A A A C
email
Retornando 21 resultados para o mês de 'Setembro de 2018'

Sexta-feira, 07/09/2018

Escola Municipal Rotary: Primeiro Mutirão Amo a minha Escola

Tags: 11ªcre, mutirão, patrimônio.

 

A Escola Municipal Rotary com o objetivo de conscientizar a comunidade escolar para valorizar e preservar o patrimônio público, realizou o seu primeiro mutirão Amo minha escola.

 

Confira!

 

O projeto foi realizado no início do 3º Bimestre com o apoio de professores, grupo de escoteiros, alunos e responsáveis, todos como voluntários.

 

 

 

 

O mutirão foi realizado em toda a unidade escolar e com a participação extensiva a todas as turmas que quiseram participar, é claro com a autorização dos responsáveis.

 

 

 

 

O objetivo maior além da valorização e conservação do patrimônio público, que é de uso comum a todos da comunidade escolar, foi a conscientização do cuidar para preservar.

 

 

 

Foram realizadas atividades de grafitismo, manejo da terra com plantio de mudas e pintura da escola.

 

 

Parabéns a E.M. Rotary por ensinar que cuidar e preservar o patrimônio é alem de tudo uma questão de educação cidadã!

 

 

Quer saber mais sobre?

E-mail: emrotary@rioeduca.net

Telefone: 2465-0279 / 2465-0019

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 06/09/2018

E.M. Lino Martins da Silva - Alimentação saudável e Não-saudável

Tags: 4ªcre, alimentação, saudável.

 

A Professora Flávia Silva Gamboa de Paz, da turma 1202, da E.M. Lino Martins da Silva relata como trabalhou o tema da alimentação saudável e não-saudável na escola. Confira! 

 

O trabalho com a turma surgiu a partir da observação dos hábitos alimentares dos alunos durante as refeições servidas na escola. A maioria não gostava de frutas, legumes e outros alimentos, preferindo somente feijão e arroz no almoço.

 

 

 


Então, numa conversa com a turma sobre os motivos da dificuldade de comer a comida do almoço da escola, os alunos começaram a falar sobre o costume que possuíam em casa de apenas se alimentarem de “coisas” que gostam, como: sanduíches, doces, refrigerantes, batata-frita etc. E o mais preocupante é que em casa, geralmente trocam alimentos saudáveis por alimentos gordurosos, com muito açúcar, com muito sal, corantes entre outros. Dessa forma, ficam o dia todo sem os nutrientes necessários para um bom desenvolvimento.

 

 

 

Com isto, aproveitando o mês de agosto, no qual já são tratados assuntos de Autocuidado, a alimentação passou a ser tema de conversa e reflexão. Primeiro foi feita a leitura do livro “A Cesta de Dona Maricota” que logo em seguida resultou em uma roda de conversa sobre hábitos alimentares e quais alimentos seriam saudáveis e não saudáveis.

 

 

 

 

Logo após, a turma se dividiu em dois grupos : um grupo ficou com o cartaz contendo um boneco que possuía o título de “alimentação não-saudável”; e o outro grupo com outro cartaz, também com um boneco desenhado, com o título de “alimentação saudável.


O objetivo da atividade e da divisão da turma era recortar figuras de jornais e revistas de alimentos e bebidas ( trabalhando, além da questão da alimentação, também a coordenação motora de cada um) e assim, todas as figuras recortadas foram coladas em seus respectivos cartazes (bonecos).

 

 

 

 

Foi uma atividade prazerosa e com o envolvimento de todos da turma. Durante a atividade, eles discutiram entre si e às vezes surgiram dúvidas sobre alimentos que comiam, tanto em casa quanto na escola , mas que não conseguiram encontrar nas revistas e jornais. Entretanto, descobriram, através da própria pesquisa e de suas conclusões, com a ajuda da professora, quais de seus alimentos diários eram saudáveis ou não. 

