A A A C
email
Retornando 44 resultados para o mês de 'Setembro de 2016'

Quarta-feira, 28/09/2016

Paralimpíada 2016: Bocha Adaptada na Rotary

Tags: 11ªcre, paralimpíada, bocha, rotary.

 

 

 

A Paralimpíada terminou, mas com certeza ficou na memória de todos que participaram, principalmente dos alunos e corpo docente da Escola Especial Municipal Rotary Club!

 

No dia 13 de setembro, quinze alunos da E. E. M. Rotary Club da 11ª CRE, localizada na Ilha do Governador, foram assistir a modalidade Bocha na Arena Carioca, que fica no Parque Olímpico da Barra da Tijuca.

Alunos, familiares e professores no Parque Olímpico da Barra

 

A maioria dos alunos com necessidades especiais foram acompanhados de seus responsáveis, juntamente com professores e funcionários da escola. A alegria era tão grande que fotografaram tudo!

Tiveram inclusive, o prazer de tirar foto com Yane Marques que é uma pentatleta brasileira, bicampeã em Jogos Pan-americanos e única detentora de medalha olímpica do pentatlo moderno na América Latina!

 

Mascote Paralímpico Tom. Destaque para a atleta olímpica Yane Marques, de verde, junto com os alunos.

 

Gente como a gente: Atletas nos campos de bocha

 

A escola recebeu doação de ingressos e junto com a parceria da Auto Viação Reginas conseguiram ir de ônibus, ao Parque Olímpico. A professora Silvia Salles da sala de leitura relata que os alunos foram assistir a bocha, pois já participam de um projeto de "Bocha Adaptada" na escola.

 

Alunos na aula de educação física, praticando Bocha Adaptada

 

As professoras de educação física Luciana Bernardo e Cristina Madeira que iniciaram a modalidade bocha adaptada para felicidade de todos os alunos.

Responsáveis e alunos: "O coração não conhece limites"

 

A participação na Paralimpíada 2016 proporcionou aos alunos um aprendizado único. A professora Silvia Salles diz que: "foi muito importante, pois eles (alunos) puderam observar o esporte que praticam na escola, onde os atletas estão em igual situação. Puderam ver os materiais utilizados por eles, que por nós são adaptados."

 

Parabéns equipe da Escola Rotary! O espírito olímpico está em todos nós!

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: E.E.M. Rotary Club

Telefone: 2463-0156 ou 3393-4215

E-mail: emrotaryc@rioeduca.net

 

 

Contato para publicações:

Laura Fantti Davilla Serpa - Representante Rioeduca da 11ª CRE
Facebook: https://www.facebook.com/groups/1607751852842237
E-mail: lauradavilla@rioeduca.net

 

 

 

                            

 

 

 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 27/09/2016

Campo de São Cristóvão a Pé: a Cada Passo, Uma Nova Descoberta

Tags: 1ªcre, projetos.

 

 

 

 

Projeto de Geografia ajuda a desenvolver nos alunos sentimento de pertencimento.

 

O projeto "Campo de São Cristóvão a pé: a cada passo, uma nova descoberta" foi realizado pelos alunos do 6°ano da Escola Municipal Gonçalves Dias, localizada em São Cristóvão e considerada a escola mais antiga em atividade de toda rede. Fundada em 1872, a escola atende hoje turmas do 6º ao 9º Ano do Enisno Fundamental, além do Programa de Educação de Jovens e Adultos, funcionando em 3 turnos.

O projeto fez parte da disciplina de Geografia e foi coordenado pelo professor Bruno Guimarães Carvalho. Neste trabalho, durante os meses de maio e junho, os alunos percorreram o Campo de São Cristóvão a partir da visitação de 3 pontos, a saber: Centro Cultural Maçônico, Museu de Astronomia e Paróquia de São Cristóvão.

