A A A C
email
Retornando 3 resultados para a tag 'aulapasseio'

Quinta-feira, 15/01/2015

Bondinho do Pão de Açúcar - Agendamentos

Tags: aulapasseio, bondinho.

 

 

A Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar inicia o agendamento de visitas das Escolas Públicas do Estado do Rio de Janeiro na segunda quinzena de janeiro e encerra no final do mês de fevereiro. As visitas ocorrem nos dias úteis, de março a junho e de agosto a novembro. A Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar recebe anualmente 9 mil estudantes da rede pública, que visitam gratuitamente o Complexo Turístico. Este importante programa social, desenvolvido há mais de vinte anos pela empresa, proporciona às crianças da escola pública a chance de conhecer um dos mais belos ícones do turismo nacional. A visita, além de ser uma oportunidade de lazer para estas crianças, tem caráter educativo e cultural.


Diretor/ Professor/ Coordenador, acesse:


 http://www.bondinho.com.br/agendamento-de-escolas/


Agende uma visita com os seus alunos e promova uma aula – passeio inesquecível e culturalmente enriquecedora.

 

 

Fonte: http://www.bondinho.com.br/

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 05/08/2013

Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos

Tags: 6ªcre, aulapasseio.

 

Os alunos do 9º ano da E. M. Comandante Arnaldo Varella visitaram o Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos em junho. Alunos e professores tiveram a oportunidade de sair da sala de aula e conhecer novos lugares e diferentes situações de aprendizado relacionados aos conteúdos curriculares.

 

Localizada na região do Vale do Paraíba, a cidade de São João Marcos surgiu graças aos processos de expansão territorial durante o ciclo do café, tornando-a um dos municípios mais prósperos do Brasil a partir do século XIX.

 

Com o declínio da economia cafeeira, São João Marcos começou a sofrer um processo de decadência. Mesmo tombada em 1939 pelo Serviço de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (SPHAN), uma ação inédita de “destombamento” foi ordenada.

 

A cidade foi demolida em 1940, a mando do presidente Getúlio Vargas, para dar lugar à expansão de uma represa, a fim de suprir a crescente demanda por água e energia da então capital federal, a cidade do Rio de Janeiro.

 

A destruição da cidade nunca foi completamente esclarecida e mostrou-se desnecessária ao longo do tempo. Esquecida por mais de 70 anos, São João Marcos ressurge atualmente como Parque Arqueológico e Ambiental.


 

Reportagem da TV Brasil sobre a cidade de São João Marcos e a construção do Parque Arqueológico.

 

Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, um Presente para o Público!

 

A LIGTH S/A coordenou uma equipe com o objetivo de apresentar ao público um modelo de Museu/Parque dotado de conforto e segurança para os visitantes. O projeto resultou num espaço onde, de forma lúdica e didática, as pessoas podem associar as evidências arqueológicas com a história do lugar. Tudo isso em meio a uma área preservada da Mata Atlântica.

 

O Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos abriga um museu de território que pretende oferecer aos visitantes a oportunidade de trazer para o presente as memórias impregnadas nos fragmentos e ruínas encontradas nas escavações arqueológicas, nos documentos, fotografias, objetos e depoimentos.

 

Os trabalhos arqueológicos desenvolvidos em São João Marcos têm como objetivo tornar visível a estrutura básica da cidade – vias de circulação e edificações – assim como as estruturas da antiga Estrada Imperial nos trechos mais próximos à cidade.


 

Durante a visitação, as pessoas podem caminhar e desfrutar da exuberância da natureza, dos achados arqueológicos e de todo tratamento informativo desenvolvido, o que certamente agrega valor informativo sobre Arqueologia, História e Meio Ambiente.

 

A trilha de visitação completa apresenta três quilômetros contendo sinalização de posição ambiental, histórica e arqueológica. A área de exposição é dotada de 100m² e contém uma maquete da cidade original, uma exposição permanente em forma de almanaque, que fala da antiga cidade e sua cultura, um vídeo de apresentação e mais uma série de artefatos e fotografias do áureo período de São João Marcos.

 

Um longo trabalho, muitas pessoas e muito carinho. Essa foi a receita usada nesse projeto pioneiro de resgate da história de uma importante cidade que desapareceu para dar lugar ao progresso.

 

Programa Educativo do Parque São João Marcos

 

O Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos prevê em seu calendário de 2013 diversas ações voltadas para a cultura, a educação e a memória. Todas elas estão em sintonia com as tradições e saberes da região, tais como música, culinária, artesanato, mostras de cinema, etc.

 

O programa educativo do parque tem por objetivo oferecer aos estudantes e professores uma verdadeira imersão histórica, que é feita a partir de visitações e documentários.

