A A A C
email
Retornando 96 resultados para a tag 'do'

Quinta-feira, 25/04/2019

Escola Municipal Luiz Edmundo - 9ª CRE

Tags: 9ª cre, inclusão, síndrome de down.

Escola em Campo Grande promove atividade de inclusão entre professores, alunos e funcionários.

 

A Escola Municipal Luiz Edmundo, situada na rua Félix Bernardelli, s/nº, Tingui, Campo Grande, Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro, atende a 515 alunos devidamente matriculados do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, além de uma classe especial.

 

No dia 21/03/2019, a unidade trabalhou a conscientização da Síndrome de Down com todos os professores, alunos e funcionários. Os discentes da Classe Especial e os estudantes do 1º e 2º anos participaram do momento de contação de histórias com a professora da sala de recursos Michele Nascimento de Sant'anna Minda Nascimento. A atividade, coordenada pela própria professora Michele, aprofundou os conhecimentos sobre a síndrome e suas características.

 

 

Professores e alunos participam da atividade de inclusão

 

 

O livro utilizado na ação foi "Meu Amigo Down". A obra traz uma reflexão sobre a importância da amizade e do cuidado com um amigo. O livro ensina o quanto faz bem brincar, amar e se divertir. Os educandos, coletivamente, produziram um mural com o símbolo da campanha.

 

 

Alunos observam atentamente a professora

 


Os alunos do 3º, 4º e 5º anos assistiram a uma palestra sobre a Síndrome de Down. A apresentação foi baseada no tema "Superação"

 

 

A atividade também mobilizou os funcionários da unidade escolar

 

 

A estrela do espetáculo foi Isabelle Cristinne França Barros, aluna do 1º ano, classe na qual leciona a professora Renata Cristina da Silva Teixeira. A educanda brilha a cada dia dentro e fora da unidade escolar. Com enorme charme, carisma, cooperação e inteligência, a discente foi a atração principal do evento. Isabelle, como uma linda borboleta azul com asas amarelas, nos convida a vencer todo preconceito pelo amor. A aluna é super integrada com todos os colegas, além de uma referência para os professores e funcionários da escola.

 

 

A linda aluna Isabelle é a estrela do espetáculo

 

 

A Coordenadora Pedagógica Marília Caroline acompanha todas as atividades realizadas com a aluna, inclusive as desenvolvidas na Sala de Recursos. A gestora Marcia Andrea relata que possui um contato direto com seus responsáveis  e que a parceria entre a família e a escola é a principal ferramenta para a evolução da menina.

 

 

Para saber mais sobre a Escola Municipal Luiz Edmundo:

Direção Geral: Marcia Andrea de Castro Miranda Zeferino
Direção Adjunta: Milvia da Silva Monte Medeiros
Coordenação Pedagógica:Marília Caroline Lessa Ferreira
Telefone: 3394-6085
Email: emedmundo@rioeduca.net

 

 


Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!

 

Contato para publicações 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 25/03/2019

Acolhimento e Diagnose na 6ª CRE

Tags: 6ªcre, início do ano letivo.

 

O ano letivo iniciou no dia 11 de fevereiro e, desde então, as unidades escolares da 6ª CRE estão realizando com os alunos, da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, várias atividades de acolhimento e diagnose, com o objetivo de promover uma interação entre os estudantes e verificar a aprendizagem dos alunos.


Vamos conhecer um pouco do que foi desenvolvido pelos professores da 6ª CRE, durante o mês de fevereiro?

 

A 6ª CRE possui 113 Unidades Escolares distribuídas em vários bairros

 

O início do ano letivo é sempre um momento de ansiedade para alunos e professores. Acontece o reencontro de velhos amigos, a apreensão de conhecer os novos colegas, que farão parte do grupo e a expectativa dos desafios a enfrentar. Para ajudar as crianças nesse processo, a equipe gestora e os professores planejaram brincadeiras, jogos e atividades que proporcionaram o desenvolvimento de vínculos afetivos, interação e socialização entre alunos e docentes.

