A A A C
email

Segunda-feira, 15/07/2013

Água: Fonte Natural de Vida e Existência do Nosso Planeta

Tags: 6ªcre, troféurioeduca, educaçãoinfantil.

 

Responsabilidade social é um termo novo, criado em função da percepção de que o ser humano não se traduz na solidão da individualidade. Mas, como praticar esta tal responsabilidade social? O EDI Professora Beatriz de Souza Madeira mostrará como praticar esta tal responsabilidade através do projeto Água: Fonte Natural de Vida, Existência do Nosso Planeta. Vamos conferir?

 

 

O Espaço de Desenvolvimento Infantil Professora Beatriz de Souza Madeira está localizado no Complexo da Pedreira, no morro da Lagartixa, divisa com o Morro da Pedreira, no bairro de Costa Barros, próximo ao Rio Acari. Muitas crianças deste espaço são do conjunto habitacional que fica às margens do Rio. Portanto, a equipe do EDI partiu da realidade de suas crianças para desenvolver o projeto Água: Fonte Natural de Vida, Existência do Nosso Planeta.

 

O rio Acari é um dos maiores cursos d'água do município do Rio de Janeiro. Tem sua nascente na Serra do Gericinó, no Mendanha e sua foz no Rio Meriti, o qual separa o município do Rio de Janeiro do município de Duque de Caxias. O Acari vem do extremo oeste da cidade e termina na Zona Norte, não é assoreado e apresenta uma vazão d'água muito grande, incluindo alguns pontos com presença de mata ciliar. Foi um dos últimos rios do município do Rio de Janeiro a morrer macrobiologicamente.

 

A decorrente e constante ação do homem, o crescimento desordenado, além do descarte irregular do esgoto sanitário e industrial sobre o Rio Acari são os principais fatores de destruição do mesmo. Um rio que há quarenta anos  era navegável e utilizado pela população local como fonte de pesca e utilização de água para consumo. Hoje, é local de descarte dos mais variados tipos de objetos, trazendo para a população local os mais diversos tipos de prejuízos tanto na saúde quanto nas perdas materiais em enchentes nas épocas de chuvas abundantes.

 

Rio Acari.

 

Constatam-se ainda alguns jacarés no Acari, porém os camarões de água doce há muito não existem mais. Por passar em comunidades de três facções criminosas diferentes, deixou de ser usado como hidrovia. Há vontade popular de que o rio Acari volte a ser limpo, visto que se tornaria uma relevante fonte de renda local, ofertando lazer, pesca e transporte.

 

Diante da realidade vivida pelos alunos e pela comunidade no entorno do EDI Professora  Beatriz de Souza Madeira, a proposta de uma educação ambiental crítica, transformadora e emancipatória se faz urgente. Este projeto sugere uma mudança inicial no próprio ambiente em que a comunidade vive, partindo dos problemas cotidianos e concretos, possibilitando a reflexão, a construção de conhecimento, a conscientização e sensibilização para uma mudança de atitudes que foram historicamente construídas.

 

Para todos entenderem melhor o processo histórico de degradação do Rio Acari e, assim, refletir sobre a problemática da poluição das águas, foi utilizada a história oral, contendo relatos dos responsáveis e moradores antigos da comunidade. Conforme Jovchelovitch  2000) afirma:

 

“Contando histórias, grupos e indivíduos humanos relembram o que passou, dão ordem e sentido à experiência e manipulam a cadeia de eventos que formam tanto a vida social, quanto a individual” (p. 143 e 144).

 

“... Em narrativas, as representações sociais encontram um terreno privilegiado no qual podem se incubar e se desenvolver. Quando sujeitos sociais organizam evento em uma trama eles revestem com significados, valores e afetos, que são o material substantivo das representações sociais” (p. 147).

 

Ao possibilitar que os responsáveis e moradores antigos participassem deste projeto com seus saberes, a equipe do EDI favoreceu a interação entre o conhecimento popular e o conhecimento científico oferecido pela instituição escolar; mostrando que eles não guardam hierarquias entre si, mas favorecem formas de luta e de transformação das condições de vida.

