A A A C
email
Retornando 403 resultados para a tag '10ªcre'

Segunda-feira, 03/10/2016

Valorizando a vida e o conhecimento

Tags: 10ªcre.

 

 

 

 

A Escola Municipal Mario Lago promove conhecimento através de diversificadas atividades pedagógicas, visando o progresso contínuo no aprendizado.

A E/CRE (10.19.065) Escola Municipal Mario Lago está localizada à Rua 1, s/n° - Conjunto Manguariba, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende atualmente alunos do 1° ao 6° ano e tem como diretora a professora Kátia Gonçalves Bezerra, como diretora adjunta a professora Jeane Catizano Fortunato Costa e como Coordenadora Pedagógica a professora Maria Cristina Machado Inácio.

 

Parte da equipe da E. M. Mário Lago

 

A escola trabalha para formar alunos cidadãos, transformadores da realidade, conscientes de seu papel social, e da sua importância nos grupos sociais dos quais participa, buscando sempre o bem estar coletivo e individual. E para que isso seja possível, a direção e o grupo de professores trabalham de forma a agregar e promover conhecimento através de diversificadas atividades pedagógicas, visando o progresso contínuo no aprendizado e na formação social de nossos alunos.

Vale ressaltar que, respeito, amizade, compromisso, diálogo, transparência, ética, comunicação, trabalho em equipe, determinação, parceria e humanidade são valores praticados no dia a dia para que os alunos possam aprender cada vez mais. E, com isso, a Unidade Escolar procura realizar um trabalho voltado ao desenvolvimento integral do aluno, tanto em seu aspecto cognitivo quanto social, buscando orientá-los e conscientizá-los de seu papel social.

Para tal, a direção visou atividades pedagógicas voltadas para o trabalho em grupo, o desenvolvimento de habilidades individuais e coletivas. Aproveitando o ano Olímpico e a realização dos jogos em nossa cidade, a escola focou na realização de atividades e a discussão de temas voltados ao conhecimento de modalidades esportivas, atletas e locais onde já ocorreram as Olimpíadas.

 

Alunos realizando atividades na aula de Educação Física

 

— A Escola Municipal Mário Lago parte da premissa de que as experiências escolares abrangem todos os aspectos do ambiente escolar, tanto aqueles que compõem a parte explícita do currículo, como os que contribuem de forma implícita para a aquisição dos conhecimentos socialmente relevantes. — afirma a diretora Katia.

A equipe da escola trabalha de forma integrada, em busca de uma educação de qualidade, com foco na construção de um cidadão critico e, para isso, busca a todo momento a troca de experiência e a parceria entre si e com a comunidade.

Com base nessa proposta, a equipe de professores de Educação Física, composta pelos professores Mateus Felipe, Bianca Cabral e Marcus Vinicius, organizaram uma atividade englobando esportes radicais, trabalhando com estratégias e técnicas seguras para a prática do esporte, assim como, sua função social e sua visibilidade no campo esportivo.

— A ideia do projeto era trazer esportes não convencionais ao ambiente escolar, apresentando aos alunos um novo desafio e deixando de lado os esportes coletivos tradicionais, pois eles já têm grande destaque nas escolas. Os esportes radicais escolhidos foram o skate e a patinação, ambos muito praticados atualmente. As duas modalidades consistem em realizar manobras deslizando sobre o solo (com ou sem obstáculos) e equilibrando-se sobre os mesmos. — afirma o professor Mateus Felipe.

 

Aluno andando de skate

 

Foram preparadas aulas de skate e patins para turmas do 1° ao 6° ano, adaptando a linguagem e a abordagem para cada faixa etária. Com os alunos menores, o trabalho foi voltado para a ludicidade, já com os maiores, a proposta foi apresentar a modalidade esportiva, sua história e fundamentos básicos.

— Esses tipos de esportes envolvem sobretudo agilidade, habilidade e muito equilíbrio, mas não há um espirito competitivo. A preocupação não está em quem ganha ou perde e sim na autosuperação e no espírito cooperativo. Durante as aulas, observou-se muitos alunos dispostos a ajudar seus colegas a ficarem em pé, a se arriscarem nas primeiras manobras e até mesmo na divisão e empréstimo dos materiais. Ao final do trabalho, foi possível constatar a interação e satisfação dos alunos com as aulas e com suas próprias conquistas. — afirma a professora Bianca Cabral.

