A A A C
email
Retornando 660 resultados para a tag 'projeto'

Terça-feira, 30/10/2018

Aula Passeio no Museu do Pontal

Tags: 7ªcre, projetos.

 

No último dia três de agosto, mês de comemoração do folclore, a turma 1201 da Escola Municipal Átila Nunes Neto fez uma visita, em aula passeio, ao Museu Casa do Pontal, dando continuidade ao projeto da escola “Trabalhando valores e formando cidadãos”.

 

A Escola Municipal Átila Nunes Neto está situada no bairro do Anil, próximo à Rio das Pedras, região que abriga um grande número de trabalhadores imigrantes, em maioria nordestinos, responsáveis por tecer a cultura local. A ideia de percepção e identificação do acervo apresentado na visita ao museu proposto pela unidade escolar, valorizou muito a saída pedagógica.

 

 

 

 

Situado no Rio de Janeiro, o Museu Casa do Pontal é considerado o maior e mais significativo museu de arte popular do país. Seu acervo - resultado de 40 anos de pesquisas e viagens por todo país do designer francês Jacques Van de Beuque - é composto por cerca de 8.500 peças de 300 artistas brasileiros, produzidas a partir do século XX.

 

A exposição permanente do Museu reúne, em 1.500 m² de galerias, obras representativas das variadas culturas rurais e urbanas do Brasil. Mostradas tematicamente, abrangem as atividades cotidianas, festivas, imaginárias e religiosas.

 

 

Atividade realizada com arte educadores do Museu do Pontal.

 


No museu, as crianças foram recebidas por arte educadores que as convidaram a uma viagem cultural, utilizando linguagens como a música, o teatro de bonecos, o cordel, a “contação” de histórias, desafios, trovas e versos. Com uma encantadora proposta pedagógica e os roteiros adaptados à faixa etária da turma, a visita teatralizada estimulou os alunos à reflexão sobre a diversidade cultural brasileira, as relações entre o mundo do campo e o das grandes cidades, os processos migratórios, as práticas culturais e sociais, a expressão do folclore, dos processos criativos e das memórias afetivas.

 

 

Atividade com música sobre o Bumba meu Boi.

 

 

Peça de teatro com bonecos no Museu do Pontal.

 


Os objetivos de desenvolver o aspecto cultural dos alunos, no que diz respeito à observação, reflexão e identificação com o acervo e as atividades interativas do museu, levar o educando à vivência em outros ambientes para além dos muros da escola, mostrar aos estudantes a valorização da cultura de outras regiões do país, proporcionar um momento lúdico, foram plenamente atingidos.

 

 

Alunos criando esculturas com argila e tinta.

 


        Material produzido com argila pelo alunos.

 

 

Após a visitação, os alunos moldaram livremente em argila, pintaram suas peças e foi observado como resultado traços de identificação em relação ao acervo do museu.

 

 

          Grupo de alunos que estiveram no Museu do Pontal.

 

 

                                                                    Informações enviadas pela professora Rosely  Coutinho

 

 Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato da E.M. Átila Nunes Neto;

emaneto@rioeduca.net

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Segunda-feira, 29/10/2018

Feira Extraordinária

Tags: 1ªcre, eventos, projetos, ciências, protagonismojuvenil.

 

Gincana científico-literária discute diferenças, diversidade e inclusão.

 

Diversidade, diferença e inclusão são palavras presentes no cotidiano do ambiente escolar. Pensando nisso, a Escola Municipal Cardeal Leme, localizada no Bairro de Benfica, Zona Norte do Rio de Janeiro, promove espaço de aprendizagens e reflexões sobre os temas.

 

 

 


A partir do trabalho com o Livro Extraordinário, romance infantil que conta a história de um garoto especial e sua vivência quando entra na escola, os alunos discutiram e realizaram narrativas falando de gentileza, amor, cuidado, amizade, respeito, sonhos , conquistas...

 

 

 


A partir dessa sensibilização inicial com a história do garoto Auggie Pullman, os professores lançaram o desafio da realização da feira de Ciências Vivenciando as Diferenças”.

 

 

 

 

 

 

Frases do livro definiram os temas que seriam apresentados por cada turma, criando um link entre a frase do livro e o conhecimento científico, para assim cumprir tarefas de uma gincana.

 

 

 

 

 


Os desafios foram muitos! Porém, maiores foram o entusiasmo, a perseverança e o esforço de alunos e professores para a realização do grande dia da apresentação final do evento.

 

 

 


O resultado do trabalho foi apresentado em um evento com a participação da comunidade, que pôde apreciar o trabalho de qualidade que é desenvolvido pelos alunos e professores da unidade.

 

 

 

Parabéns pelo trabalho realizado !


Para Saber Mais:

Escola Municipal Cardeal Leme

Direção: Karla de Oliveira da Costa Frazão

Direção-Adjunta: Maria de Fátima Martins Ribeiro

Telefone: 3895-8642

E-mail: emcleme@rioeduca.net

 

             


   
           



Yammer Share

Terça-feira, 23/10/2018

Aprendendo com a Pipa

Tags: 7ªcre, projetos.

 

O CIEP Pablo Neruda , no mês de agosto, desenvolveu atividades envolvendo o folclore brasileiro, a partir de um brinquedo bem popular , a pipa , e também apresentou aos alunos um pouco do universo cordelista.

