A A A C
email

Segunda-feira, 13/03/2017

Oficina Itinerante 2017 - Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Tags: 1ªcre, eventos, nucleodeartes, extensividade, oficinas.

 

 

 Reutilização e ressignificação dos objetos norteia os trabalhos desenvolvidos pelo Núcleo de Artes neste início do ano letivo.

 

 


Localizado no Sambódromo, coração do carnaval carioca, o Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles atende aos alunos da Rede Municipal de Ensino, realizando Oficinas nas diversas Linguagens das Artes, em atividades de de contraturno.

O Núcleo está promovendo, neste início de 2017, aulas de interlinguagens das oficinas de Artes Visuais, Música e Vídeo. Com enfoque na reutilização e ressignificação de objetos, a ideia é estimular os alunos à construção de arte tridimensional, fazendo surgir o imprevisível, a partir de material reciclável. Elaboração estética e artística, experiência sonora e videofotográfica orientam o processo criativo. Sob o mote "O Improvável Surpreendente", a intenção é que a criatividade despertada evolua para a produção de algo novo, inédito e autoral.


O aspecto itinerante das oficinas integradas enriquece a experiência pela troca, pelo reconhecimento dos variados espaços escolares de cada comunidade escolar. O tema "Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento", escolhido pela ONU para 2017, inspira e norteia o início dos trabalhos. Turismo remete à intercâmbio, à aprendizagem intercultural, ao reconhecimento, respeito e valorização dos meios. O projeto também remete à ideia de sustentabilidade, desenvolvimento sustentável, atenta para contribuição econômica, social e ambiental, caminhando-se, assim, para uma cultura cidadã, uma cultura de paz.

As oficinas estão acontecendo na E. M. Tia Ciata, escola localizada nas vizinhanças do Núcleo.

 



No primeiro contato com as crianças foi abordado o entendimento dos alunos sobre sucata. Assim surgiram vários conceitos, tais como: "...sucata é tudo que é velho e que não se usa mais...", "...são os cacarecos velhos...", ..."é tudo lixo...!".


À partir dessa percepção foi o conceito de sustentabilidade mostrando aos alunos a possibilidade de novos usos para esses materiais, que possuem "vida longa" quando desperdiçados na natureza, prejudicando o meio ambiente.

Para estimular o uso das sucatas, foi realizada uma mostra de objetos criados por outros alunos de mesma faixa etária, já frequentadores do Núcleo de Arte. O resultado é o encantamento e o estímulo para novas produções criativas.

 

 


A permissão da produção livre, autoral e descompromissada com a realidade objetiva, somada à variedade de materiais oferecidos, resulta em construções tridimensionais "inomináveis" - criatividade, habilidades motoras e abstrações são naturalmente experimentadas, na elaboração do objeto pensado por cada um.

Os alunos foram instigados a "batizar" suas criações com nomes surpreendentes: "Morelenga", "Flexi", "Ticibunga" entre outros. A diversidade das linguagens artísticas permitiu que o grupo desenvolvesse instrumentos musicais, seres e objetos absolutamente originais e ainda registrarem suas produções em vídeo.

 


 

Aqui procuramos mostrar um pouco do trabalho de qualidade que é desenvolvido pelo Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles. Parabéns a toda equipe de professores que realiza esse trabalho de excelência na Rede Municipal. Nossos alunos merecem o Melhor! 

 

 

Colaborou com o texto: Adriana Oliveira


Para Saber Mais:

Núcleo de Artes Avenida dos Desfiles

Rua Salvador de Sá , s/nº - Sambódromo

Responsável: Adriana Santos Oliveira

Telefone: 2213-5946

E-mail: nucleartdesfiles@rioeduca.net

 

 

 


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

1ªcre (379)
eventos (318)
extensividade (15)
oficinas (12)
nucleodeartes (6)

Comentários
Arte como um caminho de ressignificação, liberdade e apropriação. PARABÉNS!

Postado por Rodrigo Machado em 13/03/2017 08:07

Que lindo trabalho! Parabéns a todos os envolvidos!

Postado por José Luiz Pinheiro de Andrade em 13/03/2017 10:51