 

Diante da oportunidade de enriquecer e ampliar o aprendizado dos alunos, sua visão de mundo e bagagem cultural, a equipe de professores do 9º ano da Escola Municipal Comandante Arnaldo Varella inscreveu a unidade escolar para participar da visita guiada oferecida pelo programa educativo do parque.

 

A aula-passeio foi marcada para o dia 15 de junho. Participaram dessa atividade os alunos das turmas 1.901, 1.902, 1.903 e 1.904; assim como os professores André (História), Douglas (Ciências), Enderson (Geografia) e Priscila (História).

 

Nessa visita, os alunos tiveram a oportunidade de aprender mais sobre História, partindo da exploração da Estrada Imperial em uma caminhada que os levou da entrada à sede do parque; passando pela exposição permanente que mostra a antiga cidade e sua cultura através de maquetes, artefatos e fotografias.

 

Alunos e professores assistiram ao documentário que tratou da história do município de São João Marcos e, após um delicioso lanche servido pelo parque, seguiram a trilha arqueológica da antiga cidade.

 

Na área de Geografia, os alunos fortaleceram o aprendizado já na experiência do trajeto Pavuna – Rio Claro, que permitiu concretizar conceitos de direção, localização, divisas municipais, diferentes relevos e vegetação.

 

Passaram também pela noção de escala com a apresentação da maquete da cidade de São João Marcos e finalizaram na interdisciplinaridade com as Ciências Biológicas, levando os alunos a observarem as diferentes espécies vegetais e animais e a pensar sobre a preservação da Mata Atlântica.

 

Após cruzar o portão de entrada do Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos, uma agradável caminhada leva ao moderno centro de memória, com uma exposição que revela a história da região. A partir daí, embarca-se numa viagem no tempo pelo museu a céu aberto com as ruínas da antiga cidade de São João Marcos.

 

O Parque está inserido na área de proteção ambiental da Represa de Ribeirão das Lages, com cerca de 930 mil metros de área remanescente de Mata Atlântica, representando um dos maiores patrimônios ambientais fluminenses.

 

Caminhar pelas ruínas de São João Marcos é relembrar uma história que quase foi apagada. Segundo historiadores, a população da cidade chegou a somar quase 20 mil habitantes, que contava com hospital, cadeia, teatro, colégio e clubes.

 

Para se chegar à São João Marcos, é preciso percorrer 110 quilômetros do Rio de Janeiro pela BR 101 (Rio-Santos) até o município de Mangaratiba. Em seguida, seguir outros vinte quilômetros pela RJ 149 sentido Rio Claro. A pequena estrada arborizada e com curvas percorre a Serra do Piloto com um lindo visual para a baía de Mangaratiba.

 

 

A experiência vivida pelos alunos e professores da Escola Municipal Comandante Arnaldo Varella deixou uma inevitável sensação agradável de bem-estar e alegria. A imaginação ficou mais aguçada e imagens sobre como era a cidade começaram a povoar a cabeça de cada um.

 

O Parque Arqueológico e Ambiental de São João Marcos é um espaço rico em cultura, biodiversidade e aprendizagem. É um passeio cheio de significado, que convida alunos, professores, moradores e visitantes a explorar a fundo a refletir sobre a vida e  a cultura dessa região do Vale do Paraíba.

 

Parabéns aos professores André, Douglas, Enderson e Priscila por transformarem as aulas oferecidas aos alunos do 9º ano em algo mais atraente. Atitude esta que torna o aluno um sujeito ativo e participante na construção de seu conhecimento. Experimentar o passeio cultural como uma fonte de pesquisa, inovadora e motivadora no processo de ensino e aprendizagem é um produtor de vários conhecimentos significativos para o educando.

 

O que dá vida a uma escola são as pessoas, os sujeitos que historicamente assumem a construção de uma prática transformadora, que buscam, pensam, interrogam e desejam.

Obrigada a vocês, professores da Escola Municipal Comandante Arnaldo Varella, que são construtores e condutores de cidadãos de agora e do futuro. É um orgulho divulgar o trabalho de vocês no Portal Rioeduca. O nosso sucesso também depende de você!

 

Esta é nossa homenagem a você, professor, que tanto contribui para a educação carioca.

 

 

Você gostaria de levar a sua turma para participar do programa educativo do Parque São Marcos? Então clique AQUI e saiba todas as informações! Até a próxima semana!

 

 

Professora Patrícia Fernandes – Representante do Rioeduca na 6ª Cre


Twitter: @Paty_PFF


Facebook: patrícia_pff@yahoo.com.br


E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Quinta-feira, 05/04/2012

Aula Passeio no Museu Casa do Pontal

Tags: 9ªcre, artes, aulapasseio.