 

Trabalhando o rico folclore brasileiro na Sala de Leitura do CIEP Pablo Neruda, as turmas de 1° e 2° anos conheceram a história do livro "A fábrica de pipas", do autor Pedro Veludo, e conheceram algumas brincadeiras e brinquedos que fazem parte da nossa cultura. A pipa foi escolhida e cada aluno fez a sua. 

 

 


Atividade de escrita a partir da história contada sobre a pipa.

                                                        

 

Após conversar, refletir e experimentar, os alunos entenderam que jogar no celular é muito bom, mas soltar pipa, jogar bola de gude, pular corda e brincar de pique com os amigos, é muito melhor. Os alunos empinaram suas pipas e elas voaram pela sala de leitura com a professora Kátia.

 

 

Brincando com a pipa feita pelos alunos.

 


Os alunos das turmas de 1° ano brincaram de caça palavras e os do 2° ano produziram seus próprios textos, é claro, falando de pipas. Os trabalhos produzidos foram voar em um painel, no qual os alunos puderam reconhecer suas produções, que, por sua vez, valorizavam e estimulavam  a leitura e as diferentes atividades que a mesma pode disparar.

 

 

Caça palavras  e outras ativdades com a pipa.

 

 

Mural com ativdades sobre a pipa.

 


Com alunos de 4º e 5 º anos, o trabalho da sala de leitura partiu para o universo dos cordelistas, onde os alunos conheceram e descobriram que o cordel  é uma forma de arte bem tradicional, uma poesia popular muito usada no Nordeste. Nesse contexto, o Cordel veio parar  no CIEP Pablo Neruda e inspirou os  alunos do 4º e 5º anos. 

 

 

Produções dos alunos.

 

 

Exposição dos trabalhos de cordel.

 

 

Informações enviadas pela coordenadora Michele Montenari

 

 

Parabéns a todos os envolvidos pelo trabalho realizado!

 

 

Contato para publicações:

robertavitagliano@rioeduca.net

 

Contato do CIEP Pablo Neruda:

ciepneruda@rioeduca.net

 

 

Contato para publicações:


   
           



Yammer Share

Quarta-feira, 17/10/2018

Chico, o Homem da Floresta!

Tags: projeto, 8ªcre, meio ambiente.

 

Pensando em educar os alunos para o futuro, o CIEP Maestrina Chiquinha Gonzaga buscou no passado a ideologia de um homem que lutou pela preservação ambiental: Chico Mendes.

 

 

,,

 

 

O CIEP Maestrina Chiquinha Gonzaga, buscando promover uma educação integral, sendo pautada em valores humanísticos, como a responsabilidade social e ambiental, promoveu o estudo da vida e obra do seringueiro e ambientalista Francisco Alves Mendes Filho, mais conhecido como Chico Mendes.

 

Chico Mendes lutou pela preservação da Floresta Amazônica e suas seringueiras nativas. O conhecimento que ele adquiriu sobre como obter da natureza os meios de vida instigou sua curiosidade e deram origem a uma teoria que seria, mais tarde, comprovada: a de que os benefícios derivados da manutenção da floresta são maiores do que o valor que se obtém com a sua derrubada, por isso Chico Mendes recebeu da ONU o Prêmio Global de Preservação Ambiental.

 

 

 

 

Para iniciar o projeto, os alunos do 5° ano do CIEP Chiquinha Gonzaga realizaram a leitura do livro "A história de Chiquinho" para a turma da educação infantil, para que toda a escola estivesse envolvida no projeto alcançando a compreensão e importância da luta de Chico Mendes.

 

Em seguida as professoras Iareli Areias e Tânia Oliveira, regentes das turmas 1501 e 1502, organizaram trabalhos e pesquisas sobre Chico Mendes e o seu legado.

 

Para encerrar o projeto foi organizada a exposição Chico Mendes, que foi uma mostra dos trabalhos com temas como reciclagem, sustentabilidade, responsabilidade ambiental e atitudes conscientes a respeito do lixo que produzimos, além do uso consciente da água.

 

Esse tipo de atividade materializa os conceitos que são passados durante as aulas e transforma a pesquisa em algo real e que pode ser compartilhado.

 

 

 

 

"Os visitantes da exposição Chico Mendes puderam conhecer um pouco mais sobre a riqueza dos seringais e da Amazônia. Assim como Chico Mendes, queremos que nossos alunos descubram que quando o homem aprender a respeitar até o menor ser da Criação, seja animal ou vegetal, ninguém precisará ensiná-lo a amar e respeitar o seu semelhante"Professora Bruna Alves - Coordenadora Pedagógica do CIEP Chiquinha Gonzaga

 

 

 

 

O Rioeduca parabeniza o CIEP Maestrina Chiquinha Gonzaga pela realização do projeto que é tão significativo para a formação de uma sociedade mais consciente sobre o meio ambiente!

 

 

Quer saber mais sobre?

Unidade Escolar: CIEP Maestrina Chiquinha Gonzaga

Telefone: 3338-9241

E-mail: ciepcgonzaga@rioeduca.net

 

 

Participe do Rioeduca. Entre em contato com o representante da sua CRE!

 

 


   
           



Yammer Share