de vai-e-vem e vice-versa.


7º. Esfregar o polegar direito, com o auxílio da palma da mão esquerda, utilizando-se movimento circular e vice-versa.


8º. Friccionar as polpas digitais e unhas da mão esquerda contra a palma da mão direita, fechada em concha, fazendo movimento circular e vice-versa.


9º. Esfregar o punho esquerdo, com o auxílio da palma da mão direita, utilizando movimento circular e vice-versa.


10º. Enxaguar as mãos, retirando os resíduos de sabão. Evitar contato direto das mãos ensaboadas com a torneira.


11º. Secar as mãos com papel-toalha descartável, iniciando pelas mãos e seguindo pelos punhos. Desprezar o papel-toalha na lixeira para resíduos comuns.

 

Na camada mais superficial da pele pode-se encontrar bactérias Gram-negativas, como enterobactérias (Ex: Escherichia coli), bactérias não fermentadoras (Ex: Pseudomonas aeruginosa), além de fungos e vírus que podem ser removidos por ação mecânica pela higienização das mãos com água e sabão, sendo eliminada com mais facilidade quando se utiliza uma formulação anti-séptica (Ex: álcool a 70% em gel).

Para que higienizar as mãos?


A higienização das mãos apresenta as seguintes finalidades:


• Remoção de sujidade, suor, oleosidade, pêlos, células descamativas e da microbiota da pele, interrompendo a transmissão de infecções veiculadas ao contato.


• Prevenção e redução das infecções causadas pelas transmissões cruzadas.


A eficácia da higienização das mãos depende da duração e da técnica empregada.

PROCEDIMENTO PARA HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS


IMPORTANTE
Antes de iniciar a higienização das mãos, é necessário retirar jóias (anéis, pulseiras, relógio), pois sob tais objetos podem acumular-se microrganismos. Estas podem ser recolocadas após higienização das mesmas.

 

HIGIENIZAÇÃO SIMPLES DAS MÃOS (LAVAGEM COM ÁGUA E SABÃO)
Finalidade: Remover os microrganismos que colonizam as camadas superficiais da pele, assim como o suor, a oleosidade e as células mortas, retirando a sujidade propícia à permanência e à proliferação de microrganismos.Duração do procedimento: 40 a 60 segundos.


IMPORTANTE


• No caso de torneiras com contato manual para fechamento, sempre utilize papel-toalha.

• O uso coletivo de toalhas de tecido é contra-indicado, pois estas permanecem úmidas, favorecendo a proliferação bacteriana. • Deve-se evitar água muito quente ou muito fria na higienização das mãos, a fim de prevenir o ressecamento da pele.

Agradecemos a C.M. Raio de Sol por esta aula de higiene! Acho que agora todos ficaremos mais atentos.Que tal repassar estas informações na sua escola?

 

Fatima Costa

 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Postado por Fatima Costa Ver Comentários (1)

Segunda-feira, 26/09/2011

Educoencontro dos apaixonados pela Educação de Qualidade

Tags: educopédia.

A equipe da Educopédia, em parceria com a MSTech, realizou o II Educoencontro de capacitação no dia 16 de setembro, no Hotel São Francisco, RJ.

 

O Educoencontro foi organizado pela Coordenadora Pedagógica da Educopédia, Profª. Monica Souza e sua equipe Lucy Ribeiro, Susan Rocha e Raphaella Marques e contou com a cobertura do Rioeduca.

 

Na ocasião, foi apresentada a nova metodologia e plataforma da Educopédia e as perspectivas de atuação dos educopedistas, visando à qualidade na educação.



O objetivo é que o professor adeque a Educopédia ao seu planejamento utilizando o conceito de ensino e aprendizagem através de estratégias metacognitivas (levar cada aluno a discutir e a pensar sobre como faz e como aprende), pois oferece uma ação rápida e fácil, para todos que desejam integrar tecnologia às aulas. É um projeto inovador, e faz com que os alunos aprendam de forma clara, diretiva e intuitiva.



O evento reuniu professores da nossa rede altamente capacitados que atuam na elaboração das aulas da Educopédia - uma plataforma online colaborativa de aulas digitais, no qual os alunos e professores podem acessar atividades de forma lúdica e prática, de qualquer lugar e a qualquer hora.



O Educoencontro começou com a palestra "Qualidade em Gestão Educacional", proferida por Carlos Lobo, professor e coordenador geral do Centro de Informática da FAETEC de Quintino.



