A A A C
email

Sexta-feira, 22/06/2018

Fica a Dica: Livro A decisão do campeonato

 

A decisão do campeonato

 

 

Olá!


Em época de Copa do Mundo, nossa coluna não poderia deixar de entrar no clima. O livro escolhido essa semana é “A decisão do campeonato”, da coleção “A turma da nossa rua”, da Ruth Rocha, com ilustrações de Walter Ono.


Já na primeira página, conhecemos o Catapimba, centroavante e melhor jogador do time Estrela-d’Alva Futebol Clube. O apelido surgiu jogando futebol na rua, mas afinal quem poderia se chamar Catapimba? Seu nome verdadeiro era José dos Reis.


“Quando pega na bola – e Catapimba sempre pega na bola – ele avança pelo meio do campo, dribla um, dribla dois, dribla todo mundo e... Catapimba! Mais um gol para o Estrela-d’Alva.”


Todos os dias, depois da escola e do dever de casa, a turminha se reune no campinho para jogar bola. Catapimba, como Secretário do Clube, arranja todos os jogos. E eles já ganharam de quase todos os times do bairro, até mesmo na decisão contra o Sai-da-Frente Esporte Clube.


O Sai-da-Frente começou ganhando. Armandinho, o juiz do jogo, não estava marcando nada, nem mesmo quando Catapimba levou uma canelada do Maneco. A torcida, impaciente gritava: “Juiz ladrão!...”


Já no segundo tempo, Catapimba teve uma grande chance. Passou por toda a zaga, como um foguete, e quando se preparava para chutar em gol, de repente... “PRIII!” Um apito no meio da partida! A torcida voltou a gritar, Juiz ladrão, enquanto Armandinho se defendia dizendo que não foi ele.


O jogo recomeça, Catapimba pega a bola novamente e quando teve a chance de fazer o gol... “Priiiiiiiiiii!!!!!!” Todo mundo cai em cima do Armandinho e ele continuava afirmando que não era ele. Enquanto todos discutiam, o apito soou mais uma vez.


Mas se não era Armandinho, quem será que estava atrapalhando o jogo da decisão?


Não podemos negar que o futebol é um dos esportes mais populares do mundo, seja profissional ou amador, num campo, numa quadra ou numa rua.


Vamos falar do respeito ao próximo, que as regras existem e, como quaisquer outras regras, devem ser cumpridas. Podemos falar sobre saber ganhar e perder, saber cair e levantar, a frustração também faz parte do jogo. Ressaltar caracteristicas como superação, responsabilidade, improviso e espontaneidade. Mostrar a beleza no simples fato de brincar.


Que tal aproveitar que estamos na primeira Copa do Mundo com árbitro de vídeo e conversar sobre a questão?

 

Fica a dica!!! 

Conto com sua participação, professor(a). Mande também suas dicas e sugestões e vamos explorar o mundo literário!

 

Até a próxima semana!

 

 

 

 


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Comentários
Não há comentários sobre este tópico.