A A A C
email

Sexta-feira, 21/09/2018

Utilização do Ensino Híbrido na Matemática

Tags: 5ªcre, ensino híbrido, matemática.

 

No segundo bimestre de 2018, o professor de Matemática Rafael Costa, da Escola Municipal Irmã Zélia, trabalhou operações com números inteiros utilizando o Ensino Híbrido para tornar sua aula muito mais dinâmica e interessante. Confira!

 

 

 

O professor Rafael Costa desenvolveu uma atividade diferenciada e inovadora com a turma 1702 da Escola Municipal Irmã Zélia no segundo bimestre de 2018 através do Ensino Híbrido, trabalhando operações com números inteiros e utilizando o período de 3 tempos de 50 minutos de aula para a execução dessa atividade. Essa atividade foi idealizada pelos professores Rafael Costa e Leandro Nascimento. Os materiais utilizados foram o celular com acesso a internet e/ou computadores.

 

O principal objetivo dessa atividade foi fazer aulas diferenciadas onde a construção do conhecimento fosse feita em equipes (Team Based Learning – TBL), utilizando a tecnologia que os alunos estão habituados a usar, criando uma competição sadia entre eles, aumentando seu interesse e motivação para a participação nas atividades e resolução de tarefas.

 

 

Tarefas divididas nas 6 estações

 

 

O trabalho buscou não só a aprendizagem matemática, mas sim o bom relacionamento entre os alunos, a aceitação de opiniões divergentes, e a busca por um resultado comum entre eles.

 

A ideia foi a criação de uma atividade em que alguns tipos de aulas que são categorias do Ensino Híbrido fossem utilizadas, como a aula invertida através de vídeo aulas, a aprendizagem em equipes (TBL) e a utilização da rotação por estações.

 

 

Alunos e equipe de reportagem

 

 

Essa atividade gerou interesse do programa Rede Escola do canal TV escola que fez a gravação da mesma para uma programação em comemoração ao mês da Matemática (maio). As atividades podem ser elaboradas separadamente aplicando um tipo de modalidade de ensino hibrído de cada vez.

 

A aula invertida foi utilizada através do canal no Youtube do Prof Rafael Costa, uma vez que foram gravadas duas vídeo-aulas para que os alunos assistissem préviamente as aulas presenciais, saindo do modelo expositivo de aula, implementando um modelo de troca de pontos de vista sobre o assunto e construção do conhecimento de forma colaborativa.

 

 

 

 

Para a utilização do modelo de rotação por estações foram criadas seis estações fixas, três na sala de informática da escola e três no auditório junto, com seis grupos de seis alunos em média. Assim cada grupo começaria resolvendo as atividades em uma das estações, rodando ao término do tempo de 10 minutos para a estação seguinte. Na sala de informática o professor colocou 2 estações utilizando os computadores da escola e uma utilizando o smartphone ( poderiamos utilizar tudo através do celular ou tudo através dos computadores). 

 

 

 

Tela de acompanhamento de resultados  e tela do Socrative com um dos desafios

 

 

Os desafios da sala de informática foram criados no programa free Socrative teacher (https://b.socrative.com/login/teacher/), que fornece a plataforma para colocar as questões no modelo que você quiser. O professor escolheu a opção de questões de múltipla escolha. O programa oferece gerenciamento automático das respostas do aluno em tempo real. Em cada estação tinha o login e senha de acesso a sala de desafios no site socrative student (https://b.socrative.com/login/student/). 

 

 

 

 

 

As estações pares ficaram para o laboratório de informática e as ímpares para os desafios em 3 QR codes espalhados nos 3 andares da escola, um QR code por andar (link com a atividade do QR code). 

As equipes, após terminarem o desafio da estação, aguardavam o comando de troca das estações indo para a subsequente. Como intercalamos as estações, ora a equipe estaria resolvendo desafios no Socrative e na próxima seria a procura pelo QR code (http://www.rioeduca.net/blogViews.php?bid=14&id=6428) e o desafio atrás dele. 

Após rodarem por todas as estações as equipes anotaram todos os resultados encontrados. Foram 3 desafios em cada estação no laboratório e 1 desafio por QR Code, fazendo um total de 12 desafios para cada equipe. 

Depois de resolver todos os desafios, os alunos somaram os resultados encontrados. Um número de três algarismos que deveria ser testado em uma caixa com um cadeado de senha.  Caso acertassem, levavam o prêmio dentro da caixa. Se não acertassem, o professor mostrava onde estava o possível erro abrindo precedente para outro grupo tentar ganhar o desafio. 

 

 

Participantes da atividade

 

 

Vídeo com a gravação da atividade:
 


 

 

Os alunos mostraram muito interesse em participar da atividade por envolver o uso da tecnologia que eles gostam de utilizar, além de terem possibilidade de jogar e competir em equipes. Os grupos mostraram muita união e comprometimento na resolução dos exercícios, tentando auxiliar na aprendizagem dos componentes dos grupos, promovendo a monitoria da turma e o trabalho colaborativo. 

 

 

Parabéns a todos os envolvidos nesse trabalho de excelência, que visa otimizar o processo ensino e aprendizagem, investindo na qualidade do trabalho pedagógico!

 

 

Sobre a escola:

Escola Municipal Irmã Zélia
Diretor: Margarete Alves dos Reis de Sousa

Endereço: Av. Ministro Edgard Romero, 895, Madureira
Telefone: 3457-1006 | 3457-1050
E-mail: emzelia@rioeduca.net  


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

5ªcre (414)

Comentários
Não há comentários sobre este tópico.