Diante da realização desta atividade foi possível perceber a necessidade da diversificação do trabalho a ser desenvolvido com as crianças no ambiente escolar, oportunizando aos alunos a experimentar o diferente e a conhecer novos horizontes e propostas. Desta forma, tornando aptos a se abrir em busca de experimentar novas realidades e a buscar diferentes experiências em sua vida acadêmica, perdendo o medo do novo e identificando que a aprendizagem só é possível através de tentativas.

 

Professores e alunos na aula de Educação Física

 

— Os alunos puderam exercitar a solidariedade auxiliando aqueles que não possuíam os itens esportivos e/ou não sabiam utilizá-los. O grupo ficou muito motivado e as aulas das demais disciplinas aproveitaram o gancho para trabalhar este esporte de forma interdisciplinar. O ambiente escolar ficou mais tranquilo, já que existiam regras para a participação na atividade e uma vez que toda atividade esportiva demanda disciplina e concentração. — afirma o professor Marcus Vinicius.

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/SUBE/CRE (10.19.065) Escola Municipal Mario Lago
Telefone: 3292-6195
Email: emmariolago@rioeduca.net

 

Rodrigo Abreu
é Professor da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE
Contato: rodrigosantos@rioeduca.net
WhastApp: 98848-6724  

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 19/09/2016

Re(significar)

Tags: 10ªcre, classe especial.

 

 

 

 

Projeto ‘(Re)significar’ desenvolvido com Classe Especial envolve professores e direção da Unidade Escolar.

 

A E/CRE (10.19.210) CIEP Alberto Pasqualine está localizado à Rua Cilon Cunha Brum, s/n° – Conjunto Urucânia – Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A Unidade Escolar atende atualmente alunos da Pré-Escola ao 5° ano e tem como diretora, a professora Mônica Roumillac Soares de Mello, como diretora adjunta, a professora Patrícia dos Santos Madela, e como Coordenadora Pedagógica, a professora Adriana Ferreira Vieira Santos.

O projeto envolve o trabalho com materiais recicláveis, inserido no tópico desenvolvimento de pensamento crítico e meio ambiente, um dos pontos trabalhados em 2016 no Projeto Pedagógico da escola.

Com a realização dos jogos Rio 2016, foi possível incluir na grade, a temática olímpica nos trabalhos, assim como realizar um trabalho interdisciplinar com os professores de Educação Física.

O projeto foi realizado com alunos da Classe Especial da Professora Marilu, como desenvolvimento de pesquisa artística que é realizado desde o início do ano.

 

Trabalho do aluno Gerson – Classe Especia - Trabalho com guache, lápis e ampliação.

 

O trabalho foi realizado com a utilização de materiais simples como papel, lápis, tinta guache e rolos de papelão. Durante o ano, nas aulas de artes foram criadas condições de curiosidade artística e experimentação de materiais em diversos materiais (papéis lisos, texturizados, superfícies, etc) além de apresentação de fotos e vídeos de trabalhos diversos utilizando técnica semelhante).

Após essa fase de desenvolvimento de pesquisa, os alunos realizaram os próprios trabalhos. Como base, foram utilizado papelão e papel 40kg, onde cada aluno (ou dupla de alunos) utilizou técnica mista para preparar a base e os rolos de papel higiênico foram cortados e colados na superfície de maneira a criar pequenos quadros, intimistas e para ser vistos de perto pelo observador.

 

Coroa de louro – alunos Vinicius e João. Turma Classe Especial.

 

A Olimpíada no Rio foi um tema utilizado pelos alunos nas imagens executadas como os anéis olímpicos e a coroa de louros.

Alguns alunos se organizaram em duplas, de modo que cada um ficou encarregado de realizar uma parte do trabalho: enquanto um trabalhava o fundo, o outro trabalhava o plano principal e a dupla realizava a montagem.

Vale destacar que os alunos tiveram um senso de observação surpreendente ao criar formas simplificadas e de uma observação extremamente original.

 

Flor. Aluna Joyce. Classe Especial.

 

— O trabalho realizado pelo professor Carlos Guilherme é excelente. Todos os alunos da Classe Especial adoram o trabalho, que é desenvolvido com muita dedicação, paciência e carinho. — afirma a diretora Monica

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.210) CIEP Alberto Pasqualine
Telefone: 3395-3419 
Email: ciepalbertop@rioeduca.net


 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 05/09/2016

Olimbaby, Pequenos Atletas e um Grande Futuro

Tags: 10ªcre.