 

 

Todo percurso foi uma tentativa de colocar em prática os conceitos de transformação da paisagem, representação cartográfica e orientação no espaço geográfico. Além disso, os alunos entraram em contato com a História de um espaço frequentemente vivido, mas pouco conhecido.

 

 

Um dos grandes objetivos deste trabalho foi o de incrementar a prática espacial dos alunos a partir da potencialização do grau de pertencimento do estudante com seu bairro. Para isso, nada melhor que percorrer e reconhecer os conteúdos tratados em sala no mundo real.

 

 

Como conclusão dessa visitação, os alunos construíram um "mapa vivo" do Campo de São Cristóvão na quadra da escola. Isto como tentativa de simular o trajeto vivenciado e inserir, durante a Mostra pedagógica da escola, o público dentro do mapa. Além disso, seguindo a estratégia de fortalecimento da identidade do público com seu espaço, foram escolhidos quatro alunos-guia que apresentaram os fatos relevantes da História da E.M. Gonçalves Dias.

 

 

Segundo a aluna Ana Clara Corrêa da turma 1604, "o melhor do projeto foi poder aprender o que jamais conseguiria dentro de sala". Já para a aluna Thamires Lopes da turma 1601 "foi importante conhecer lugares do próprio bairro para assim viver melhor nele".

 

Alunos monitores

 

"Campo de São Cristóvão a pé" foi um projeto enriquecedor tanto em seu planejamento, quanto em sua culminância, pois colocou em destaque a importância de se aperfeiçoar a experiência daquilo que já conhecemos como ferramenta para se atingir uma melhor convivência com os espaços e lugares frequentemente vividos.

 

E. M. Gonçalves Dias na Mídia: CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO PARA LER A MATÉRIA

 

 

 

Para Saber Mais:

Escola Municipal Gonçalves Dias

Campo de São Cristóvão, 115 - São Cristóvão

Telefone: 3895-8630 E-mail: emgdias@rioeduca.net

Direção: Fabíola Daniele da Silva

Direção-Adjunta: Sandra de Oliveira

Professor Responsável pelo Projeto: Bruno Guimarães Carvalho

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 26/09/2016

Inscrições Abertas - III Prêmio Educação Científica

Tags: ciências, prêmio, professor.

 

Terceira edição do Prêmio de Educação Científica tem inscrições abertas

 

 

 

Professores das redes municipais e estadual do Rio de Janeiro têm até agosto para desenvolver e submeter projetos inovadores de ensino Rio de Janeiro.

Os professores das redes municipais e estadual de ensino do Rio de Janeiro podem se inscrever na terceira edição do Prêmio de Educação Científica. A premiação é iniciativa da BG Brasil, uma companhia subsidiária da Royal Dutch Shell plc., e tem como objetivo reconhecer experiências inovadoras e criativas de ensino realizadas na rede pública fluminense.

Podem participar docentes que lecionam as disciplinas de Ciências e Matemática no Ensino Fundamental II e Biologia, Física, Matemática e Química no Ensino Médio que tenham desenvolvido alguma prática com metodologia atrativa para seus alunos durante o ano letivo de 2015 ou no 1º semestre de 2016. As inscrições devem ser realizadas pelo site Prêmio de Educação Científica até o dia 20 de agosto.

“Para esta edição, optamos por antecipar o início do período de inscrições, incentivando aquele professor que já tem uma ideia inovadora, mas ainda não a colocou em prática. Ele terá os próximos meses para desenvolver e implantar seu projeto em sala de aula, estimulando os estudantes a se interessarem cada vez mais pelo estudo de Ciências”, explica Pâmella De-Cnop, Gerente de Responsabilidade Social da BG Brasil.

O Prêmio de Educação Científica agracia seis professores com uma viagem educacional para Londres, na Inglaterra, com as despesas pagas. O roteiro possibilita uma imersão ao mundo das Ciências, com atividades interativas, palestras e visitas a museus. Os vencedores serão contemplados ainda com uma ajuda de custo em dinheiro e estarão acompanhados por um tradutor durante as atividades. Como novidade desta edição, as escolas dos professores vencedores também receberão uma premiação em equipamentos para a melhoria do ambiente escolar, como uma TV e um Datashow.