 

A Creche Municipal Luiz de Souza da Costa Barros realizou uma atividade de escrita com os alunos da turma EI-42, na qual os pequenos tinham que escrever seus nome ao som da música “Gente tem Sobrenome”, de Toquinho.

 

“O objetivo maior deste trabalho é fazer com que cada um se reconheça como um sujeito importante que possui um nome que é só seu”relatou a professora da turma.

 

A professora Mary Ane, da E.M. Narbal Fontes, trabalhou a formação de palavras diversas com o alfabeto móvel.

 

Muito bom ver esse sorriso no rosto deles! Brincando e aprendendo!” – falou a professora 

 

Creche Municipal Luís de Souza da Costa Barros

 

Escola Municipal Narbal Fontes

 

CIEP Anton Makarenko

 

A professora da turma 1103 do CIEP Anton Makarenko utilizou o livro “E o dente ainda doía” para trabalhar com os alunos a higiene bucal e a escrita do nome dos personagem. Ana Terra, autora deste livro, brinca com os números e de forma muito divertida conta a história de um jacaré que adorava ficar folgado e largado tomando banho de sol, mas em determinado momento não conseguia, porque estava com uma tremenda dor de dente. 

 

O EDI Noronha Santos trabalhou com os pequenos a identidade através de um jogo de dados gigante e de desenho no espelho. A professora Mayara Camello e a agente de educação infantil Adryana Carneiro conduziram uma atividade, na qual os alunos desenhavam sua imagem refeltida no espelho. Em seguida, eles montavam as partes do corpo dos alunos da turma através do jogo de dados gigante. 

EDI Noronha Santos

 

E.M. Grandjean de Montigny

 

As turmas 1301 e 1302 da E.M. Grandjean de Montigny trabalharam o alfabeto através do livro “O Aniversário do Seu Alfabeto”. As professoras Cássia Ribeiro e Eloá Gitahy sentiram a necessidade de revisar os conteúdos e observar o desenvolvimento de cada aluno em seu processo de aquisição da escrita. Optaram por esta obra, pois ela possibilita uma retomada de conteúdos desde o reconhecimento das letras do alfabeto, passando pela relação grafema/fonema, ordem alfabética e escrita. O autor, Amir Piedade, conta de uma forma lúdica como foi a organização da festa de aniversário do personagem principal, o Seu alfabeto. Cada letra levou um presente ao aniversariante, mas a confusão começou com a chegada dos gêmeos “ss” e “rr”. 

 

Como vimos, os professores deram um show nos quesitos acolhimento, criatividade e comprometimento com o aprendizado dos estudantes. O primeiro mês de aula foi um período agradável e marcou o início de uma jornada que, ao longo do ano, vai envolver a aquisição de muito aprendizado, a formação e o fortalecimento de amizades, o compartilhamento de experiências e o desenvolvimento de valores. Receber bem os alunos é essencial para conquistar a confiança e reforçar os vínculos afetivos da escola com as crianças.

 

 Parabéns à todos os professores da 6ª CRE!

Acolher nossos alunos com atividades lúdicas e significativas  marca o início de um ano de muito sucesso!

 

É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!!!!

 

Quer saber mais sobre o trabalho desenvolvido pelas escolas da 6.ª CRE?

Entre em contato!


6.ª Coordenadoria Regional de Educação

Endereço: Rua dos Abacates, S/N – Deodoro

E-mail: cre06@rioeduca.net


Não esqueça de deixar o seu comentário!


 


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 20/08/2018

Copa Eugenial: promova a paz entre a gente

Tags: 6.ª cre, copa do mundo.

 

O projeto Copa Eugenial: promova a paz entre a gente foi realizado entre os meses de maio e julho na Escola Municipal Eugênia Dutra Hamann.

Ele contou com a participação de todas as turmas da escola e teve como objetivo aprimorar a cultura da paz entre os alunos, através do estímulo ao espírito “Fair Play”, à compreensão da necessidade do respeito e da tolerância com o próximo, do aprendizado da vitória e da derrota e, principalmente, do espírito de equipe.

 

Vamos acompanhar como tudo aconteceu?