 

 

 

O EDI desenvolveu o projeto sobre os Jogos Olímpicos que foram disputados no Rio de Janeiro em 2016.

A E/CRE(10.19.631) Creche Municipal Mãos Pequenas está localizada à Rua Nelson Piauhy Dourado, nº 510 – Urucânia - Santa Cruz, atende 100 bebês de 6 meses a 3 anos, em turmas de berçário e maternal em horário integral e tem como diretora, a professora Patrícia Nunes de Pontes Dian e como diretora adjunta, a professora Lívia Lopes Guedes. A equipe conta com Professores de Educação Infantil e Agentes de Educação Infantil, que juntos buscam desenvolver um trabalho de excelência em qualidade para a comunidade que atendem.

 

Diretora Patricia, diretora adjunta Lívia e alunos na abertuda da Olimbaby

 

Como 2016 é o ano das Olimpíadas no Rio de janeiro, o Projeto Político Anual foi desenvolvido voltado para o tema: “RIO DE JANEIRO, BRAÇOS ABERTOS SOBRE MÃOS PEQUENAS”, onde as atividades desenvolvidas buscam mostrar e explorar as diversidades culturais e as belezas naturais do Rio e, também, hábitos dos cariocas. Pensando assim, a equipe planejou para julho, desenvolver atividades que dessem alusão aos jogos e que respeitassem os objetivos a serem alcançados com a faixa etária atendida: desenvolvimento da coordenação motora, socialização e integração.

— Após algumas pesquisas surgiu o subprojeto: “Olimbaby, pequenos atletas e um grande futuro”, onde adaptações foram feitas para desenvolver algumas modalidades com os bebês: futebol, circuito de atividades, judô, hipismo, esgrima, corrida de velotrol, ginástica rítmica e, assim, embarcamos neste passeio olímpico que nos proporcionou grandes alegrias por ver nossos objetivos pedagógicos serem alcançados em meio às brincadeiras. — afirma a diretora Patricia.

Nessa faixa etária, a bola é um objeto extremamente conhecido e disputado, então, foi fácil desenvolver com as crianças um momento onde eles pudessem reconhecer a formação de um jogo de futebol: campo, trave, time e a bola.

O Judô tem como objetivos a disciplina, o ouvir e o estímulo a participação. Então, trabalhamos essa modalidade esportiva pelo fato de atender a comandos e incentivar a participação.

 

Futebol e Judô

O Circuito de atividades motoras ajuda a vencer desafios, desenvolver habilidades motoras de acordo com sua capacidade individual, além de pular, correr e rolar.

A esgrima é uma modalidade esportiva ainda pouco conhecida pelos cariocas, principalmente, na zona oeste, onde fica a comunidade atendida pela Unidade Escolar. Percebendo o gosto das crianças por brincar tocando um ao outro e por mostrar uma atividade ainda não conhecida, a direção desenvolveu esta brincadeira com as crianças, onde o objetivo era colocar a ponta da espada na barriga do amigo.

 

Circuito de atividades e Esgrima

 

— A atividade mais disputada das OLIMBABY foi a corrida de velotrol. No dia a dia, uma das brincadeiras mais queridas na creche, é brincar com velotrol, o “bibi” como as crianças costumam falar. Foi muito gostoso fazer uma disputa entre as turmas do berçário e do maternal. — afirma a diretora Patricia.

 

Corrida de velotrol

Para trabalhar o Hipismo, a direção transformou o ato de correr numa modalidade esportiva, simulando uma corrida de cavalos. Além disso, também, foi trabalhada a ginástica rítmica, principalmente com fitas coloridas. Os objetivos dessa modalidade são: coordenação, leveza, agilidade e plasticidade. Com algumas fitas metaloides, saias de papel crepom e música instrumental, as alunas fizeram um belo espetáculo.

 

Hipismo e encerramento

O encerramento desse projeto aconteceu com um evento, com a participação dos responsáveis, prestigiando a atuação de seus pequenos atletas. Houve apresentação de fotos e vídeos de tudo que foi desenvolvido, assim como a explicação de cada modalidade esportiva e seus objetivos pedagógicos. Houve muita emoção na entrada solene da tocha olímpica e quando as crianças do maternal conduziram a bandeira do Brasil.

