A A A C
email

Sexta-feira, 02/06/2017

Aquele professor que faz a diferença

Tags: 10ªcre.

 

O talento do professor Roberto nas escolas municipais do Rio de Janeiro faz a diferença na vida dos alunos

 

A violência está cada vez mais assustadora na nossa cidade e, no dia 26 de maio de 2017, o professor Roberto de Oliveira Ferreira viveu mais um desses momentos difíceis enquanto estava no CIEP Roberto Morena, em Paciência, na comunidade Três Pontes. Ao começar um conflito na comunidade, o professor levou os alunos para o corredor da escola, onde costumam ficar durante os conflitos, pois ficam mais protegidos contra possíveis balas perdidas. Foi aí que protagonizou uma aula diferente com o seu violão, cantando músicas conhecidas pelos alunos, que entraram no clima e começaram a cantar junto.

 

Professor Roberto e os alunos no corredor do CIEP durante tiroteio na comunidade

 

O vídeo dessa cena foi publicado pelo secretário de Educação, Cesar Benjamin, e ganhou grande repercussão nas redes sociais, com muitos comentários de pessoas comovidas e emocionadas com o ato do professor. A postagem já foi compartilhada por mais de 6 mil pessoas.

— Essa situação provoca dois sentimentos distintos: a dor de estar acontecendo essa situação e a alegria do instrumento (violão) ter acobertado, escondido e alegrado as crianças naquele momento tão tenso. Que bom Deus ter me dado esse privilégio de ter o dom da música e poder fazer algo por essas crianças que tanto precisam. — afirma o professor

 

Equipe do CIEP Roberto Morena

 

Alunos do CIEP Roberto Morena com o professor Roberto

 

Atualmente, o professor de Educação Musical leciona nos CIEPs Roberto Morena e Major Manuel Gomes Archer, em Paciência e Santa Cruz, respectivamente. Em suas aulas, costuma utilizar flauta, pandeirola, triângulo, escaleta, ganzá, pandeiro, violão e chocalho. Em todas as aulas trabalha com o som de diversos instrumentos, o ritmo e a dança.

O professor Roberto, criado em Xerém, foi inspirado pelo avô, único músico da família, e se apaixonou pela música ainda criança, começando a tocar na igreja que frequentava na cidade natal. Com 15 anos, mudou-se para o interior de São Paulo, onde entrou para um seminário franciscano e aprendeu a tocar flauta, trompete e piano.

Após ganhar vários festivais, participar do coral profissional da Universidade Católica e criar uma escola de música em Xerém, prestou concurso público para o Município do Rio de Janeiro e, em 2003, começou a dar aulas na E. M. Aldebarã, em Santa Cruz. A maioria dos alunos da escola teve interesse em estudar flauta. Depois outros instrumentos também ganharam espaço e os próprios alunos começaram a confeccionar chocalhos e ganzás. Alguns familiares ajudaram a produzir um triângulo e um coco para serem usados nas aulas e, assim, surgiu uma pequena orquestra.

 

Professor Roberto lecionando

 

Em 2005, a escola participou pela primeira vez do Festival da Canção das Escolas Municipais – FECEM, com a canção "Bicho do Mato", composta pelo professor junto com os alunos. A escola venceu a competição, ganhou diversos troféus e prêmios e, a partir daí, foi criada a Orquestra de Flautas Estrela Maior.

Em 2009, o professor conquistou mais um título do festival, com o CIEP Roberto Morena, onde compôs com os alunos a canção "SOS Natureza".

Em 2014, na E. M. Professora Leocádia Torres, em Guaratiba, descobriu o talento da aluna Ana Emily e juntos, no FECEM, conquistaram o segundo lugar do festival e a aluna ganhou o prêmio na categoria Revelação, com apenas 6 anos de idade. A música apresentada foi "Um Futuro Mais Feliz".

Além desse maravilhoso trabalho realizado em todas as Unidades Escolares, o professor Roberto ainda comanda, com o auxílio de um ex-aluno, a banda do CIEP Roberto Morena, que participa de vários eventos da 10ª Coordenadoria Regional de Educação.

 

Banda do CIEP Roberto Morena com o comando do professor Roberto Ferreira

 

Quer saber mais sobre o trabalho do professor Roberto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.205) CIEP Roberto Morena
Telefone: 3364-7940
Email: cieprmorena@rioeduca.net

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

10ªcre (403)

Comentários
Agradeço a Deus pelo dom maravilhoso que me concedeu. Tenho certeza de os dons devem ser compartilhados e somente assim ganham sentido. Muito grato grande amigo por esta bela matéria.

Postado por Roberto Ferreira em 02/06/2017 10:25

Assim como milhares de pessoas,fiquei emocionada com cena do professor tentando proteger seus alunos com todo aquele amor,todo aquele carinho. Por outro lado,fico triste ao constatar que esse mestre ganhou notoriedade em meio a uma situação que deveria nos causar estranheza.Eu ficaria mais feliz - e certamente ele também - se tanta repercussão se desse pelo excelente trabalho pedagógico do dia-a-dia que, sem dúvida nenhuma, ele deve fazer.Foi preciso um tiroteio para que percebessem esse mestre.

Postado por Ellaine Américo em 02/06/2017 13:12