 

Ano Internacional de Cooperação pela Água

 

A Organização das Nações Unidas (ONU) declarou 2013 como o Ano Internacional de Cooperação pela Água, com o objetivo de conscientizar sobre a importância e necessidade de cooperação para o manejo dos recursos hídricos que já são limitados diante de uma demanda em rápido crescimento.

 

De acordo com a UNESCO, 145 países compartilham uma grande bacia hidrográfica com pelo menos mais uma nação. Este fato é motivo suficiente para que a questão da água seja tratada mundialmente numa ótica de cooperação.

 

A preocupação com o desenvolvimento sustentável, a reutilização, reciclagem e, principalmente, com a redução tanto do uso quanto da ação humana, seja no descarte do lixo ou na transformação, reduzindo o impacto no meio ambiente, tornam-se o foco do compromisso social e ações educativas.

 

Desta forma, torna-se inerente  e inevitável, ao cotidiano escolar, a sensibilização de alunos e responsáveis para com o meio em que se vive. Assim, estará favorecendo a construção do conhecimento de como podemos modificar nossos hábitos de forma a diminuir o impacto na natureza.

 

Com este projeto, os educadores do EDI Professora Beatriz de Souza Madeira estarão promovendo ações socioambientais que transformem a realidade e o meio no qual a escola encontra-se inserida, além de formar cidadãos mais conscientes, o que acarreta ganho na qualidade de vida, na promoção da saúde e na conservação do nosso planeta.

 


 

A cooperação pela água tem múltiplas dimensões, incluindo os aspectos culturais, educacionais, científicos, religiosos, éticos, sociais, políticos, jurídicos, institucionais e econômicos. Filmado no Município do Cazenga,(Luanda, Angola), estas imagens retratam o cotidiano de milhares de mulheres nas suas "maratonas" pelo acesso à água potável.

 

 

Água: Fonte Natural de Vida, Existência do Planeta

 

O objetivo principal do projeto em questão é sensibilizar e conscientizar a comunidade escolar quanto a nossa responsabilidade social com o meio ambiente em que vivemos, enfatizando a importância da água, através da observação do entorno do EDI Beatriz de Souza Madeira, mais especificamente do Rio Acari.

 

Através desta observação direta, estará se  destacando a ação humana na destruição do rio, e favorecendo a construção de conhecimentos socioambientais, visando a reflexão para uma mudança de hábitos, buscando minimizar os impactos de nossas ações cotidianas no meio ambiente.

 

Público-alvo:

Toda a comunidade escolar: Berçário, Maternal I, Maternal II, Professores, Auxiliares, Responsáveis e Direção.

 

Período de Realização:

Todo ano letivo, com ênfase em Junho e Julho de 2013.

 

Ações Pedagógicas:

 I. Relato Histórico do Rio Acari

Como instrumento inicial do projeto, os professores utilizaram relatos de histórias de vida e resgate da memória do Rio Acari.

 

Foram convidados alguns responsáveis e moradores antigos da comunidade para dar um depoimento informal sobre a memória do Rio Acari em suas vidas, comprovando a importância do mesmo na comunidade.

 

A relevância do resgate de memória do individuo é muito importante, tanto para si como para o grupo, uma vez que agrupando os diversos relatos individuais se reconstrói a realidade da história social.

 

II. Visita Guiada ao Rio Acari

O EDI Beatriz de Souza Madeira promoveu uma visita guiada de algumas crianças da comunidade escolar dos segmentos MI (Maternal I) e MII (Maternal II), acompanhadas pelos seus respectivos responsáveis, das professoras e da direção.

 

Essa aula-passeio teve a finalidade de observar os aspectos do Rio Acari, enfatizando a poluição - os lixos que tinham sido descartados pela comunidade -, levando as crianças a refletirem sobre a possibilidade de existir vida naquele ambiente, se a água era potável, entre outros aspectos.

