A A A C
email
Retornando 326 resultados para a tag '9ªcre'

Sexta-feira, 22/07/2016

I Festival de Poesias no Ginásio Carioca Embaixador Araujo Castro

Tags: 9ªcre, projeto, poesia.

 

 

 

Desenvolvido no Ginásio Carioca Embaixador Araújo Castro, o I Festival de Poesias teve como objetivo proporcionar aos alunos uma aproximação com a linguagem poética, fortalecendo o hábito de leitura e despertando-os para o universo Mágico das poesias.

 

 

O I Festival de Poesias foi idealizado pelos professores Margarida Menezes de Língua Portuguesa e Laura Maria da sala de leitura. Além dos professores idealizadores e da coordenadora pedagógica Tereza Cristina Picanço Lopes, participaram também o professor Jonadabis e a professora Simone, que ensaiaram com os alunos uma apresentação musical e a professora Evellyn, que apresentou o grupo de dança da escola.

 

A apresentação musical dos alunos da escola, sob a supervisão dos professores Jonadabis e Simone.

 

A ideia de um Festival de poesias na escola já era antiga e esse ano, enfim, foi colocado em prática. O projeto durou 2 meses e foi realizada com todos os alunos da escola, que ficaram interessados, fizeram inscrição e participaram das etapas do projeto.

 

O Festival contou com a participação dos alunos do grupo de dança da professora Evelyn Rufino.

 

A primeira etapa foi a divulgação desse festival para todos da escola. Em seguida foi estipulado um prazo para as inscrições dos “poetas e poetisas”. Como terceira etapa, tiveram o “Dia da Criação”, onde todos os alunos inscritos foram para uma sala de aula, somente com lápis, caneta e borracha, juntamente com a professora Margarida e fizeram o sorteio dos poemas. Dentro de uma sacola, os temas eram: Cidadania, Escola, Olimpíadas, Amizade, Natureza, Família e Amor.

 

O I Festival de Poesias e seus participantes.

 

O tema sorteado foi Olimpíada. Cada um dos alunos escreveu o tema, em seguida passaram o texto a limpo e foram recolhidos e lidos pelas professoras Margarida e Laura. Um novo dia foi marcado para que fizessem a revisão de seus poemas. Após a revisão os poemas foram mostrados para professores, a coordenação e direção que selecionaram os poemas para a apresentação no festival, que aconteceu no dia 10 de junho de 2016.

Vencedores e jurados.

 

Foram convidados: o professor Mario Mangabeira da Gerência de Educação da 9ª CRE, a professora Joana, da sala de leitura da E.M. Gastão Penalva, a professora Adriana, da sala de leitura da E.M. Rainha Vitória, o senhor Rivadavia e a senhora Shirdiley, agentes educadores da escola para compor a bancada de jurados, que escolheram 5 poemas vencedores dentre os 24 participantes.

 

1º colocado – Paulo José

 

“Eu gostei muito e espero que ano que vem tenha mais. Claro que vou participar novamente e tenho certeza que tudo será divertido e vou gostar ainda mais. Eu me orgulho de participar e meu gosto por poesia é eterno e sempre vou amor.” Luana Cristina, aluna do 8º ano.

 

 

Contato com a U.E. pelos telefones 3394-2822 e 2418-7282 ou pelo e-mail emacastro@rioeduca.net.

 

 

 

                               

 
 
 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Sexta-feira, 08/07/2016

Aventura pela Ásia: Conhecendo a China e o Japão

Tags: 9ªcre, creche, educação infantil, projeto.

 


 

 

 

Aventura pela Ásia: Conhecendo a China e o Japão – Os alunos da Creche Municipal Professora Flora Santina Ferrari Braz, da 9ª CRE, viajaram pelo oriente para conhecer esta cultura milenar.

 

 

Na companhia do personagem Kung Fu Panda e seus amigos, os alunos da Creche Flora Santina descobriram as riquezas da Ásia. Desembarcaram na China, lugar onde vivem o maior número de pessoas no mundo com a missão de conhecer uma nova Cultura, novos jeitos e costumes, bem diferentes dos nossos. Empolgados na companhia do Panda, o grande dragão guerreiro, conheceram as artes marciais e descobrimos o corpo através do kung fu. Imitando o amigo Panda, as crianças se divertiram e descobriram o corpo através dos movimentos e aprenderam o valor da amizade. Aprenderam sobre a Festa do Dragão, animal símbolo da Cultura Chinesa que representa o esforço necessário para superar obstáculos até alcançar seus sonhos e sucesso.