 

 

 

 

Após a colagem, as discussões e descobertas, os alunos apresentaram seus cartazes em grupo, em forma de seminário. A partir de então, a cada refeição eles lembram da atividade e comentam se estão comendo algo saudável ou não.

 

Parabéns pelo excelente trabalho!

Trabalho da Turma 1202 – Texto enviado pela Professora Flávia Silva Gamboa de Paz.


Sobre a escola:
Unidade Escolar: E/CRE(04.30.014) - Escola Municipal Lino Martins da Silva - 46626
Diretor: APARECIDA MOREIRA DE MELO
Endereço: Rua Teixeira Ribeiro ( Antiga Rua São Sebastião 46) 1000 Bloco 4
Bairro: Bonsucesso
Cep: 21044-251
Telefone: 3438-6723

 

 

Contato para publicações

 


 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 06/09/2018

"Ver, mexer e sentir!" Exposição interativa no EDI Ataulfo Alves

Tags: 9ªcre, educação infantil, 9cre.

 

A Exposição interativa “VER, MEXER e SENTIR!” aconteceu no EDI Ataulfo Alves, no terceiro Bimestre com a amostra do Projeto Anual “Não me leve ao pé da letra, essa história não tem pé nem cabeça!”

 

 

 

Com o objetivo de transformar a escola num lugar encantado e rico em oportunidades sensoriais, o EDI Ataulfo Alves planejou a 1ª EXPO VER, MEXER e SENTIR, na qual, a interatividade é a base do momento oferecido.

Dessa forma, cada cantinho da unidade se transformou em um espaço parecido com galerias de artes com exposições de atividades que evidenciavam os e talentos das crianças.

 

 

 

 

A proposta partiu do grupo de professores e com ela as crianças ficaram mais participativas e a oralidade foi desenvolvida em todas as salas de aula, com a ajuda do simbólico do mundo do faz de conta. Com fantasias, teatrinhos, contos e encantos foram construídas vivências significativas para as infâncias presente ali, favorecendo, também, a formação da identidade.

 

 

As crianças do EDI Ataulfo em experiências de interação durante a exposição

 

 

A Exposição interativa ocorreu no dia 29/06/2018 de 9h às 12h e de 13:30h às 16:30h. A duração foi somente de um dia, porém a sua preparação durou aproximadamente 4 meses (de março até junho).Toda a unidade esteve envolvida com a proposta, direção, educadores, profissionais de apoio, pais e alunos. Todos colaboraram com as construções dos cenários e com a coleta de recicláveis (caixas, caixotes, jornais, etc). No dia do evento, famílias e crianças eram convidados e toda a equipe do EDI tinha funções definidas.

 

 

        

 

 

No dia da exposição, ao chegarem a unidade escolar, as crianças e seus familiares eram recebidos por personagens vivos dos clássicos infantis. Na subida da rampa, havia a entrada de um castelo e ali começava o mundo mágico. Atravessando as portas do castelo e iniciando a subida da rampa, fitas de diferentes tecidos e texturas já convidavam aos presente a sentirem uma nova sensação.

 

 

           

 

 

Mais a frente, balões de gás criaram uma mistura de cores, assim como, ao final da rampa, muitos bichinhos de pelúcia eram dispostos para serem tocados. Vontade de apertar? De fazer o que? Múltiplos eram os desejos e as sensações. 

 

 

 

 

Já no segundo pavimento, cada corredor possuia suas descobertas e possibilidades.

 

 

     

 

O parquinho de resina virou a floresta dos Três Porquinhos com os três tipos de casa da história e com os personagens gigantes na parede. No outro lado do espaço, havia várias histórias modernas apresentadas de forma criativa, como uma linda releitura de Tarsila do Amaral, a história do guarda chuva, com o próprio representado e decorado pelos alunos.

 

 

 

 

 

O espaço que recontava a história da Branca de Neve, foi  a sensação da exposição. Na releitura a princesa Branca de Neve virava a Black de Neve, causando identificação por grande parte das crianças.

