A A A C
email
Retornando 21 resultados para o mês de 'Setembro de 2018'

Quarta-feira, 19/09/2018

Diversidade, o melhor do CIEP Coronel Sarmento

Tags: 3ªcre, diversidade, tolerância.

 

Na primeira quinzena de agosto, a equipe do CIEP 03.12.503 Coronel Sarmento realizou uma exposição de trabalhos artísticos e pedagógicos obtidos como resultado dos debates realizados nas salas de aula com o tema DIVERSIDADE.

Vamos conhecer um pouco dessa exposição que foi um sucesso!

 

   

 

 

Partindo do Projeto Político Pedagógico da unidade e tomando por referência a versão consolidada e construída pela equipe das reflexões e vivências, a exposição de trabalhos intitulada “Diversidade, o melhor do CIEP” apresenta trabalhos realizados nas turmas, durante o primeiro semestre
 

 

 

 

Como ponto de partida do trabalho, sobre diversidade, foi feito um PPP ressaltando as bases que norteiam o trabalho do CIEP que, por sua vez, buscam um desenvolvimento pedagógico e cidadão. 

Para favorecer a execução do projeto, se fez necessário a colaboração de todos. A consolidação deste documento foi desenvolvida gradativamente, sistematizando os saberes, traduzindo as necessidades e indicando as formas possíveis de interlocução com toda a comunidade escolar. 

 


 

 

 

Objetivos dos trabalhos desenvolvidos no projeto:

 

  • Valorizar as diferenças e a diversidade no contexto escolar;
     
  • Oportunizar novos olhares e atitudes, transformando a escola num espaço para inclusão e de tolerância;
     
  • Fomentar  novas aprendizagens;
     
  • Garantir a frequência e a permanência escolar.

 

 

 

As atividades que foram desenvolvidas, foram divididas em questões sobre a Diversidade à saber:

 

  • Diversidade Humana ( inclusão),Diversidade de Costumes, Diversidade Cultural, Religiosa, Linguagem, Expressão, Manifestação, Musical.
     
  • Além de exposição, contamos com o protagonismo dos alunos, auxiliando ou apresentando as atividades para a comunidade escolar.
     
  • A diversidade das apresentações tambem foi um ponto positivo para a aprendizagem,para a valorização do fazer pedagógico inovador ,para a participação da comunidade escolar, criando, assim, um ambiente favorável a troca de conhecimentos

 

 

 

Trabalhar a diversidade e a cidadania, discutindo questões sociais relevantes já se tornou tradição para a comunidade escolar do CIEP Coronel Sarmento. Sempre de forma lúdica e responsável, os temas são abordados por professores e alunos que apresentam seus resultados em exposições artistícas criativas e bem elaboradas. 

 

Parabéns, mais uma vez para a equipe do CIEP Coronel Sarmento, pelo importante trabalho que demonstra a qualidade do ensino praticado.  

E se quiser saber mais sobre esse projeto basta enviar um e-mail para ciepasarmento@rioeduca.net

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 18/09/2018

Lego e Massinha: Aprender Pode Ser Muito Divertido

Tags: 2ªcre, ciências, lúdico.

 

Atividades lúdicas tornam a aprendizagem mais significativa e despertam nos alunos o desejo de aprender. Esta foi a proposta para revisão de conteúdos da disciplina Ciências, ministrada pela professora Vera Nácia, na Escola Francisco Manuel.

 

Para fazer a revisão de conteúdos na disciplina de Ciências da Escola Francisco Manuel, a Professora Vera Nácia utilizou recursos que, além de ajudarem a compreender os conceitos trabalhados, exigiu planejamento, trabalho em equipe, organização e criatividade. Foi possível observar a organização do pensamento e as possibilidades de apresentação dos conteúdos, através da criatividade dos alunos.

 

Alunos participando de atividades lúdicas nas aulas de Ciências.

 


“Brincar com a criança não é perder tempo, é ganhá-lo; se é triste ver meninos sem escola, mais triste ainda é vê-los sentados, tolhidos e enfileirados em uma sala de aula sem ar, com atividades mecanizadas, exercícios estéreis, sem valor para formação dos homens críticos e transformadores de uma sociedade.” 

(Carlos Drummond de Andrade)

 

"No segundo segmento do Ensino Fundamental, as crianças que antes trabalhavam de forma interdisciplinar, começam a pensar nas disciplinas estanques e compartimentadas. Acredito que isso atrapalha a aprendizagem significativa, quando não torna as aulas cansativas e estéreis." Relata a professora Vera Nácia.


Encontrar um significado em suas ações, fazendo uma ligação entre a prática e a teoria que a fundamenta, é uma tentativa de despertar a curiosidade e o interesse do aluno. 

 A literatura comprova cientificamente a importância da ludicidade para os processos de ensino e aprendizagem, sendo, dessa maneira, fundamental para a constituição psicológica do sujeito.  