 

A E.M. Eugênia Dutra Hamann fica localizada em Pavuna e atende alunos do 1.º segmento

 

O projeto Copa Eugenial Consciente: promova a paz entre a gente foi dividido em três etapas. No dia 18 de maio, foi realizada a preparação e a abertura da Copa Eugenial. Entre os dias 20 de junho e 05 de julho, aconteceram os jogos eliminatórios e finais. O encerramento, última etapa do projeto, foi realizado no dia 12 de julho.

 

A primeira etapa envolveu toda a preparação para o evento, tendo como ponto de partida principal a abertura. Durante todo o bimestre, o conteúdo sobre a copa do Mundo foi trabalhado e as informações eram trazidas também pelos alunos, buscando discussões sobre de que forma o Brasil poderia ser de verdade um campeão. Além de vídeos e reportagens, confecção de cartazes do tema também fizeram parte do projeto e da ornamentação da escola.

 

A abertura do evento aconteceu no dia 18 de Maio, dando início ao projeto com o desfile das seis turmas, vestidas com as cores sorteadas anteriormente, bandeiras, enfeites e acessórios da mesma cor, além da entrada do pelotão das bandeiras do Brasil, Estado, Município e a da escola. 

 

Exposição dos trabalhos realizados

 

 

Após o desfile, as turmas se posicionaram para cantar o Hino Nacional, ouvir a palavra da direção e a explicação do evento. Nesse dia, as turmas apresentaram o grito de torcida, coreografado ou não, e um cartaz com uma mensagem de paz, contextualizando o projeto ao evento internacional, a Copa do Mundo. 

 

 

Prof.ª  Juliana - Turma 1301

 

 

A segunda etapa aconteceu entre os dias 20/06 e 05/07, período em que foram realizados  torneios: futsal masculino e queimado feminino para as turmas de 3.º ao 5.º ano e futsal para as turmas de 1.º e 2.º anos. As eliminatórias aconteceram até o dia 4/07, dentro do horário das aulas de Educação Física. As finais, no dia 5/07, em horário especial, com as turmas envolvidas e a participação de suas professoras, além da professora de Educação Física.

As regras foram adaptadas à faixa etária e ao espaço disponível.

 

Professora Cláudia - Turma 1102

 

 

As turmas foram divididas em times e o torneio foi adaptado dentro das competências e habilidades de cada turma. As turmas dos 2º e 3º anos realizaram o torneio com times da própria sala, não competindo uma com a outra devido à diferença de tamanho e maturidade dos alunos. Nas turmas de 4º e 5º anos, o time vencedor de cada uma disputou com a outra, de acordo com a sua faixa etária.

 

Durante o evento, foram escolhidos destaques (1 feminino e 1 masculino por turma), considerando o significado de Fair Play, expressão que significa “jogo limpo”, ou seja, modo leal de agir. “O conceito de fair play está vinculado à ética no meio esportivo, onde os praticantes devem procurar jogar de maneira que não prejudiquem o adversário de forma proposital”.

 

 

 

Prof.ª Edite Fagundes - Turma 1201

 

 

O encerramento foi a terceira e última parte do projeto e aconteceu no dia 12/07. As turmas realizaram o desfile idêntico ao da abertura. Cantaram o Hino, ouviram a palavra da direção e da Professora de Educação Física, os resultados dos jogos, os destaques foram homenageados recebendo um certificado e alguns brindes conseguidos através de doações. Outros brindes arrecadados foram sorteados entre todos os alunos e dois brindes foram sorteados entre as professoras. 

 

 

Jogos realizados na E.M Eugênia Dutra Hamann

 

Todos os alunos receberam uma medalha de papel com o desenho da Mascote da Copa “Zabiwaca”, confeccionadas pela professora de Educação Física, que se preocupou em distribuir balas a fim de contemplar os alunos que não foram sorteados. Os alunos destaques entregaram uma medalha para a professora da turma e também para todos os funcionários da escola, pois constituímos a Família Campeã Eugenial.