Podemos dizer que a Qualidade Total constituiu-se na primeira onda da gestão de processos e tornou-se quase uma obrigação das empresas/instituições com a divulgação das normas ISO, série 9000, voltada ao estabelecimento de regras para a adoção pelas empresas/instituições de um sistema de gestão da qualidade.

 

O foco da gestão da qualidade é a padronização dos processos de trabalho e sua análise criteriosa, tendo como objetivo a melhoria contínua dos mesmos.



Carlos Lobo ressaltou que um professor educopedista eficaz é aquele que faz aquilo que dever ser feito, que cumpre com suas metas e que realiza o que foi proposto.



A nossa meta é conduzir a Educopédia rumo à certificação da qualidade ISO 9001, uma plataforma inteligente e de excelência.



Em seguida, os educopedistas se reuniram para interagir sobre a nova forma de elaboração das aulas e planos de aula e a construção do Design Instrucional.

(Professora Leila da Equipe de Educação Física interagindo)

 

Segundo Raphaella Marques, o Educoencontro gerou altos debates sobre a construção e reconstrução do conhecimento.



A professora Naira Lemos afirmou que “dicas sobre Design Instrucional são, na verdade, educocuidados especiais para a produção de aulas de qualidade.”

 

"Acho muito importante o trabalho da Educopédia, pois a escola do século XXI não pode se limitar às práticas tradicionais. É preciso inovar e aproveitar os recursos tecnológicos que ao nosso alcance para tornar a aprendizagem significativa para nossos alunos. Educopédia é isso: sistematização da aprendizagem de forma moderna, interação com os recursos tecnológicos, tornando o ato de aprender muito mais prazeroso e provocador, já que uma das propostas é a aprendizagem por meio da metacognição. A Educopédia faz com que a escola fique "do tamanho do mundo"."

(professora Márcia Cristina Neves da equipe de PEJA)



A expectativa dos educopedistas é grande e a satisfação com a atuação na Educopédia é algo que vale ressaltar. São profissionais dedicados, altamente capacitados e principalmente apaixonados pela Educopédia.



A EDUCOPÉDIA é fantástica! Vamos educopediar?

(Professora Catharina postando aula na plataforma)



Convido vocês também a conjugar este novo verbo, que está sendo vivenciado com eficácia no presente e que terá muito... muito futuro.
 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 26/09/2011

É Primavera na Escola Municipal Holanda

Tags: educação.



 

A Primavera chegou e junto com ela a  Educação Infantil da E.M. Holanda preparou um belo trabalho. É  o que vamos ver no vídeo e acompanhar nesse pequeno relato sobre essa atividade.

 

"Neste mês de setembro, com a proximidade da primavera, e trabalhando os vegetais, a turma de EI- 20 desenvolveu vários conteúdos, dentre eles, as cores. A partir da história “Cores onde estão?”, realizamos uma atividade em que cada aluno deveria misturar as cores básicas de guache, formando novas cores (roxa, laranja, verde, rosa... ). Foi, então, solicitado que nomeassem várias coisas de determinados ambientes que contivessem as cores que apareceram nas histórias.
Finalmente, realizamos a “mágica das cores” em forminhas de papel com a mistura de cola colorida, transformando-as em “ flores da primavera” em nosso mural." Texto: Equipe da Unidade

 

Estamos aguardando o seu trabalho!!

Envie para anaaccioly@rioeduca.net 

 

                                           

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 26/09/2011

Creche Municipal Nair da Fonseca em parceria permanente com a comunidade de Sepetiba

Tags: 10ªcre.



 

 

Chego à Creche Municipal Nair da Fonseca, localizada em Sepetiba, por volta do meio dia, da quarta-feira, 21 de setembro de 2011.

 


“É hora do soninho”, como informa a simpática e dedicada diretora Ângela Pimenta Nunes, que faz questão de levar-me às salas para ver as crianças, que já brincaram, se divertiram, fizeram pequenos trabalhos adequados às suas faixas etárias, tomaram banho, almoçaram, e agora estão descansando.

