A A A C
email
Retornando 44 resultados para a tag 'premio'

Sábado, 04/08/2018

Professor José Marcos Couto e o Prêmio Educador Nota 10!

Tags: educador nota 10, prêmio, projeto, 8ªcre.

 

O professor de História, José Marcos Couto Junior, levou os alunos da Escola Municipal Áttila Nunes para além do que almejaram ir, e afirma: "Estamos vivendo a parte madura de um processo!" 

 

 

 

O Prêmio Educador Nota 10 é o maior e mais importante Prêmio da Educação Básica Brasileira.

Os trabalhos premiados são ideias inovadoras que desafiam professores e alunos a encorajarem-se na busca de uma escola melhor para todos, onde a aprendizagem seja significativa e relevante na vida e nos projetos para o futuro.

José Marcos Couto Junior, professor de História na Escola Municipal Áttila Nunes em parceria com a também professora de História, Ana Beatriz Ramos de Souza, iniciaram o projeto em 2016, quando a escola se tornou Ginásio Carioca (turno único).

A primeira ideia surgiu nas aulas da eletiva "Projeto de Vida", quando os alunos foram incentivados a opinarem sobre diferentes assuntos do cotidiano. A partir das respostas apenas seriam feitos gráficos para cada turma, porém a proposta se tornou um documentário, quando o professor percebeu que as questões raciais e sociais eram temas de máxima importância para a escola.

Foram organizados pelos professores uma série de debates que resultou na I Semana da Consciência Negra da Áttila Nunes.

Já em 2017, através do enredo da escola de samba Renascer de Jacarepaguá, "O papel e o Mar", o projeto da Semana da Consciência Negra se estendeu para 4 meses. Nesse período a escola desenvolveu várias atividades baseadas na temática do enredo.

Atualmente, o projeto está em sua fase mais amadurecida! O professor José Marcos decidiu que trabalhariam com músicas e a primeira que deu base para as ações do projeto foi a música As Caravanas, de Chico Buarque, que fala sobre moradores de periferia e de favelas tentando chegar em um dia de sol em Copacabana.

Uma das atividades mais relevantes foi a reescrita dessa e de outras músicas, propondo aos alunos que seja inserida suas próprias realidades. O resultado foi surpreendente! Tanto que a reunião desses textos formou o livro "Que sejam lidos, que sejam vistos".

O livro foi publicado e os orgulhosos alunos fizeram o lançamento e tarde de autógrafos no Chá Literário promovido na escola.

Outra etapa do projeto foi trabalhar o tema: "Vocês têm que saber que o mundo é maior do que a Capitão Teixeira" (Rua principal de Realengo, bairro da escola). Nessa etapa os alunos fizeram algumas saídas. Conheceram o CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil) e o Theatro Bangu.

O projeto já colheu alguns bons frutos, mas está longe de um ponto final, pois não há limites para a capacidade talentosa dos alunos.

 

"É curioso que os rapazes da música Caravanas queriam chegar na Zona Sul. Agora a História dos meninos da Áttila Nunes vai atravessar o Estado, para final em outubro!"

                                                                          Professor José Mauro Couto Jr.
 

 

 

 

O Rioeduca parabeniza os professores José Mauro Couto Junior, Ana Beatriz de Souza e o projeto que resultou no livro "Que sejam Lidos, que sejam Vistos", de autoria dos alunos da E.M. Áttila Nunes.

 

 

Faça parte do Portal Rioeduca!

Entre em contato com o representante da sua Coordenadoria.

 


   
           



Yammer Share

Sexta-feira, 25/12/2015

Aluno do CIEP Lamartine Babo Ganha 1º Lugar no 7º Concurso de Desenho e Redação da CGU

Tags: 9ªcre, prêmio.

 

 

 

 

Em 2015, a Controladoria Geral da União realizou a 7ª edição do Concurso de Desenho e Redação com o tema “Pequenas Corrupções – Diga não”. E o aluno do CIEP Lamartine Babo ganhou o 1º lugar na categoria Desenho do 2º ano do Ensino Fundamental.