 

A visita foi documentada através de fotos e o depoimento de responsáveis e moradores sobre a situação atual e  sobre a história do Rio Acari foi filmado. Na sala de atividade, foi observada a palavra "ÁGUA" em diversos aspectos, ressaltando seu significado e sua importância para nossas vidas, fazendo com que os alunos percebessem que precisam cuidar dessa fonte essencial para a vida.

 

Com os passeios pedagógicos, procura-se não somente reforçar os temas trabalhados na instituição e dentro da sala de aula, mas principalmente ampliar a bagagem cultural dos educandos e desenvolver a capacidade de apreciar diversas manifestações sociais e culturais.

 

III. Apresentação da Visita ao Rio Acari

 

Foi apresentada para as crianças de todos os segmentos  a filmagem do depoimento de uma responsável e as fotos da aula-passeio com o recurso do Datashow. As professoras explicaram as fotos e questionaram os alunos sobre os aspectos do Rio, favorecendo a reflexão sobre a problemática da poluição das águas.

 

As crianças, através das fotos e dos conhecimentos preexistentes do Rio, identificaram muito lixo jogado pelos moradores. Eles perceberam que existe a necessidade de conscientizar a comunidade escolar sobre o impacto do lixo no meio ambiente. Foi proposto, então, o início de uma campanha com nossos alunos e seus respectivos  familiares para não jogar lixo no rio Acari.

 

IV. Coleta Seletiva


Esta atividade foi iniciada com uma conversa sobre o impacto do lixo no meio ambiente em que vivemos.  Depois, foi promovida uma catação de lixo por todos os segmentos no espaço externo do EDI, mais especificamente na horta.

 

Alunos e professores fizeram a separação do lixo de acordo com o material (plástico, metal, papel e vidro) e construíram tabelas e gráficos com as informações. Após terem classificado o lixo, foi ressaltada a importância do descarte em recipientes específicos relacionados com a cor.

 

Os alunos estão  aprendendo que não basta ser responsável individualmente: é preciso que cada um seja responsável também pela sociedade, pelo coletivo.

 

Esta nova perspectiva da responsabilidade, não mais individual, mas coletiva, precisa ser veiculada por intermédio dos processos educativos de que o corpo social dispõe, para manter e preservar sua cultura.

 

Aprendizagem social é tudo aquilo que se transmite de geração à geração e passa a ser incorporado aos hábitos, atitudes e conhecimentos de um povo. Sendo assim, urge que as instituições sociais - não apenas a escola - assumam este projeto de levar às novas gerações o conhecimento e a prática da Responsabilidade Social, de maneira a que a humanidade possa se tornar melhor e mais humana.

 

V. Montagem da Maquete

 

Nessa etapa, cada segmento confeccionou alguns elementos para montagem da maquete do rio Acari. As crianças do berçário confeccionaram as árvores, o Maternal I construiu os prédios e o Maternal II fez os carros. O grupo confeccionou as partes do rio, que foram unidas ao final. A montagem da maquete foi realizada com a participação de todas as turmas. Nas salas de atividades também foram confeccionados trabalhos coletivos.


VI. Apresentação da Maquete do Rio Acari

 

As educadoras fizeram a apresentação da maquete para as crianças, fizeram a coleta seletiva através de lixos espalhados e conversaram informalmente com os alunos relembrando as consequências da poluição em nossas águas. Foi feita também uma demonstração, com a utilização da maquete, de como fica o fluxo da água com a poluição existente, demonstrando na mesma as consequências desta poluição.

 

Manter a coerência entre seu discurso e suas práticas é um princípio que necessita ser resgatado, pois a ética é a base da Responsabilidade Social e se expressa através dos valores adotados por cada um.

 

Se na vida este aluno não conseguir ver o mundo como fonte de vida de todos, não será possível atuar como cidadão responsável e engajado na construção de um planeta melhor, não apenas para as futuras gerações, mas também para nós mesmos.

 

Aprender a ler e a escrever é de extremo valor; mas reciclar, reutilizar e não consumir com desespero faz parte da maior disciplina humana a ser ensinada.

