A A A C
email
Retornando 94 resultados para a tag 'familia'

Sexta-feira, 05/12/2014

As Famílias do Jacarezinho

Tags: 3ªcre, projetos, família.

 

A creche Tia Andreza criou o subprojeto As famílias do Jacarezinho através do seu PPA 2014 para resgatar os valores da sua comunidade e valorizar a identidade das crianças.

 


A Creche Municipal 03.28.602 Tia Andreza está localizada no Jacarezinho e atende crianças de 1 a 3 anos e 11 meses de idade, agrupadas em turmas também por idade.

Segundo relatos, a creche começou a funcionar no local da antiga quadra da Escola de Samba do Jacarezinho, onde uma senhora da comunidade usava o espaço para realizar um serviço voluntário "tomando conta de crianças".

Inaugurada em 1992, a creche era gerenciada pela SMDS. Em 2003, foi assumida pela SME e seu trabalho passou de assistencialista para pedagógico, no qual o cuidar e o educar complementam-se.

Em 2008, começou a obra de reforma e modernização, que aconteceu até março de 2011. Nessa época, o atendimento era feito no CIEP Chanceler Willy Brandt. Hoje, no prédio original reformado, a creche realiza um trabalho pautado em projetos que objetivam a melhoria da qualidade de vida das crianças e da comunidade.

 


 

"Sendo a creche um espaço novo para a metade das famílias, é necessário desenvolver uma relação de confiança e respeito mútuos, que se dá no dia a dia, no trato afetivo, na construção de um ambiente acolhedor e harmonioso com todos. A troca de experiências e informações das famílias antigas com as novas também é uma preciosa estratégia para o acolhimento, pois vendo que o outro passou por situações parecidas e está bem, dá uma segurança maior para superar as dificuldades do começo e do percurso em si".

Justificativa da professora Andrea Carla Souto Guimarães, diretora adjunta da creche, através de seu PPA 2014: “O lugar onde eu moro: Jacarezinho”.

 


O projeto tem como objetivo principal conhecer as características da comunidade, das famílias e de cada criança da creche.


“As famílias do Jacarezinho”

 

A partir do diagnóstico final de 2013, realizado pelo grupo de trabalho, pelas famílias e pela comunidade, as maiores dificuldades encontradas durante o desenvolvimento foram: a falta de água, uma relação mais estreita com as famílias, a questão dos valores morais, além de higiene, saúde e afetividade.


"Constatamos que uma está relacionada com a outra e achamos conveniente resgatar a história da comunidade, valorizando a cultura local, fazendo-os perceber que TODOS somos importantes", acrescenta a professora Andrea Carla.

 

 

 


Objetivos específicos

 

  • Conhecer as regras de convivência da comunidade;
  • Estabelecer vínculos e fortalecer a comunicação entre a instituição educativa (creche) e a comunidade;
  • Identificar a origem das famílias que compõem essa comunidade;
  • Identificar os serviços públicos oferecidos à comunidade e os que faltam nela;
  • Perceber a composição familiar predominante nas famílias das crianças da creche;
  • Identificar a fonte de renda predominante das famílias da comunidade;
  • Conhecer superficialmente a história da comunidade;
  • Identificar-se como membro de uma família e ser individualizado;
  • Ampliar o vocabulário e desenvolver diversas formas de expressão;
  • Valorizar a parceria creche/família;
  • Proporcionar vivências diferenciadas e importantes para o desenvolvimento das crianças;
  • Coletar dados por meios de pesquisa e observações;
  • Ler e interpretar imagens;
  • Conhecer gráficos e tabelas;
  • Reconhecer sua imagem no espelho;
  • Identificar as partes do próprio corpo;
  • Conhecer o próprio nome, os nomes dos coleguinhas da turma e das educadoras;
  • Respeitar as diferenças de cada um, tratando-os com individualidade dentro do grupo;
  • Conhecer e apreciar vários tipos de textos;
  • Desenvolver o autoconceito;
  • Observar, analisar fatos e situações, de forma a garantir a boa qualidade de vida;
  • Identificar mudanças ocorridas na comunidade após a entrada da UPP;
  • Promover atividades que proporcionem a escolha de sua preferência;
  • Desenvolver a coordenação motora ampla e fina;
  • Estabelecer parceria com a Clínica da Família da região, implementando ações;
  • Desenvolver hábitos e atitudes, cuidados com higiene e saúde;
  • Adaptar-se à rotina da creche, com confiança e tranquilidade.