 

 

O aluno Lianderson Marcos, matriculado no 2º ano do CIEP Lamartine Babo, aluno da professora Lívia Lobato de Sá, juntamente com cerca de 500 mil alunos de todo o Brasil, do 7º Concurso de Desenho e Redação da Controladoria Geral da União (CGU), participou com o Tema: “Pequenas Corrupções – Diga Não”.

 

 


A produção elaborada pelo aluno, de 6 anos, está em consonância com o Projeto Político Pedagógico da Escola que prima por “Respeitar para ser respeitado”, reforçado pela iniciativa do Projeto de Ensino Religioso intitulado “Fé e Cidadania em Construção” desenvolvido na unidade, desde 2013, pela professora Cristiane Brandão.

 

 

A produção de Lianderson retrata, através da Bandeira do Brasil, a oposição Honestidade x Pequenas Corrupções discutida em sala de aula, levando os alunos a refletir sobre as pequenas corrupções cometidas no dia a dia como "‘furar a fila" na hora da merenda ou tirar "cola na prova", por exemplo.

 

O aluno Lianderson Marcos com Maurício de Sousa.


Lianderson Marcos, que ficou em 1º lugar na categoria Desenho do 2º ano do Ensino Fundamental, recebeu o seu prêmio (um notebook 3D) em Brasília, pelas mãos de Maurício de Sousa em 7 de dezembro.

 

O aluno Lianderson Marcos, entre a professora Cristiane Brandão e a Secretária Municipal de Educação, professora Helena Bomeny.


No dia 9 de dezembro, o aluno foi homenageado no Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro, com a presença da Secretária de Educação, professora Helena Bomeny.

O aluno resumiu a sua produção em uma frase: “Honestidade deixa a cara feliz... Pequenas corrupções NÃO!”, revelando que o "futuro nós plantamos hoje".

 



Parabéns para toda Equipe do CIEP Lamartine Babo e para o aluno Lianderson Marcos!

 

 

Contato com o CIEP pelos telefones 3394-6154 e 3407-3957 ou pelo e-mail cieplbabo@rioeduca.net.

 


 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Sexta-feira, 11/12/2015

Escola Lycio de Souza Carvalho na Feira de Ciências do Planetário

Tags: 9ªcre, prêmio, planetário.

 

 

 

 

A turma 1601, da Escola Lycio de Souza Carvalho, foi premiada com o 1º lugar na Feira de Ciências e Tecnologia do Planetário, com a brilhante apresentação do projeto Biodigestor de Gordura.

 

 

A Feira de Ciências é uma atividade tradicional da Fundação Planetário, e faz parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Nesse evento, os estudantes expõem seus trabalhos, e mostram seus interesses pela pesquisa científica.

A Escola Municipal Lycio de Souza Carvalho, através da professora Cátia Afonso, fez a inscrição da turma 1601. O projeto inscrito foi o “Biodigestor de Gordura”, cuja ideia surgiu nas aulas de Ciências, em um debate sobre a crise hídrica e os aquíferos do Brasil.

 

 

A professora Cátia contou com a parceria do senhor Messias, seu ex-aluno do SESI, que aceitou fazer uma palestra e desenvolveu o projeto em conjunto com a turma a partir de materiais reutilizados. O foco do projeto era absorver a gordura e resíduos através do carvão vegetal, da pia da cozinha e da máquina de lavar. O material utilizado foi um galão descartado, tubos, conexões e torneira plástica, todos reutilizados, e um pacote de carvão vegetal. 

 

 

Conclusão: reuso da água que, após passar pelo carvão e sofrer o processo de absorção, está pronta para ser utilizada para lavar pisos, descarga e jardinagem.

 

 

Os alunos da turma 1601 e a professora Cátia apresentaram o projeto nos dias 23 e 24 de outubro, no Planetário de Santa Cruz. O trabalho foi inscrito na categoria Ensino Fundamental II (6° ao 9° ano). Durante os dois dias de Feira, os alunos foram avaliados pelos astrônomos da Fundação Planetário em diversos quesitos, como apresentação visual do estande e domínio do assunto abordado.

