A A A C
email
Retornando 1 resultado para a tag 'choro'

Quarta-feira, 24/04/2019

Fica a Dica: Pixinguinha - Compositor, Maestro e Instrumentista

Tags: dicas, educação musical, choro, pixinguinha.

Fica a Dica: Pixinguinha - Compositor, Maestro e Instrumentista

 


 

Olá! Estamos aqui, mais uma vez, com a nossa dica mensal!


Hoje vamos falar sobre Pixinguinha. Seu verdadeiro nome era Alfredo da Rocha Vianna Filho. Ele foi maestro, flautista, saxofonista, compositor e arranjador brasileiro...! Representa muito para a nossa música e tem composições belíssimas!


“Alfredo da Rocha Viana Filho (1897-1973) nasceu no Rio de Janeiro, no dia 23 de abril de 1897. Com 13 anos compôs seu primeiro choro “Lata de Leite”, que revolucionou a música daquela época. Filho de um flautista, recebeu uma flauta de presente e foi encaminhado para aulas de música. Em 1911, começou a tocar na orquestra do rancho carnavalesco, ‘Filhas da Jardineira’, onde conheceu Donga e João da Baiana.” (Fonte: https://www.ebiografia.com/pixinguinha/)


Embora esse site mencione que sua data de nascimento era 23 de abril, há registros de que, na verdade, a data do seu nascimento seria 04 de maio.


“No dia 23 de abril comemora-se o Dia Nacional do Choro. A data foi criada como homenagem ao que se acreditava ser a data de nascimento de Pixinguinha. Ela foi criada oficialmente em 4 de setembro de 2000, quando foi sancionada lei originada por iniciativa do bandolinista Hamilton de Holanda e seus alunos da Escola de Choro Raphael Rabello. Em novembro de 2016, entretanto, foi descoberto que a verdadeira data de nascimento do compositor é 4 de maio de 1897, e não 23 de abril, como se acreditava até então. Apesar disso, a data de comemoração do estilo musical criado pelo artista permaneceu inalterada.” (Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Pixinguinha)


Polêmicas à parte, Pixinguinha é considerado um dos maiores compositores da música popular brasileira. Contribuiu diretamente para que o Choro encontrasse uma forma musical definitiva.


“O choro entra na cena musical brasileira em meados e finais do século 19 e, nesse período, se destacam Callado, Anacleto de Medeiros, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth. Inicialmente, o gênero mesclava elementos da música africana e europeia e era executado principalmente por funcionários públicos, instrumentistas das bandas militares e operários têxteis.” (Fonte: https://www.abramus.org.br/noticias/4420/23-de-abril-dia-nacional-do-choro/)


O Choro “é um gênero musical, música popular e instrumental brasileira com mais de 130 anos de existência.” (Fonte: https://www.abramus.org.br/noticias/4420/23-de-abril-dia-nacional-do-choro/)


Sobre o gênero, é possível trabalhar em todas as faixas etárias e modalidades de ensino. Com os alunos menores, costumo utilizar bastante o livro "Histórias da Música Popular Brasileira para Crianças", de Simone Cit, com ilustrações de Iara Teixeira.


No livro, há um capítulo exclusivo sobre Pixinguinha, que conta sobre a origem do seu apelido, sobre a movimentada casa onde morou, sempre frequentada por músicos amigos de seu pai, das noites em que ele ficava no quarto ouvindo todas aquelas canções e como foi desenvolvida a sua trajetória: sua infância, o grupo “Oito Batutas” por onde passou, suas composições, entre outros aspectos bastante interessantes.


O texto é direcionado para crianças, com ilustrações que chamam a atenção e canções selecionadas inseridas no decorrer da história. Vale muito a pena utilizá-lo. Sempre que uso, os alunos interagem com a história e com as músicas.


Para os maiores, há bastante material na internet sobre Pixinguinha, assim como os áudios de suas composições. O site do Instituto Moreira Sales traz informações minuciosas sobre o artista, inclusive com várias versões de suas obras. (https://pixinguinha.com.br/)


É muito importante que os alunos conheçam a vida e a obra dos nossos artistas emblemáticos para a Música Popular Brasileira. Artistas que ajudaram a construí-la e deixaram obras que até hoje são executadas, emocionando a muitas gerações.


E, por falar em emoção, deixo aqui a apresentação de “Carinhoso”, uma das obras mais importantes de Pixinguinha, composta entre 1916 e 1917, no vídeo interpretada pela Orquestra Sinfônica Juvenil Carioca, do Programa Orquestra nas Escolas, da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Aproveitem! É de arrepiar! 

 

 

E aí, gostaram da nossa dica? Escreva pra gente! smiley

Fica a Dica! 

 

 


 


   
           



Yammer Share