 

A Creche Municipal Nair da Fonseca é formada pela seguinte equipe de excelentes e dedicados profissionais: Ângela Pimenta Nunes, diretora: Ana Lúcia de Melo Barboza, diretora adjunta e professora articuladora, Angélica, professora articuladora; Graziela Francisca Cavalcante de Castro, Priscila Pinheiro de Castro e Vanessa do Nascimento Fonseca, professoras de Educação Infantil; Andrea Menezes Gouvea, Margarete Rodrigues Dias, Monica da Conceição Rosa da Silva Coimbra Alves, Adriana Maria da Silva Moreira, Katia Cilene Abreu Rego de Assis, Alberto Vital Macedo, Ana Técia Vital Macedo, Joelma Beserra da Silva, Janice Nascimento Branco, agentes auxiliares de creche; Sheila Cherem Ribeiro e Eliane Julião Wanderlli, cozinheiras; Rosângela da Silva Cabral e Jair Leandro Ferreira, auxiliares de serviços gerais. Nesta foto, que foi tirada por ocasião da minha visita à creche, temos parte da equipe de funcionários em companhia da diretora Ângela (a primeira do lado direito).


No dia 24 de março de 2011, a Creche Municipal Nair da Fonseca completou 26 anos de funcionamento.

 


De 1985, ano da sua fundação, até 2003, a creche sobreviveu graças ao trabalho voluntário de muitas pessoas, e com o apoio da comunidade do bairro de Sepetiba, que sempre colaborou fazendo pequenas doações.

 


A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social – SMDS, da Prefeitura do Rio de Janeiro, fornecia a merenda, e apoiava o desenvolvimento das atividades na creche, após a aprovação dos convênios, acordos e projetos de âmbito comunitário e social.

 


Ainda com o apoio da SMDS, foram construídas duas salas com banheiros adaptados para crianças pequenas, em parceria que perdurou até o ano de 2003, quando a Creche Nair da Fonseca passou para a responsabilidade da Secretaria Municipal de Educação, cumprindo o que está previsto em legislação federal.

 

Professoras Ângela Pimenta Nunes, diretora (do lado esquerdo) e Ana Lúcia de Melo Barboza, diretora adjunta e professora articuladora da Creche Municipal Nair da Fonseca, da 10ª CRE, localizada em Sepetiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Como em todas as demais creches mantidas pela Secretaria Municipal de Educação da Prefeitura do Rio de Janeiro,também na C.M. Nair da Fonseca, as crianças fazem quatro refeições diárias: desjejum, almoço, lanche e jantar, com cardápio bem variado, nutritivo e saudável, elaborado pelo Instituto Annes Dias. Vejam só o almoço delicioso e nutritivo da quarta-feira, dia 21 de setembro de 2011, quando visitei a creche para o Rioeduca: Arroz com espinafre, feijão preto, estrogonofe de frango, batata sauté e fruta como sobremesa.

Mensalmente, todos os aniversariantes, - alunos, professores,equipe da direção, agentes auxiliares da creche e demais funcionários - , são lembrados e homenageados, com a indicação no Informativo da C.M. Nair da Fonseca. É uma das excelentes iniciativas da direção, que ajuda a mobilizar energias positivas e a criar um clima amigo e fraterno entre todos integrantes da creche.

Professora Ângela Pimenta, diretora da C.M. Nair da Fonseca (a segunda a partir da direita) com parte do grupo de agentes auxiliares de creche.


Desde março de 2003, há oito anos, portanto, a professora Ângela Pimenta Nunes vem dirigindo a Creche Municipal Nair da Fonseca.

 


Ângela Pimenta parece ter nascido para desempenhar com esmero e dedicação o cargo de diretora da creche. Ela gosta imensamente do que faz, e já trabalhou com crianças pequenas em outras unidades escolares, e também no Colégio Cunha Mello, tradicional estabelecimento de ensino localizado em Santa Cruz, extinto há cerca de dois anos.

 


A Creche Nair da Fonseca está localizada no mesmo terreno onde se encontra a Escola Municipal 10.19.025, que também tem como patronesse a famosa caricaturista, que usava o pseudônimo de Rian, primeira dama, a partir de 8 de dezembro de 1914, quando casou-se com o Marechal Hermes da Fonseca, então presidente da República.

 


Lendo o histórico da Creche Municipal Nair da Fonseca, e ouvindo o depoimento da diretora Ângela Pimenta Nunes, é fácil constatar a parceria daquela unidade escolar da SME/Rio com a comunidade de Sepetiba, começando com o excepcional relacionamento da direção, professores e funcionários, com os pais e responsáveis pelas crianças ali matriculadas.

 


A parceria começou antes mesmo da SME/Rio ter assumido a responsabilidade pelas creches, pois até mesmo a construção do prédio, em terreno cedido pela direção da Escola Municipal Nair da Fonseca, no início da década de 1980, foi resultado de um amplo mutirão com a participação de pessoas da comunidade de Sepetiba, do Centro Espírita Fagundes Varela, e com as doações dos comerciantes da localidade.