 

 

Conheceram ainda a arte chinesa do Tangran. Descobriram as cores e formas geométricas e, através dessa arte chinesa, que se parece com um quebra-cabeça de 7 peças, aprenderam a formar diferentes figuras e desenhos. No desafio do Tangran, as crianças puderam desenvolver noções matemáticas de cores, formas, contagem e ainda, desenvolver o pensamento, o raciocínio lógico e a resolução de problemas.

 

 

Continuando a aventura pela Ásia, é hora de visitar o Japão. Em japonês Nihon koku que significa "Origem do Sol". Um país onde a Cultura e os jeitos de viver misturam as riquezas dos antepassados e as tecnologias do Novo Mundo. O Japão se destaca pela qualidade de vida, pelas inovações tecnológicas e ainda pela preocupação em proteger o meio ambiente diante do progresso e desenvolvimento. No Cantinho conectados, as crianças foram incentivadas a desenvolver novas habilidades como a coordenação motora, a autonomia, a concentração e a linguagem através de divertidas brincadeiras. Curiosas e empolgadas, experimentaram novas tecnologias e fizeram grandes descobertas.

 

 

Os alunos observaram que a forma de falar e escrever dos japoneses é muito diferente da nossa, combina o Kanji de origem chinesa com dois alfabetos silábicos japoneses, o hiragana e katakana. As crianças puderam praticar registros japoneses através do desenho e suas simbologias relacionando-os a nossa forma de linguagem habitual através do letramento. Nessa aventura, conheceram muitas histórias e lendas.

 

 

Aprenderam a fazer origami, a arte tradicional e secular japonesa de dobrar o papel, criando diferentes figuras e objetos sem cortá-lo ou colá-lo. No desafio do Origami as crianças puderam desenvolver a concentração, a imaginação e construíram conceitos matemáticos importantes.

 


 

Terminando essa viagem, os alunos conheceram e experimentaram os sabores da culinária tradicional japonesa, que tem como alimento principal o arroz branco, que lá é chamado de hakumai. Ao contrário de nossa cultura, não utilizam talheres e para comer. Eles usam o hashi, originário da China, consiste em dois pequenos bastões de madeira, plástico ou metal. Os japoneses se alimentam de frutos do mar, como peixes e outros produtos marinhos (como algas) e na maioria das vezes os comem cru e chamam de sashimi. Empolgados com essas descobertas, as crianças prepararam receitas deliciosas para a Mostra de sabores do Oriente:

  • Yakisoba, cujo nome significa, literalmente, "macarrão de sobá frito". O prato, conhecido internacionalmente, é composto por legumes e verduras que podem ou não ser fritos juntamente com o macarrão e aos quais se agrega algum tipo de carne;
     
  • Hakumai, tradicional arroz branco cozido em forma de bolinhos;
     
  • Sushi de frutas;
     
  • Umeboshi ou chá verde, como conhecemos;
     
  • E os famosos biscoitos da sorte chineses!

 

 

Para ver mais trabalhos realizados pela creche, acesse o blog

 

Contato com a U.E. pelos telefones 2415-7907 e 3462-7237 ou pelo e-mail cmpferrari@rioeduca.net.


 

 

 

 

 


                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Sexta-feira, 24/06/2016

CIEP Pontes de Miranda no Combate ao AEDES: Um Por Todos, Todos Por Um!

Tags: 9ªcre, projeto, aedes, zika, dengue.

 

 

 

 

O CIEP Francisco Cavalcante Pontes de Miranda se mobiliza para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti. 

 

Desde o início do ano letivo, a Coordenação Pedagógica, junto à Sala de Leitura e à comunidade escolar, vinham pensando em questões que implicam tanto no individual quanto no coletivo. Dessa forma, foi importante pensar em ações que mobilizassem não apenas os alunos, mas toda a unidade escolar, bem como a comunidade do entorno. Assim, as turmas, desde a Educação Infantil, foram discutindo a importância de uma grande mobilização. Os educadores lançaram mão de vários recursos, explorando diferentes linguagens (vídeos, livros, panfletos, jornais, histórias em quadrinhos, músicas, jogos etc.), a fim de mostrar o quanto era imprescindível conhecer o problema para pensar em ações coletivas de combate ao mosquito Aedes Aegypti e propiciar uma vida mais saudável.

 

 

Aos poucos as ideias foram se solidificando e favorecendo o protagonismo infanto-juvenil. Com as nossas crianças e adolescentes conscientizados e participativos nessa empreitada, o Projeto foi ganhando força e conquistando nossos aliados, ao passo que novas estratégias foram sendo propostas. Logo no início do 1º bimestre, todos os responsáveis foram convidados a participar da Campanha de Mobilização de Combate ao Aedes Aegypti, através de uma palestra, com vídeo e debate, além do compromisso de realizar pequenas ações em sua residência e no entorno.