 

A E. M. Henrique Dias - 9ª CRE , realizou uma aula passeio no maior e mais significativo museu de arte popular do país a Casa do Pontal. Foi uma aula de arte e folclore que proporcionaram momentos inesquecíveis aos seus alunos e professores.

 

 

 

 

Vamos conhecer um pouco da história deste espaço:

 


A Casa do Pontal é o maior e mais significativo museu de arte popular do país. O acervo é composto por 8.000 esculturas e modelagens feitas contemporaneamente por cerca de 200 artistas populares de todas as regiões brasileiras e recobre a produção feita em toda segunda metade do século XX. A coleção, o edifício, os jardins e a montagem da mostra foram projetados e executados pelo designer francês Jacques Van de Beuque, também responsável pela coleta das peças, no que investiu seus próprios recursos financeiros e 50 anos de pesquisas e viagens.


A exposição permanente do museu reúne, em 1.500 m2 de galerias, obras representativas das variadas culturas rurais e urbanas do Brasil. Mostradas tematicamente, abrangem as atividades cotidianas, festivas, imaginárias e religiosas. Todo o percurso das galerias é acompanhado por textos explicativos em português, inglês e francês.

 

Tombado em 1989 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Artístico e Cultural do Rio de Janeiro, o museu recebeu, em 1996, o prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, concedido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, que o reconheceu como "melhor iniciativa no país em prol da preservação histórica e artística de bens móveis e imóveis".

 

Segundo o International Council of Museums (ICOM), filiado à Unesco, "a Casa do Pontal não é apenas um museu completo de Arte Popular Brasileira, mas um verdadeiro museu antropológico, único no país a permitir uma visão abrangente da vida e da cultura do homem brasileiro".  http://www.popular.art.br/museucasadopontal/htdocs/site.asp?lng=1 

 

 

 

 

A Casa do Pontal é uma homenagem ao País que me acolheu e me possibilitou a realização de um sonho - sonho que espero poder transmitir ao visitante. Num mundo corrupto, dominado pela violência e pelo ódio, é saudável encontrar outro universo, criado por mãos habilidosas de artistas humildes e honestos.


Um pouco como se fosse uma história em quadrinhos, as peças aqui expostas registram, nos seus mais variados aspectos, a vida do povo brasileiro. É a história de algumas gerações, retratada com fidelidade e contada com humor e poesia:


- Nas suas atividades profissionais, liberais ou artesanais, legais ou marginais, individuais ou coletivas, masculinas ou femininas;


- No seu relacionamento com a família, com a sociedade, com a vida;


- Nas suas tradições, suas alegrias, seus sofrimentos e sua fé.


Um pouco também como se fosse um álbum de família.


                                                                                 Jacques Van de Beuque 

 

 

 

A E. M. Henrique Dias realizou uma aula passeio e fez seu registro no blog da escola, vamos a seguir expor o texto que relata esta experiência.

 

Nossos alunos do 3º ano acompanhados das professoras Jaqueline, Gheisa, Silvia e da Coordenadora Pedagógica Professora Regina, estiveram em visita guiada e teatralizada pela equipe do Museu no último dia 13 de março. O transporte, um confortável ônibus foi oferecido pelo próprio museu. Uma aula de arte e folclore. Momentos inesquecíveis!

 

 

Chegada ao Museu, recepção na lanchonete.

 

 

O acervo do Museu Casa do Pontal, em exposição permanente ou acondicionado em reserva técnica climatizada, é composto por cerca de 8.000 peças de arte popular brasileira, entre esculturas, bonecos, entalhes, modelagens e mecanismos articulados. As obras foram produzidas com o uso de diferentes tipos de materiais, tais como barro, madeira, tecido, areia, ferro, alumínio, miolo de pão, palha e arame.

 


Uma exposição agradável e instrutiva para adultos e crianças.


 

Os alunos tiveram oportunidade de participar das dramatizações.

 

 

 

Na escola a avaliação do passeio e exposição dos trabalhos.

 

 

 

 

Localização do Museu da Casa do Pontal

 

 

 

 

Fontes:

Blog da E. M. Henrique Dias AULA PASSEIO - MUSEU CASA DO PONTAL

Portal Museu Casa do Pontal

Blog Museu Casa do Pontal

 

 

 

Divulgue seu trabalho. Este espaço foi criado para isso.
Basta enviar um e-mail ao representante da sua CRE
com um breve relato e registros de imagens (fotos, vídeos ou ppt),
que você também poderá fazer parte desta
REVOLUÇÃO.

 

 

 

Profª Márcia Cristina Alves
Representante do Rioeduca na 9ªCRE
E-mail: marciacerqueira@rioeduca.net
Twitter: @marciacrisalves 


 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share