 


Enquanto visito as salas, no horário do soninho das crianças da Creche Municipal Nair da Fonseca, observo que os agentes auxiliares de creche e demais funcionários terceirizados, estão realizando trabalhos manuais, ou mesmo desempenhando as suas tarefas de serviços gerais, para que as crianças, quando acordarem, possam ter conforto e prosseguimento em suas atividades que se estenderão até as 17 horas.

 


A Creche Municipal Nair da Fonseca atende as crianças da comunidade de Sepetiba, na faixa etária de 1 ano e 8 meses até os 3 anos e seis meses, divididas em três turmas, perfazendo um total de 55 alunos.

 


Segundo a professora Ângela Pimenta Nunes, por estar localizada bem próxima à Praia de Sepetiba, a Creche Nair da Fonseca é constituída por crianças provenientes de famílias de pescadores, quase todas de baixa renda.

 


Mesmo sendo pessoas de nível socioeconômico baixo, são todos muito interessados e participativos, conforme declarou a diretora Ângela, lembrando que estão sempre dispostos a ajudarem naquilo que for preciso, de acordo com as suas possibilidades.

 

Desfile cívico escolar, ocorrido no dia 9 de setembro de 2011, em Sepetiba, com a participação dos alunos, pais, responsáveis, professores, equipe da direção e agentes auxiliares da Creche Municipal Nair da Fonseca. Foto cedida pela direção da creche. A diretora Ângela Pimenta é a primeira,  do lado esquerdo.

Alunos da Creche Municipal Nair da Fonseca, no desfile ocorrido dia 9 de setembro de 2011, tendo à frente o Sr. Erasmo, representando a comunidade pesqueira de Sepetiba, conduzindo a Bandeira Nacional. 

A presença dos pais e responsáveis foi marcante durante a realização do desfile cívico ocorrido em Sepetiba, no dia 9 de setembro de 2011. Nesta foto, cedida pela direção da C.M. Nair da Fonseca, aparecem as alunas Ana Clara, da turma 31 e Laís, da turma 40, com suas mães e as tias Ângela e Adriana.

Alunos Kaíque, turma 31 e Cauá, turma 30, da Creche Municipal Nair da Fonseca, durante o desfile cívico do dia 9 de setembro. Foto cedida pela direção da creche.

Júlia, turma 40 da Creche Municipal Nair da Fonseca, durante o desfile cívico escolar.

Diogo, turma 31 da Creche Municipal Nair da Fonseca, durante o desfile cívico escolar.


Ângela fala com orgulho do projeto “Malinha viajante”, que tem como um de seus objetivos estimular a leitura dos responsáveis e das crianças, aproximando-os mais do ambiente da creche.

 


Segundo a diretora, a participação dos responsáveis é fundamental, porque serão eles que farão a leitura para a criança, incentivando o contato dos pequenos com os livros, além de criar o hábito da responsabilidade, já que os livros deverão ser devolvidos no início da semana, quando a criança fará um desenho ou desenvolverá outra atividade lúdica, compartilhando a experiência com os demais colegas da turma.

 


Tanto a diretora Ângela Pimenta, quanto a adjunta Ana Lúcia de Melo Barboza, que também acumula matrícula como professora articuladora na Creche Municipal Nair da Fonseca, apostam no ato de “brincar” como uma necessidade básica e um direito de todos. “O brincar é uma experiência humana, rica e complexa”, conforme frase de autoria do professor Marcos Teodorico Pinheiro de Almeida, autor de diversos livros sobre brinquedos e brincadeiras, citada no Projeto Pedagógico Anual.

 


“Através do brincar, as crianças constroem o seu conhecimento de mundo e desenvolvem seu aprendizado, Tendo em vista esse conceito, a Creche Nair da Fonseca objetivou ministrar os vários conteúdos pertinentes aos anos iniciais da vida da criança de uma maneira lúdica e prazerosa.”

 


Como as salas da Creche Municipal Nair da Fonseca são relativamente pequenas, medindo entre 16 a 23 metros quadrados, a solução encontrada pela direção, para o bom aproveitamento de todos os espaços, foi promover um rodízio diário entre as turmas, de forma que todas as crianças, em companhia dos professores e dos agentes auxiliares de creche, possam freqüentar as áreas livres, o parquinho infantil e desenvolver atividades nas próprias salas, que são equipadas com banheiro infantil, sanitário, lavatório e chuveiro com água quente.