Nesse contexto, o objetivo da atividade foi revisar os conteúdos e tirar dúvidas a respeito dos conceitos apresentados. Com as turmas de 7º e 8º ano foram utilizados materiais lúdicos como massinha de modelar e Lego. Com esses materiais, os alunos construiram células, tecidos, reprodução sexuada e assexuada, mitose e meiose e sistema reprodutor masculino e feminino, por exemplo.

 

Atividade em grupos utilizando o Lego.

 


Já o 6º ano utilizou, além da massinha, materiais para confecção de maquetes do Sistema Solar, experimentos e exercícios utilizando rochas e minerais.


Seguem abaixo as ações realizadas durante as atividade de revisão de conteúdos.

 

 

  • Leitura do roteiro com os conceitos trabalhados;
     
  • Apresentação dos materias;
     
  • Escolha do material pelos alunos;
     
  • Confecção dos modelos com LEGO ou massinha;
     
  • Mediação da professora;
     
  • Apresentação dos modelos pela classe e discussão dos conceitos;
     
  • Mediação da professora para tirar as dúvidas;
     
  • Exercício de fixação.

 

Trabalho realizado com massinha.

 

 

Trabalho realizado utilizando Lego.

 

A aluna incluída, Ninna, do 7º ano, surpreendeu quando disse que gostaria de fazer a atividade na sala do 8º ano, pois havia faltado no dia em que a mesma foi realizada em sua turma.
Ela disse: “Eu gostei muito, aprendi mais dessa forma, podemos fazer de novo?

 

Cauã Lucas, do 8º ano, nem foi para o recreio, e disse: “Só vou quando eu terminar. Vou fazer o tecido conjuntivo em 3D, nunca mais vou esquecer.

 

Algumas crianças do 6º ano já iniciaram sua própria coleção de rochas e minerais. E afirmam que agora observam mais o que está a sua volta.

 

Os alunos demonstraram muito interesse e gostaram muito das atividades. A professora Vera conta que pretende continuar utilizando esses materiais, tanto para revisar conteúdos, quanto para introduzir novos conceitos, pois a experiência foi muito positiva.


Agradecemos a professora Vera Nácia por compartilhar conosco estas atividades mostrando a importância do lúdico na aprendizagem dos alunos!

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: Escola Municipal Francisco Manuel

E-mail: emfmanuel@rioeduca.net

 

 

Divulgue também o trabalho de sua escola no portal Rioeduca.

Entre em contato com o representante de sua CRE.

 


 


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 18/09/2018

O Tempo da Gente e o Tempo da Cidade no EDI Clarice Lispector

Tags: 7ªcre, projetos.

 

O EDI  Escritora Clarice Lispector está desenvolvendo o projeto anual: Nas rimas do estilo, o tempo da gente e o tempo da cidade.

O projeto é dividido em 3 eixos e durante parte do primeiro semestre foi trabalhado o eixo que recebeu o nome: "Os dias eram assim."

 

 

Conhecer, compreender e vivenciar o passado e o presente para construir um futuro ainda melhor, deve ser um dos objetivos da sociedade. Considerando essa premissa, o projeto anual do EDI Escritora Clarice Lispector é : Nas rimas do estilo, o tempo da gente e o tempo da cidade. O projeto foi dividido em três eixos. Sendo eles : Os dias eram assim, dias melhores virão e como viver nos dias atuais?.

 

 

 

Tal missão perpassa a escola e o Projeto deste ano tem a intenção de fazer com que as crianças mergulhem em experiências que permitam o conhecimento da origem da nossa Cidade e a sua evolução em diferentes aspectos: artes, vestimenta, literatura, construções geográficas, brincadeiras e inovações tecnológicas.

 

 

Apresentação de cartazes com vestimentas de antigamente e sobre a cultura indígena.

 

 

Exposição de trabalhos apresentando a cultura negra.

 

 

       Conhecendo uma máquina fotográfica antiga.

 

 

No primeiro Eixo, intitulado “Os dias eram assim...”, todas as turmas do EDI viajaram no tempo, desde o Descobrimento do Brasil até a década de 1940, percebendo que esses aspectos estão interligados, produzindo cultura, reflexão e trazendo para o povo a sua identidade.

 

 

Painéis criados para interação com as crianças : obra de Tarsila do Amaral e Trajes Típicos Portugueses.

 

 

                   

 

Crianças e professores começaram a investigar a história do Rio e ampliaram para as diversas influências que a cidade recebeu do Brasil e do mundo. Foi um período de muito desenvolvimento e aprendizagem que culminou com uma bela exposição dos trabalhos dos pequenos com a visita e a participação das famílias.

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicação:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato do EDI Escritora Clarice Lispector:

ediclispector@rioeduca.net

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 17/09/2018

Projeto: Somos Todos Amigos do Lobo

Tags: 6.ª cre, leitura, 6ªcre.

 

O projeto “Somos Todos Amigos do Lobo” foi desenvolvido no EDI Wesley Guilber Rodrigues de Andrade, pelos alunos do maternal II, turma EI-31, no primeiro semestre do ano de 2018. A professora Mariana Ferreira desenvolveu as atividades com a ajuda das Agentes de Educação Infantil, Dionice Brito e Cláudia Oliveira.