Desenvolvimento e Atividades

 

  • Enviar questionários para as famílias sobre a história e as características da comunidade e das famílias que as compõem, da fonte de renda predominante e dos serviços públicos oferecidos;
  • Entrevistar elementos da comunidade/famílias a fim de conhecer a história do Jacarezinho;
  • Expressar sua opinião sobre o lugar onde mora, através de perguntas e respostas anotadas no blocão;
  • Montar um mural informativo sobre a história da comunidade (por que o nome "Jacarezinho"?);
  • Montar um mural com as fotos das famílias da turma e desenvolver atividades orais a partir da observação do mesmo;
  • Promover encontros e atividades de integração entre as crianças e as famílias;
  • Cantar músicas relacionadas ao que for sendo explorado e observado;
  • Contar histórias da literatura infantil sobre os temas relacionados: família, bairro, rio, jacaré, etc.;
  • Pesquisar sobre o animal jacaré e outros que vivem no rio e/ou na comunidade, através de vídeos, fotos, reportagens e notícias;
  • Planejar uma visita ao zoológico para o próximo período;
  • Listar os estabelecimentos e instituições existentes na comunidade;
  • Observar o que há no Rio Jacaré (pedras, vegetação, lixo...), onde ele começa e onde termina;
  • Conhecer alguns sambas da Escola de Samba Unidos do Jacarezinho;
  • Montar circuitos que representem caminhos existentes na Comunidade/ Rio Jacaré;
  • Confeccionar fantoches de animais / bonecos com caixas de leite ou qualquer outro material de sucata;
  • Montar labirintos com mesas, cadeiras, lençóis, representando os “Becos do Jacarezinho”;
  • Pesquisar os meios de transporte existentes na comunidade;
  • Confeccionar capacetes e brincar de passear de moto, respeitando as leis de trânsito e a segurança;
  • Pesquisar as profissões existentes e predominantes na comunidade;
  • Fazer caretas em frente ao espelho;
  • Desenhar livremente no espelho, com caneta para quadro branco e apagar com flanela;
  • Conversar sobre os diferentes tipos de família e sua importância;
  • Medir e pesar as crianças em parceria com a equipe da Clínica da Família para a confecção de um mural e possível orientação profissional nos casos de obesidade / baixo peso;
  • Pesquisar e conversar sobre a escolha do nome de cada criança, seu significado e origem;
  • Conversar sobre as características da comunidade;
  • Listar os estabelecimentos e instituições existentes na Comunidade com as crianças, em blocão;
  • Confeccionar casinhas com sucata, caixas de leite etc.;
  • Brincar de boneca, família, trabalho, etc., representando situações da vida real;
  • Brincar com as caixas de leite enfeitadas com as fotos das crianças e de suas famílias;
  • Construir com blocos de construção / encaixe;
  • Desenhar livremente com diferentes materiais (giz de cera, pilot, giz molhado, carvão na lixa);
  • Torcer, amassar e rasgar diferentes tipos de papéis;
  • Manusear diferentes tipos de materiais sensitivos (penas, algodão, esponja, lixa, plástico bolha, massinha, goma, gelatina, papelão corrugado, etc.);
  • Manusear elementos da natureza (pedrinhas, conchinhas, folhas, areia, terra, sementes, grãos, frutas, legumes,verduras), assistidos com bastante cuidado e supervisão.

Os recursos a serem usados são multimídias e aparelhos tecnológicos (TV, home theater, projetor, computador); Livros paradidáticos da Literatura Infantil; Jornais e revistas; Recursos humanos disponíveis; Material de papelaria.


Como culminância, reservaram um passeio pela comunidade com as crianças acompanhadas de seus responsáveis e educadores, finalizando com brincadeira conjunta e lanche em algum local a combinar.

 

 


Avaliação do projeto “As famílias do Jacarezinho”


Para avaliar este projeto, a equipe trabalhará reuniões com as equipes de cada turma semanalmente, reuniões com os responsáveis mensalmente e conversas e observações diárias com as crianças.