 

Equipe de funcionários e direção

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/SUBE/CRE (10.19.631) Creche Municipal Mãos Pequenas
Telefone: 3158-5192
Email: cmpequenas@rioeduca.net

 

 

Rodrigo Abreu
é Professor da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE
Contato: rodrigosantos@rioeduca.net
WhastApp: 98848-6724 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 22/08/2016

Carioca Saudável, Carioca Sustentável

Tags: 10ªcre, .

 

 

 

 

O EDI Professor Antônio Alfredo Mercadante desenvolveu o projeto “A cultura de paz”, com oficinas de alimentação saudável, saúde bucal, rodas de conversas, fortalecimento de vínculos, direitos humanos e cuidado com o ambiente.

 

O E/CRE (10.19.807) Espaço de Desenvolvimento Infantil Professor Antônio Alfredo Mercadante está localizado à estrada Aterrado do Leme, s/nº - Conjunto Jesuítas – Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende atualmente alunos da creche a Pré–Escola e tem como diretora a professora Elaine Cristina do Carmo Andrade e, como diretora adjunta, a professora Cristiane Conceição Pessôa do Carmo.

 

Equipe do EDI Professor Antônio Alfredo Mercadante

 

Em junho de 2016, a unidade escolar realizou, em parceria com a clínica da família Alice de Jesus Rego, o projeto cultura da paz.

A construção da paz começa a partir de uma atitude pessoal que pode se refletir depois em diversos campos da vida, no meio ambiente, na sociedade, na saúde coletiva, entre outros. Essa discussão se fortalece a partir da crescente onda de violência e pela constante busca pela construção de um novo mundo, e coloca esse tema como uma das principais ações educativas, que promovem fontes efetivas de paz no mundo.

Nesse contexto, o EDI realizou oficinas de alimentação saudável, saúde bucal, rodas de conversas sobre a cultura da paz, fortalecimento de vínculos, direitos humanos e cuidado com o ambiente.

A primeira atividade foi sobre a saúde bucal, com parceria com os dentistas da Clínica da Família, reconhecendo que a saúde começa pela boca e que escovar os dentes corretamente, após todas as refeições, é muito importante para ter dentes saudáveis.

 

Alunos da turma EI 13 e dentistas da Clínica da Família

 

Com as atividades previstas no projeto, os alunos desenvolveram uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepções de suas limitações. Além disso, aprenderam bons hábitos alimentares, a reconhecer os alimentos que fazem bem à saúde, a identificar cores, texturas e os diferentes sabores nos alimentos. 

 

Alunos interagindo com os Dentistas da Clínica da Família Alice de Jesus Rêgo

 

— Na Educação Infantil, é muito importante estimular o hábito de uma alimentação saudável através do consumo das frutas em nosso dia a dia, proporcionando o contato do educando com as frutas de uma maneira atraente, lúdica e educativa. Assim, as aulas se tornam práticas e prazerosas, tanto para o professor quanto para os alunos. — afirma a professora Priscila Mesquita.

 

Alunos da turma EI 22 e a professora Priscila

 

— Os alunos têm vivenciado momentos de muita brincadeira, pois é através da ludicidade que a criança percebe como o circuito da higiene é importante para sua saúde e para o meio em que vive. — afirma a diretora Elaine.

As atividades desenvolvidas durante o projeto foram: oficina culinária (contagem de frutas, cores e tamanho); confecção de carimbos com batata; trabalho com rótulos de embalagens de alimentos (alfabeto com rótulos); montagem de uma horta junto com os alunos; produção de suco com os alunos, utilizando a fruta de preferência de todos e depois trabalhar a fruta utilizada; organizar a festa das frutas; montar um projeto dos dentinhos saudáveis; montar um circuito da higiene e rodas de conversas sobre o cuidado com o meio ambiente e fortalecimento da amizade.

A diretora Elaine e a professora Priscila representaram a 10ª Coordenadoria Regional de Educação no seminário “Carioca saudável, carioca sustentável”, do mês do autocuidado, no Centro de Convenções Sul América, apresentando este projeto desenvolvido na Unidade Escolar e compartilhando troca de experiências com outras unidades.

 

Seminário “Carioca saudável, carioca sustentável” no Centro de Convenções Sul América

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/SUBE/CRE (10.19.807) EDI Professor Antônio Alfredo Mercadante
Telefone: 3158-6020 
Email: edimercadante@rioeduca.net

 


Rodrigo Abreu
é Professor da Rede Municipal
e Representante do Rioeduca da 10ª CRE
Contato: rodrigosantos@rioeduca.net
WhastApp: 98848-6724

 

 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share