 

 

No dia da grande Mobilização contamos com parcerias externas e com atividades pedagógicas e recreativas, envolvendo uma abordagem bilíngue (Línguas Portuguesa e Inglesa). Os alunos tiveram a oportunidade de abordar o assunto de forma interdisciplinar, através de: produção de cartazes, tirinhas, charges, tabelas de sintomas, paródias, móbiles, reaproveitamento de materiais, jogos (“Let’s kill Zika!”, jogo da memória, etc.) e dramatização (“Uma visita indesejada”). Na ocasião, tivemos a visita de agentes de saúde da Clínica da Família, que atende a comunidade local, auxiliando na panfletagem e na conscientização acerca das doenças causadas pelo Aedes. 

 

 

Os alunos tiveram a oportunidade de visitar a Estação de Tratamento de Água (ETA Guandu/CEDAE). A discussão não se limitou ao tratamento da água, pelo contrário, os técnicos articularam questões para a conscientização ambiental dos alunos, a fim de evitar a poluição dos rios, o desperdício de água, o desmatamento, etc. Outras ações também foram sendo agregadas, com outros profissionais da saúde (médico, enfermeira, técnicos em Enfermagem), uma vez que o foco principal é a vida saudável: vacinação de meninas, saúde bucal, palestra sobre hanseníase e tuberculose, além da Oficina sobre plantas medicinais, realizada pela SMDS (com técnicos agrícolas da Fazenda Modelo). A saúde mental também foi enfatizada, em parceria com os “Doutores da Alegria”, através do espetáculo “Festa no Céu”, incentivando os alunos a viajarem pelo mundo da leitura e da imaginação, a fim de compreender melhor o mundo em que vivemos.

 

 

Oportunamente, no Dia do Brincar sem Muros, enfatizamos mais uma vez a necessidade do envolvimento de todos nessa mobilização, integrando atividades lúdicas e artísticas, quando os responsáveis interagiram com as crianças através de jogos como: cabra-cega e “Estação de tratamento de combate ao mosquito”, que teve as seguintes etapas: colocar terra nos vaso de planta; retirar a água parada das garrafas pet; colocar água nas vasilhas e tampar; recolher o lixo (bolinhas) e ensacar; tampar as garrafas abertas; bater/matar os mosquitos sobreviventes (produzidos com pet). Em seguida, os responsáveis produziram esculturas com frutas e legumes, junto às crianças, e a sobra (cascas) foi reaproveitada para o processo de compostagem do solo; o que favoreceu discutir alimentação saudável, reaproveitamento de alimento e alimentação alternativa.

 

 

Contato com o CIEP pelos telefones 3394-0622 e 3364-1620, ou pelo e-mail ciepfmiranda@rioeduca.net.

 

 

 


                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 10/06/2016

Uma parceria que deu certo!

Tags: 9ªcre, creche, educação, infantil, projeto.


 

 

 

Em contagem regressiva para as Olimpíadas e Paraolimpíadas Rio 2016, a Creche Municipal Vitória da Paz fez uma bela parceria com a SMEL - Secretaria Municipal de Esporte e Lazer.

 

 

A Equipe Técnico-Pedagógica da creche Vitória da Paz acredita em uma educação holística, onde entende que a formação básica do educando deve contemplar a construção do ser, tornando-o mais humano. Desta forma as áreas emocional, afetiva, cultural e física não podem estar dissociadas da formação intelectual.

 

 

No ano em que a Cidade do Rio de Janeiro abre as portas para receber o maior evento esportivo do mundo, a creche se sente privilegiada em oferecer aos seus alunos a possibilidade de se desenvolver, brincar e ser feliz através da prática esportiva. Desta forma, põe a teoria em prática através da parceria com a SMEL, proporcionando aos seus alunos atividades esportivas na quadra ao lado da creche, atendendo o Maternal 2 e a Pré-Escola.

 


Esta parceria já dura três anos e é muito bem aceita pelos pais, responsáveis e principalmente pelas crianças que usufruem deste benefício e expressam grande contentamento e entusiasmo. Elas se sentem valorizadas e a autoestima é elevada porque elas sabem que estão fazendo parte de uma ação que engrandece a Comunidade do Vilar Carioca.

 

 

Contato com a creche pelos telefones 3484-1901 ou 3484-1895 e pelo e-mail cmvpaz@rioeduca.net.

 

 

 

 

 

                               

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (2)