 

Parabéns a toda equipe da Creche Municipal Tia Andreza, pelo engajamento com as famílias de sua comunidade escolar, estreitando laços, diminuindo barreiras.

 

Obrigada à professora Andrea Carla Souto Guimarães, diretora adjunta da creche, pelo envio de fotos e desse projeto.


A Creche Municipal Tia Andreza tem à frente da direção professora Márcia Cristina e está situada à Rua José Maria Belo, s/nº, Jacarezinho.


Acompanhe o blog da Creche Municipal Tia Andreza http://crechetiaandreza.blogspot.com.br/.

 

 

 

Regina Bizarro é professora da rede municipal e responsável pelo Blog Família.

Contato: reginabizarro@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 21/11/2014

Reunião Integrada de Pais nas Unidades Escolares da 4ª CRE

Tags: 4ªcre, família.

 

A família é protagonista na parceria que acontece entre seis unidades escolares da 4ª CRE na “Reunião Integrada de Pais" junto à Clínica da Família Aloísio Novis, ao CRAS João Fassarela, à Arena Carioca Dicró, ao Instituto Pereira Passos, além de outros órgãos públicos que promovem a integração entre a população da Penha e seu entorno.

 

Com a finalidade de estreitar laços com as famílias e abordar assuntos de interesse das comunidades da 4ª Coordenadoria Regional de Educação, foi criada a “Reunião Integrada de Pais" em seis unidades escolares: EDI Maria de Lourdes Ferreira, EDI Morro da Fé, EDI Joel, Creche Municipal Mussum o Trapalhão, Creche Municipal Tempo de Aprender e Creche Municipal Morro da Paz.

A iniciativa ocorre em parceria com a Clínica da Família Aloísio Novis, o CRAS João Fassarela, a Arena Carioca Dicró, o Instituto Pereira Passos, além de outros órgãos públicos que demandam o interesse entre a população da Penha e adjacências.

Além dos assuntos já mencionados, são tratados os enviados pela Gerência de Educação Infantil da SME, outros pela 4ª Coordenadoria Regional de Educação, as dúvidas mais frequentes das famílias, entre outros tão necessários e relevantes.

 

 

 


O referido evento acontece em sábados previamente agendados pela SME em calendário anual. Assim, as famílias dessas UEs são recebidas na Arena Carioca Dicró com um café da manhã, seguido da pauta da reunião que trata dos assuntos enviados pela Gerência de Educação Infantil e também aborda assuntos de interesse da comunidade escolar e/ou dúvidas mais frequentes dessas famílias.

 

 


Durante a reunião, cada aparelho público tem a oportunidade de esclarecer o seu papel, a sua função, os seus programas, entre outros procedimentos. Ao final, contam ainda com uma performance artística que é gentilmente preparada pela equipe da Arena Carioca Dicró, sendo essa uma forte aliada que cede o seu espaço para que juntos possam levar mais conhecimento e informação às famílias atendidas.


Parabéns às Unidades Escolares envolvidas, a todas as parcerias incluídas nesse processo e às famílias que participam desse enlace para o bem comum dos envolvidos, principalmente dos alunos.

 

Agradeço a colaboração no envio das informações e imagens à professora Ana Accioly, diretora do EDI Maria de Lourdes Ferreira.

 

 

Regina Bizarro é professora da rede municipal e responsável pelo Blog Família.

Contato: reginabizarro@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 07/11/2014

Escola Municipal Maria Quitéria em Luz, Câmera, Ação

Tags: 8ªcre, família.

 

A percepção de que a ausência dos pais era uma constante na vida dos alunos foi o que direcionou a Escola Maria Quitéria a procurar situações que trouxessem esse segmento da comunidade escolar para dentro da escola.


Para solucionar o problema da ausência dos pais na Escola Municipal 08.17.063 Maria Quitéria, a equipe resolveu realizar eventos direcionados aos pais e deu muito certo.

Resultado: hoje os pais estão mais participativos, buscando mais a escola e, principalmente, vendo os discentes como amigos, como parceiros, na busca por melhor aproveitamento na vida escolar dos filhos.


“Realizamos eventos direcionados aos pais, pois percebemos sua ausência na vida dos discentes. Toda vez que se convocava, era apenas para questionar ou para reclamar dos filhos. Nesse contexto começamos a questionar: Como eles veem a escola? Como eles observam os filhos? Qual a real importância da escola para eles?”, relata a professora Márcia Regina Ferreira Lima dos Santos, diretora da E. M. Maria Quitéria.