O objetivo é aproximar ainda mais os diretores e coordenadores pedagógicos do Prêmio. Na segunda edição do Prêmio de Educação Científica, realizada em 2015, 97 professores de 29 municípios do Rio de Janeiro submeteram seus projetos à avaliação. Os vencedores foram os docentes Rosana Zeitune, Mytse Andrade, Duclécio Lopes, do Ensino Fundamental II; e Daniela da Silva, Deise Jacques, Luiz Claudio Guimarães, do Ensino Médio. A iniciativa conta com a parceria da Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro e do British Council. III Prêmio de Educação Científica Inscrições: de 16 de março a 20 de agosto de 2016.

Informações e inscrições:

 

Facebook

 

Prêmio de Educação Científica

 

Veja o vídeo: 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 26/09/2016

Batalha de Rap, Contação de Histórias e Teatro Interativo sobre Jogos Olímpicos.

Tags: 5ªcre.

 


   


 Batalha de Rap, Contação de Histórias e Teatro Interativo sobre Jogos Olímpicos.

 

“A questão que se coloca é a importância de se entender a relação cultura e educação. De um lado está a educação e do outro a ideia de cultura como lugar, a fonte de que se nutre o processo educacional para formar pessoas, para formar consciência”.

(TRINDADE, 2000, p. 17)
   

A Escola Municipal (05.14.015) Barcelona em parceria com a Biblioteca Popular de Irajá João do Rio e o Projeto do grupo Mosaicos, através da Secretaria de Cultura do Município do Rio de Janeiro, desenvolveu com os alunos diferentes atividades culturais em um trabalho de excelência, proporcionando-lhes um enriquecimento enquanto educandos, cidadãos e sujeitos de múltiplas habilidades artísticas, que são estimuladas e descobertas nas respectivas oficinas.

 

Todas as quintas-feiras, os alunos da E. M. Barcelona vão à Biblioteca Popular de Irajá caminhando, acompanhados dos professores da escola, para participarem de atividades desenvolvidas pelo grupo Mosaicos. No mês de julho de 2016, foram feitas as seguintes oficinas, em três quintas-feiras diferentes: Batalha de Rap, Contação de Histórias e Teatro Interativo sobre Jogos Olímpicos.

 

 

Na biblioteca, os alunos são recebidos por um grupo formado por artistas que vão desenvolver várias oficinas culturais com os mesmos.

Acontece na Biblioteca Popular de Irajá - João do Rio - o projeto Residência artística: Grupo Mosaicos Convida, com oficinas de artes, sessões de histórias, saraus de música e poesia, entre outras atividades culturais.


O evento, que vai até setembro com encontros semanais e programação gratuita, faz parte do Circuito Cultural Cidade Olímpica e realizará sessões especiais de histórias sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos. O “Mosaicos” também convida grupos de outras frentes culturais.

Para viver democraticamente em uma sociedade plural é preciso respeitar os diferentes grupos e culturas que a constituem. A sociedade brasileira é formada não só por diferentes etnias, como também por imigrantes de diferentes países. Além disso, as migrações colocam em contato grupos diferenciados. Sabe-se que as regiões brasileiras têm características culturais bastante diversas e que a convivência entre grupos diferenciados nos planos social e cultural muitas vezes é marcada pelo preconceito e pela discriminação.

O grande desafio da escola é reconhecer a diversidade como parte inseparável da identidade nacional e dar a conhecer a riqueza representada por essa diversidade etnocultural que compõe o patrimônio sociocultural brasileiro, investindo na superação de qualquer tipo de discriminação e valorizando a trajetória particular dos grupos que compõem a sociedade.