 

 

 

 

No projeto também teve a Fábula da Cigarra e da Formiga e a representação da história Jogo de Bola, retratada a partir dos  personagens de fantoche Raul e Arabela que defendiam seu gol e tinham seus movimentos controlados por cordas. 

 

 

 

 

No cantinho que apresentava o sítio do seu Lobato havia animais feitos de materiais recicláveis e um aconchegante espaço de contação de histórias sob a amendoeira da unidade, com almofadas coloridas. Tudo pensado para proporcionar o prazer em participar e o reencontro com o mundo do faz de conta. 

 

 

 

 

 

No térreo, mais oportunidades de encantamento. Fundo do mar com som, bolhas e movimento; um desafio da História de João e Maria, com pistas a seguir; e um cenário da poesia Leilão de jardim.

 

 

 

     

Sem dúvida foi um dia diferente para toda a Unidade Escolar. 

Aprende mais quem aprende com o coração. E assim foi a 1ª Exposição Interativa do EDI Ataulfo Alves. As famílias amaram e a proposta de interação foi 100% alcançada.

  

 

     

 

Parabéns à  equipe de professores pela idealização e realização da proposta.

 

 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: EDI Ataulfo Alves

Email: ediataulfo@rioeduca.net

Telefone: 3162-4574

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 05/09/2018

Cantar e Brincar é só começar!

Tags: 8ªcre, edi, brincar, música.

 

O projeto "Cantar e Brincar é só começar" está sendo realizado no Espaço de Desenvolvimento Infantil Vila do Vintém, trazendo uma combinação de músicas, histórias e muitas brincadeiras.

 

 

 

 

A Educação Infantil consolidou-se como uma importante etapa da vida escolar, por ser um espaço de desenvolvimento da personalidade e dos alicerces da aquisição de conhecimentos sobre si e sobre o mundo.

Na Educação Infantil as crianças recebem muito mais do que cuidados com a higiene e alimentação, elas são estimuladas a desenvolver diversas habilidades em diferentes áreas do conhecimento.

Nessa etapa, a brincadeira é coisa séria! Uma das modalidades de aprendizagem se dá através da musicalização. O brinquedo cantado faz parte do universo infantil, portanto aprender através dele é algo muito natural para os pequenos estudantes.

 

 

 

 

Através da música é proporcionado à criança o desenvolver da comunicação e da expressão de seus sentimentos, além de melhorar a capacidade de concentração, memória e desenvolvimento da criatividade.

No Espaço de Desenvolvimento Infantil Vila do Vintém, o projeto "Brincar e Cantar é só começar" nasceu da parceria da professora e poetisa Juçara Araujo e do Professor de música Daniel Martins.

A cada semana, as crianças do EDI Vila do Vintém têm a oportunidade de vivenciar a música de diversas formas: através de histórias, brinquedos cantados, fantoches e manuseio dos instrumentos musicais.

 

 

 

O professor Daniel Martins apresenta para as crianças um repertório variado para a apreciação. Ele faz a mediação e acompanha a reação dos pequenos diante de cada estilo musical.

 

Juntamente com as músicas, as histórias são contadas pela professora Juçara Araujo que se transforma na dona Benta do Sítio do Picapau Amarelo. Após se caracterizar, a professora combina sons e contos que deixam as crianças vidradas e totalmente inseridas no mundo do faz de conta! E assim, de histórias em histórias, os personagens entram e saem da escola, as crianças compartilham alegrias e aprendizagens e tudo isso num ambiente repleto de musicalidade!

 

 

 

O Rioeduca parabeniza o EDI Vila do Vintém pela realização desse projeto!

 

 

 

Para entrar em contato com a escola: edivintem@rioeduca.net

Diretora: Professora Gabriela Klein

Diretora Adjunta : Professora Leila Cláudia Góes

Professora Articuladora : Professora Cláudia Abreu

 

 

Entre em contato com o Rioeduca e envie o projeto da sua escola para divulgação.

 

 


   
           



Yammer Share