 

 

VII. Reduzir, Reutilizar e Reciclar

 

Nesta etapa, a equipe pedagógica buscou alternativas e práticas com a comunidade escolar para evitar desperdícios, sensibilizando a todos para um consumo consciente, diminuindo a quantidade de lixo residual e, também, para um uso racional da água: não desperdiçar, fechar a torneira quando estiver escovando os dentes, não deixar que ocorra vazamentos na rede de águas, etc. 

 

Foi introduzida no cotidiano escolar a reutilização dos diversos materiais descartáveis para confecção de brinquedos, murais, decoração, atividades pedagógicas, mobiliário e utensílios. No segmento do projeto a equipe pretende buscar parcerias para introduzir a reciclagem na comunidade.

 

 

Continuidade do Projeto: 

 

• Introdução da reciclagem em nossa comunidade;


• Horta e horta vertical - utilizando garrafas pet e caixas de leite;


• Compostagem - reaproveitado material orgânico antes descartado no lixo comum, utilizando como enriquecedor do solo;

 

Avaliação:

 

No decorrer do projeto, pode-se notar, segundo a equipe pedagógica, o despertar da responsabilidade quanto à preservação do meio ambiente, tanto na limpeza do rio, quanto na conscientização da coleta seletiva. Através de relatos dos responsáveis foi vista a importância notória deste trabalho com as crianças pequenas, que se tornaram agentes multiplicadores.

 

Como vimos, o EDI Professora Beatriz de Souza Madeira, comprometido com a Responsabilidade Social de seus alunos e responsáveis, tem feito a sua parte. Dissemina, através dos projetos que realiza, os princípios éticos da cidadania, o respeito à diversidade, a manutenção de valores e conhecimentos diversos. Parabéns pelo trabalho social de excelência que realizam com toda a comunidade escolar.

 

 

Vídeo "Herdeiros do Futuro" na voz da dupla sertaneja Leandro e Leonardo.

 

 

Nossas crianças são os Herdeiros do Futuro! Precisamos despertar neles a responsabilidade social que formará cidadãos preparados para cuidar bem do país!

 

 

O que você achou do projeto desenvolvido pelo EDI Professora Beatriz de Souza Madeira? Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante para nós! Até a próxima semana!

 

 

Professora Patrícia Fernandes - Representante do Rioeduca na 6ªCre

Facebook: patricia_pff@yahoo.com.br

Twitter:@Paty_PFF

E-mail: pferreira@rioeduca.net

 

                               

 

 

 

 

 

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

6ªcre (344)

Comentários
Parabéns ao EDI Professora Beatriz de Souza Madeira,por estar conscientizando desde cedo as crianças de que a água é muito importante para todos nós, principalmente começando com exemplos perto de casa, como é o caso do Rio Acari! O Planeta e todos nós agradecemos este lindo trabalho!!!

Postado por Alessandra Cardoso em 15/07/2013 15:25

Parabéns a escola pelo belo trabalho. Parabéns pela participação de vocês no Projeto Ambienta RIO - 2013 - a escola faz a diferença. Parabéns a Patricia Fernandes, a matéria está linda!!!

Postado por Christiane Penha em 15/07/2013 17:22

Me sinto agraciada por poder ter esta equipe maravilhosa que desenvolve estes projetos junto à essa comunidade. O trabalho de conscientização não só neste trabalho quanto em todos e o amor que é posto em cada atividade me dá a certeza que cada dia mais a vontade de lecionar aumenta independente de qualquer coisa. Compromisso e dedicação seu nome é: Equipe do EDI Professora Beatriz S. Madeira! Parabéns Patrícia Fernandes pela bela matéria apresentada! Juntos nós somos a SeXta CRE!

Postado por Andréa Rocha em 15/07/2013 20:57

Excelente projeto desenvolvido pelo EDI Professora Beatriz de Souza Madeira, que desenvolve a responsabilidade que todos devemos ter com o meio ambiente!

Postado por Helena(by troia) em 16/07/2013 19:08