 

Após o cerimonial de encerramento, os alunos foram para a confraternização com lanche compartilhado, combinado anteriormente, através de bilhete enviado aos responsáveis, onde cada aluno contribuiu com um item (doce, salgado, refrigerantes e descartáveis). Ao som de músicas atuais, os alunos foram organizados no pátio em cadeiras e servidos pelos funcionários da escola, promovendo o espírito de união, celebração e cidadania.

 

 

Prof.ª Cristiane - Turma 1501

 

Prof.ª Amanda - Turma 1401 / Turmas 1101 e 1102 ao final da partida / Prof.ª Paola - Turma 1201

 

Parabéns à professora Edite Fagundes e à toda equipe da E.M. Eugênia Dutra Hamann pelo trabalho de excelência que realizam com nossas crianças. É um orgulho tê-los na 6.ª CRE!

 


Quer conhecer um pouco mais do trabalho desenvolvido pela equipe da E.M. Eugênia Dutra Hamann? Entre em contato com a Unidade Escolar!

 

E.M. Eugênia Dutra Hamann

E-mail:emeugenia@rioeduca.net

Telefone: 2407-4042

 

Não esqueça de deixar o seu comentário! Ele é muito importante para nós!

Até a próxima semana!


 


   
           



Yammer Share

Sábado, 04/08/2018

Pelo Brasil, o EDI Arthur Nory vestiu a camisa da igualdade, paz e união!

Tags: 9ªcre, edi, projeto, copa do mundo.

 

No EDI Medalhista Olímpico Arthur Nory Oyakawa Mariano toda comunidade escolar foi envolvida com as crianças da creche e pré escola no sub Projeto "Pelo Brasil eu visto a camisa da igualdade da paz e da união. Essa também é nossa paixão!”

 

 

 

Idealizado pela gestão da U.E e elaborado junto a equipe pedagógica, o sub Projeto "Pelo Brasil eu visto a camisa da igualdade da paz e da união. Essa também é nossa paixão!” foi desenvolvido no período de 18 de junho a 21 de junho de 2018 com o objetivo promover e estimular o processo de ensino aprendizagem de maneira lúdica, conhecendo os países participantes da copa do mundo 2018 no que tange a cultura, costumes, suas bandeiras, cores e significados. Promovendo a interação das famílias junto a escola, trazendo experiências ricas e significativas de convivência, respeito, cooperação, superação e amizade.

O projeto foi iniciado dentro das atividades de rotina das crianças, como roda de conversa e contações de histórias, falando sobre o futebol e o grande evento mundial desse esporte, a copa do mundo.

Depois foi realizado a confecção das bandeiras dos países participantes, dando destaque as cores usadas e seus significados, associando suas cores a objetos, alimentos entre outros que fazem parte do nosso cotidiano.

 

 

 

A escrita também fez parte da criação de camisas de time feitas de papel com seus respectivos nomes, reprodução do nome de países associados as bandeiras, e enfeites para distribuir as torcidas.

 

 

 

 

O ponto alto do projeto se deu com a Copinha Nory, onde os pais e responsáveis foram convidados a comporem a torcida das turmas respectivas a seus filhos e juntos vestirem a camisa verde ou amarela conforme o time composto pelas turmas do mesmo segmento.

 

 

 

 

Família e escola juntos vivenciando experiências ricas e significativas de convivência, respeito, cooperação, superação e amizade. Aliados a aquisição de conhecimento e a pluralidade cultural representados nesse evento e na exposição de todos os trabalhos desenvolvidos. 

 

 

 

 

Além de estimular o sentimento de patriotismo que certamente é despertado durante esse que é um dos maiores eventos esportivos já conhecidos, a copa do mundo.

 

 

 

 

A comunidade escolar participante avaliou como uma atividade prazerosa e muito dinâmica que certamente ficará registrada na memória afetiva das crianças e de todos envolvidos nessa seleção campeã Arthur Nory.

 

Quer saber mais sobre este projeto, entre em contato:

EDI Medalhista Olímpico Arthur Nory Oyakawa Mariano

Endereço: Rua do Goiabal S/N Inhoaíba, Rio de Janeiro _RJ

Telefone: (21) 3161 - 4094

 

Contato para publicações:

 

 


   
           



Yammer Share