 

Na Premiação: o senhor Messias, a professora Cátia Afonso, o aluno Gustavo Cunha, a diretora Valeria Castro e a gerente de eventos cientificos e culturais do Planetário, Luana Bravin.

 

 

Parabéns a equipe da Escola Lycio de Souza Carvalho e aos alunos da turma 1601 pela iniciativa e pela conquista!
Contato com a U.E. pelos telefones 3394-1632 e 2394-6624 ou pelo e-mail emlcarvalho@rioeduca.net.

 

 


 

 

                               

 

 

 

 


   
           



Yammer Share

Postado por Rita Faleiro Ver Comentários (0)

Terça-feira, 16/12/2014

21º Prêmio COMDEDINE - O Papel do Negro no Cinema, Teatro e TV na Atualidade!

Tags: 11ªcre, comdedine, prêmio.

 

Em sua 21ª Edição, o Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar teve como tema "O Papel do Negro no Cinema, Teatro e TV na Atualidade!". A 11ª CRE participou da premiação na modalidade Texto e ainda ganhou Menção Honrosa! 

 

 

O Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar, uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos do Negro, tem por objetivo fomentar, no âmbito da Rede Pública Municipal de Ensino, a discussão crítica acerca de temas afro-brasileiros. 

 

 

 

 

As alunas da E. M. Capitão Fragata Didier Barbosa Vianna Rafaela de Paiva e da E. M. Comandante Guilherme Fischer Presser Ana Beatriz Oliveira foram premiadas na modalidade Texto e Menção Honrosa, respectivamente.

 

O PRÊMIO COMDEDINE DE PESQUISA ESCOLAR – Concurso Conselheiro Bernardes Filho, tem como finalidade ativar o processo de comunicação de fatos e de feitos relevantes de personalidades da comunidade negra brasileira em sua organização da luta contra a discriminação racial, o preconceito e o racismo, assim como destacar o papel e a importância do negro na construção da sociedade e da cidadania brasileira, em especial dos negros oriundos do Município do Rio de Janeiro.

 

 

Alunas premiadas da 11ª CRE: Ana Beatriz Oliveira e Rafaela de Paiva.

 

O Prêmio COMDEDINE de Pesquisa Escolar foi instituído com a finalidade de se constituir  um instrumento capaz de possibilitar ao conselho ativar o processo de disseminação e informação sobre a contribuição do elemento negro para a construção da sociedade e da cidadania brasileira. 

 

 

“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem
ou ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender,
e se podem aprender a odiar, podem ser ensinadas a amar”.

Nelson Mandela

 

 

Essa iniciativa corrobora com os preceitos da Lei nº 10,639, de 09/01/2003, e com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicos-Raciais e para o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.

 

 

Uma Ilha de Talentos!

 

A 11ª CRE, além de ter alunos destaques em premiações de redações, destaca-se também com alunos esportistas. Um exemplo é a Aluna Alanis Parucker campeã de Judô, que já foi destaque aqui no Rioeduca.

 

Agora a diretora Rita de Cássia, nos revela que a vencedora da Menção Honrosa também é esportista, sendo uma Ginasta Federada! 

 

  

 

"É uma aluna disciplinada, Ginasta federada e uma verdadeira líder, com valores familiares bem desenvolvidos refletindo em sua vida escolar" 

Diretora Rita de Cássia sobre a aluna Ana Beatriz Oliveira.

 

Felicidade compartilhada: Equipe da 11ª CRE, família e alunas premiadas.

 

 

Parabéns a toda equipe da 11ª CRE envolvida neste caso de sucesso e por realizar um trabalho de conscientização com um tema tão importante que são as relações étnico-raciais e o ensino da História e Cultura Negra!

 

 

 

Laura Fantti Davilla Serpa
Representante Rioeduca da 11ª CRE
Facebook: http://www.facebook.com/laura.fanttidavilla
Twitter: https://twitter.com/laurafanttini
WhatsApp: 96852-3714
E-mail: lauradavilla@rioeduca.net

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



Yammer Share