 


A diretora adjunta, professora Ana Lúcia, está construindo o blog da Creche Municipal Nair da Fonseca, que já está muito bonito e tem um bom conteúdo, mas ainda não foi colocado online. Por outro lado a creche já edita o seu informativo desde 2006, estando no 5º ano de circulação, com 35 edições já publicadas e distribuídas.

 


Na edição nº 35 do Informativo (10.19.617) Creche Municipal Nair da Fonseca, que saiu prontinho por ocasião da visita do Rioeduca, há notícias sobre o desfile cívico, ocorrido no dia 9 de setembro de 2011, chegada da professora articuladora Angélica, e o texto intitulado “Girassóis e Miosótis”, de autoria de José Fernandes de Oliveira, anunciando a chegada da Primavera, além da “Agendinha”, dos “Aniversariantes do mês”, do pedido aos responsáveis para atualização dos telefones e dos conselhos do Dr. Armando Fernandes, de como prevenir-se contra as doenças típicas da Primavera.

 


De um modo geral, a visão da direção, dos professores e dos funcionários da Creche Municipal Nair da Fonseca, se resume em possibilitar o desenvolvimento e crescimento das crianças, a partir da educação e dos cuidados.

 

 

Passeio ao Jardim Zoológico, atividade anual, aguardada com muita ansiedade por todos, que é realizada com a presença dos alunos, da equipe da direção, professores, agentes auxiliares de creche e funcionários, contando com o apoio da 10ª CRE, que cede os ônibus. Os pais e responsáveis, que vão em ônibus alugado por eles, também participam e contribuem ajudando a organizar um grande pequenique nos gramados da Quinta da Boa Vista. Fotos cedidas pela direção da creche.

Passeio ao Zoológico com a presença de todas as crianças da Creche Municipal Nair da Fonseca. Preocupação da equipe da direção com a segurança e conforto no transporte e em todas as atividades.

Passeio ao Jardim Zoológico. Lembro-me até hoje, decorridos mais de cinquenta anos, do passeio que fiz à Quinta da Boa Vista com meus colegas da Escola Professor Afro das Chagas com a minha primeira professora Mirka Mira Picorelli Figueiredo e fico imaginando como as crianças da Creche Municipal Nair da Fonseca vão guardar em suas memórias os momentos felizes que estão passando juntos ali em Sepetiba. Foto cedida pela direção da creche.

Dias antes do Passeio ao Jardim Zoológico, a equipe da direção, professores e agentes auxiliares de creche começam a falar sobre os animais, e a desenvolver trabalhos lúdicos com as crianças sobre os hábitos e características dos pássaros, mamíferos, répteis e batráquios, para que todos já cheguem ao Zoológico com algumas noções sobre os animais. Toda a visita é fotografada, filmada e documentada para apresentação e complemento do aprendizado nas semanas seguintes. Nesta  foto, cedida pela creche, a diretora Ângela Pimenta Nunes é a primeira do lado direito.


“Cuidar de crianças inclui atender a todas as necessidades infantis, sejam elas físicas, emocionais, cognitivas ou sociais... Significa também acolher, garantir a sua segurança e saúde, fazer despertar a curiosidade e expressividade infantis, promovendo situações pertinentes à faixa etária atendida, ancoradas principalmente, no ato do brincar”, conforme texto intitulado “Nossa visão”, do Projeto Pedagógico Anual da Creche Nair da Fonseca.

 


A comunidade da Praia de Sepetiba deve ter muito orgulho em poder contar com o trabalho tão profissional e dedicado de toda a equipe de dirigentes, professores e funcionários da Creche Municipal Nair da Fonseca, um exemplo que precisa ser melhor conhecido e valorizado por todos nós. PARABÉNS!

 

Participação da Creche Municipal Nair da Fonseca na VII Mostra de Dança promovida pela 10ª CRE na Cidade das Crianças. Foto cedida pela direção.

Pausa para uma fotografia, no intervalo da Mostra de Dança que contou com a participação dos alunos da Creche Municipal Nair da Fonseca. Foto cedida pela direção da creche.

Professora Ângela Pimenta Nunes, diretora, (primeira do lado direito, em pé) com professores e agentes auxiliares de creche. Foto cedida pela direção da C.M. Nair da Fonseca.

 

 

                                          

 

Print Friendly and PDFPrintPrint Friendly and PDFPDF


   
           



Yammer Share