Dessa observação, a equipe da escola constatou que “para eles é um espaço sem muito significado. Não se interessam pela vida dos filhos, pois estão envolvidos com suas próprias vidas e acham que os filhos não têm jeito”.


Luz, Câmera, Ação.


Partindo da constatação que havia falta de interesse da maioria dos pais, a equipe de professores resolveu criar o projeto Luz, Câmera, Ação.


"Convidamos os pais, aproveitando que o dia dos pais estava próximo, para um dia especial na sala de leitura. Separamos os responsáveis em pequenos grupos e, a partir de cenas de filmes, abordávamos um tema e abríamos para discussão. Os pais puderam perceber que os problemas eram comuns a todos e conseguimos trabalhar possíveis soluções, cada um contando seu exemplo e expondo suas ideias. Em seguida, servimos um lanche, criamos diversas dinâmicas e finalizamos com um texto reflexivo”, relata a professora Márcia Regina.

 

 

 


Segundo a professora Márcia Regina, a equipe conseguiu criar um espaço para discussão e o debate foi muito proveitoso, levando muita interação a todos.

 

 


Hoje, como resultado: “temos pais mais participativos, que buscam mais a escola e que nos veem como amigos. Faremos outros eventos com essa finalidade no mês de dezembro, pois estamos colhendo os frutos desse primeiro e acreditamos que não podemos deixar como algo estanque e, sim, como uma prática da unidade”, finaliza a professora Márcia Regina.


Parabéns à Escola Maria Quitéria pelo depoimento, assim como pela realização de um projeto que não busca fórmulas, mas um caminho de base para que os pais possam vivenciar o dia a dia da vida escolar de seus filhos.


A Escola Municipal Maria Quitéria está localizada na Rua Nova Prata s/nº, Vila Catiri, no bairro de Bangu.

 

 

Regina Bizarro é professora da rede municipal e está responsável pelo Blog Família.

Contato: reginabizarro@rioeduca.net

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 24/10/2014

A Grande Feira da Grande Família

Tags: edi, família.

 

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Professor Ubirajara de Paula Castro criou o projeto "Da Minha a Sua, Construímos a Nossa: Identidade", que culminou na "Grande Feira da Grande Família".

 

O Projeto "Da Minha a Sua, Construímos a Nossa: Identidade", desenvolvido pelo Espaço de Desenvolvimento Infantil 05.15.809 Professor Ubirajara de Paula Castro, teve como culminância "A Grande Feira da Grande Família".

Esse trabalho, que acontece desde o início do ano letivo, trata-se da crença dos professores envolvidos de que, para ser um cidadão completo, precisa-se de uma identidade fortalecida, pois sozinho nada se constrói.

 

 

 


"Por isso investimos no desenvolvimento de um trabalho voltado para as ciências naturais e para as artes, focando na necessidade da preservação de um ambiente limpo e harmonioso, de uma alimentação saudável, de qualidade de vida e de relações afetivas e efetivas. Tudo isso com muita cor, alegria e parceria", diz a diretora do EDI, professora Patrícia Pina.

 

Bazar das Mães.

 

 

Segundo Patrícia, a família é fundamental para que todo esse processo aconteça de modo natural e prazeroso. As mães representantes, entendendo a proposta do nosso trabalho, criaram o Bazar Amor de Mãe e participaram ativamente da Feira, que foi um sucesso.

 

 

 

 

Parabéns à equipe do EDI Professor Ubirajara de Paula Castro pelo envolvimento da família através das mães, parceiras fundamentais na preparação e no desenvolvimento de atividades que envolvem a família das crianças de um Espaço de Desenvolvimento Infantil. Realmente, essa parceria é fundamental!

 

Agradeço a diretora professora Patrícia Pina, pelo envio do relato sobre esse trabalho, sem o qual não seria possível criar esta matéria.

Acompanhe o EDI Professor Ubirajara de Paula Castro pelo Facebook: https://www.facebook.com/groups/edi.ubirajara/?fref=ts

 

Regina Bizarro é a professora responsável pelo Blog Família.

Prestigie os blogs de professores e escolas da 5ª CRE, clicando aqui.

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share