Nesse sentido, a escola deve ser local de aprendizagem de que as regras do espaço público permitem a coexistência, em igualdade, dos diferentes. O trabalho com Pluralidade Cultural se dá a cada instante, exige que a escola alimente uma “Cultura da Paz”, baseada na tolerância, no respeito aos direitos humanos e na noção de cidadania compartilhada por todos os brasileiros. O aprendizado não ocorrerá por discursos, e sim num cotidiano em que uns não sejam “mais diferentes” do que os outros.

Fonte: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/pluralidade.pdf

Parabéns à Escola Barcelona pela parceria com a Biblioteca Popular de Irajá e pelo trabalho dignificante e de grande êxito para a promoção de uma educação de qualidade, objetivando a formação de cidadãos. Parabéns ao grupo Mosaicos pela iniciativa fundamental na transformação e enriquecimento social.

 

Sobre “O Projeto Residência artística: Grupo Mosaicos Convida” 

É um desdobramento do projeto Residência artística: Grupo Mosaicos Repertório, que, ao longo do ano de 2015, foi acolhido de forma muito especial pela Biblioteca Popular Municipal de Irajá – João do Rio. O sucesso do projeto fez o grupo olhar para o futuro, propondo que a biblioteca seja também um espaço de experimentação e criação artística em diálogo com outras artes e outros artistas. Assim, contemplado pelo Programa Fomento Cidade Olímpica, o projeto Residência artística: Grupo Mosaicos Convida prevê, ao longo de cinco meses de trabalho, três estreias construídas em parceria com um artista/coletivo convidado, tendo como foco intersecções com as artes plásticas, a música e a dança.

O grupo
Nós somos atores, pesquisadores e músicos que resolvemos combinar nossos talentos e formações para contar histórias. Trazemos contos, aventuras, causos, sagas, canções e até umas “mentirinhas” de vez em quando para dividir com o nosso público essa tão antiga arte de narrar. A ideia é tecer com as histórias um novo fio de Ariadne: um que ao invés de levar à saída, traga as pessoas, sejam elas crianças ou crescidas, para dentro do imenso labirinto da literatura e também da tradição oral.
A trajetória
Desde 2008 o Grupo Mosaicos, idealizado por Luciana Zule e também composto por Maria Coelho e Rudi Garrido realiza seu trabalho em bibliotecas, livrarias, centros culturais, escolas, SESC´s, projetos vinculados à prefeituras, como o Ciranda de Histórias (RJ), além de programas de rádio e televisão. A pesquisa musical, relativa à proposta de trabalhar a música como fio condutor da narrativa tal qual a palavra, aproximou o grupo da linguagem do rádio, sendo esta hoje outra vertente de nosso trabalho.

Fonte: http://www.grupomosaicos.com/

 

Biblioteca Popular de Irajá
Avenida Monsenhor Félix, 512 - Irajá.
Telefone: 2482-3582
bpiraja.culturapresente@gmail.com
www.facebook/bibliotecapopulardeirajajoãodorio
Aberta de segunda a sexta, das 9h às 17h.

 

Sobre a escola:
A Escola Municipal Barcelona E/CRE(05.14.015) é uma escola que atende o Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano e o Supletivo PEJA no Regular Noturno. Está localizada na Rua Gustavo Martins 76, Irajá - 21220-480. O e-mail da escola é embarcelona@rioeduca.net e os telefones são 2482-3314 2482-9975. Atualmente a Escola está sob a direção de Luciani de Oliveira Bezerra.

 

Gostou da nossa publicação sobre a escola Barcelona? Gostaria de publicar e mostrar pra nossa rede o trabalho de excelência da sua escola? Entre em contato com o(a) Rioeducador(a) da sua CRE. Para as publicações das escolas da 5ªCRE, envie e-mail ou mande um WhatsApp para 996730934: 

 

 

 


                                    



 


 

 



   
           



Yammer Share