 

Vamos acompanhar o trabalho desenvolvido com os pequenos?

 

Turma EI-31 a festa de encerramento do projeto

 

No início do ano letivo, logo na segunda semana de acolhimento da turma EI-31, durante a roda de leitura, as educadoras disponibilizaram diversos livros na rodinha. A aluna Ana Clara escolheu um livro “Chapeuzinho Vermelho” para a professora ler. Após a realização da leitura, elas perceberam que algumas crianças demonstraram bastante medo e, em alguns casos, até choro, quando falavam do lobo da história.

 

Em todos os momentos o personagem “lobo” era citado pelas crianças, envolvendo diversos sentimentos como medo, curiosidade e encanto. Como o assunto se tornou recorrente, as professoras desenvolveram o projeto “Somos Todos Amigos do Lobo” com o objetivo de desmistificar o papel de vilão que o lobo tem na maioria das histórias. Fizeram pesquisas e, através delas, puderam perceber que o lobo aparece em diversas histórias e com funções diferentes em cada uma delas. Ao longo do projeto, propuseram várias atividades envolvendo o personagem para as crianças e as famílias, possibilitando que pudessem conhecer e explorar as maneiras que o lobo é retratado nos contos.

 

 

Caça ao lobo

 

 

Corrida de circuito e construção da salada de frutas

 

 

Inicialmente foi feita uma dramatização da história Chapeuzinho Vermelho. Em seguida, as educadoras promoveram uma brincadeira de caça ao lobo no espaço externo do EDI. A corrida de circuito foi usada para conscientizar as crianças sobre a importância de uma boa alimentação. Nela, cada criança teve que levar uma fruta até a cesta da vovó que estava doente. Os alunos construíram também um livro de receitas, de onde tiraram e fizeram a salada de frutas da vovó. Na roda de conversa usando o livro “Lobo-guará”, as professoras e os alunos conversaram sobre o habitat do lobo, sua alimentação e seus hábitos.

 

 

“Em uma manhã, após o horário do desjejum, fomos para o parquinho, que é de costume em nossa rotina. Quando chegamos à sala, percebemos que ela estava toda desorganizada. O lobo havia passado pelo EDI e, como não nos encontrou, deixou uma carta para a nossa turma. Após a leitura da carta, construímos um texto coletivo, sobre a visita do lobo.” relatou, entusiasmada, a professora Mariana

 

 

Atividade a partir do livro O Lobo-guará

 

 

Carta deixada pelo lobo e construção de texto coletiva

 

 

Escrita de cartas para o lobo

 

A professora e as agentes de educação infantil contaram que, em determinado momento, perceberam que as crianças estavam ansiosas para falar com o lobo e saber coisas da sua vida na floresta. Então elas propuseram que as crianças, junto com seus familiares, construíssem cartas, para enviar para a casa do seu lobo. Dessa forma, além de possibilitar a comunicação de interesse das crianças, puderam explorar mais de um gênero textual, envolvendo assim o PPA da nossa unidade. As cartas foram colocadas em uma caixa de correio que as educadoras construíram. O carteiro do bairro abraçou esta tarefa, recolheu as cartas na creche e firmou o compromisso de entregá-las na casa do lobo. Neste momento, foi lido o livro “O carteiro chegou”.

 

“Então, resolvemos falar sobre as cartas, meio de comunicação pouco usado pela nossa sociedade atualmente. A professora Alana em uma roda de conversa releu o livro: “O carteiro chegou”. As crianças, no desenrolar da conversa, sugeriram que fizéssemos uma festa para o lobo, assim ele poderia nos conhecer e virar nosso amigo. Foi construído um bilhete, para as turmas os convidando, para o aniversário. Iniciamos a confecção e convites e dos preparativos da grande festa.” contou a professora Mariana

 

 

Visita do carteiro para reecolher as cartas escritas pelas crianças para o lobo

 

Para realizar o encerramento do projeto foi realizada a grande festa do lobo com a participação das famílias, de alguns profissionais da escola e do personagem principal deste projeto, o lobo, que foi conhecer a criançada. A cantiga de roda “Enquanto seu lobo não vem” se tornou o hino da turma EI-31. Em diversos momentos, as crianças se reuniram para brincar e cantar a cantiga.

 

Construção coletiva do convite da festa de encerramento do projeto

 

Parabéns à professora Mariana e às agentes de educação Infantil Dionice Brito e Cláudia Oliveira pelo trabalho de excelência que realizam com nossas crianças. Vocês são algumas das várias pérolas que a Rede Municipal de Ensino possui.

É um orgulho tê-las na 6.ª CRE. 

 

Que conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido no EDI Wesley Guilber?

Entre em contato com a equipe!

 

EDI Wesley Guilber Rodrigues de Andrade

E-mail: emguilber@rioeduca.net

Telefone: (21) 2407-0354

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!


   
           



Yammer Share