A A A C
email

Quarta-feira, 12/09/2018

Fica a Dica: Conto A cartomante

Tags: dica, conto, cartomante.

 

Conto: A cartomante

 

 

Que tal variarmos um pouco nosso foco? A dica dessa semana é o conto de Machado de Assis, “A Cartomante”, publicado em 1884 no jornal Gazeta de Notícias do Rio de Janeiro. Este conto está disponível na Educoteca, a biblioteca da Educopédia.


“Hamlet observa a Horácio que há mais cousas no céu e na terra do que sonha a nossa filosofia. Era a mesma explicação que dava a bela Rita ao moço Camilo, numa sexta-feira de novembro de 1869, quando este ria dela, por ter ido na véspera consultar uma cartomante;”


Desesperada, com medo de que Camilo viesse a esquecer dela, Rita recorreu as previsões de uma cartomante, para acalmar seu coração apaixonado. Camilo a repreendeu, embora se sentisse lisonjeado, e jurou que lhe queria muito. Depois do encontro separaram-se, cada um seguindo seu caminho.


É aqui que o narrador apresente nossos personagens: Vilela, Camilo e Rita.


Camilo é amigo de infância de Vilela, o primeiro por não ser nada acabou no funcionalismo público, enquanto o segundo abandona a carreira de magistrado para ser advogando na Capital, casado com Rita, uma dama formosa e tonta, um pouco mais velha que ambos.


“Uniram-se os três. Convivência trouxe intimidade. Pouco depois morreu a mão de Camilo, e nesse desastre que o foi, os dois mostraram-se grandes amigos dele. Vilela cuidou do enterro, dos sufrágios e do inventário; Rita tratou especialmente do coração, e ninguém o faria melhor.”


Camilo caiu de amores por Rita, tentou lutar contra seus sentimentos, mas não resistiu. “Adeus, escrúpulos!”


Um certo dia, Camilo se depara com uma carta anônima afirmando que sua aventura com Rita era de conhecimento de todos. Com medo de uma catástrofe, começou a ir, cada vez menos, à casa de Vilela, que sentiu o sumiço súbito do amigo. Tais ações levaram Rita, desconfiada e apreensiva, a procurar a Cartomante.
As cartas continuaram chegando, mas Rita achava que de tão apaixonadas não poderiam ser advertência da virtude e sim despeito de algum pretendente, mesmo assim resolveram ser mais cautelosos.


No dia seguinte, Camilo recebeu um bilhete de Vilela: “Vem já, já, à nossa casa; preciso falar-te sem demora.” De posse dessas palavras, começou a temer pelo pior. Em seu caminho, se depara com a casa da cartomante, nunca quis tanto acreditar nas lições das cartas. Quando deu por si, a curiosidade o desespero o levou a bater na porta.


A cartomante o acalmou, declarando que não se amendrontasse, que nada aconteceria a eles e que o marido não sabia do envolvimento deles. Confiante se dirigiu para seu destino.
E que destino. Ao entrar na casa de Vilela, Camilo não pode sufocar um grito de terror...


Agora é com você, professor. Pergunte a seus alunos, como este conto termina. O que será que Camilo viu quando chegou lá?


Apresente as características de um conto, contextualize a obra e seu magnífico autor. Recrie a narrativa, faça um concurso e, porque não, publique o conto vencedor na Educoteca. Você conhece essa plataforma?


Além de outras aventuras literárias, lá você pode criar sua própria história, de forma criativa e simples, através da Máquina de Publicar. Este recurso possibilita a criação de livros digitais de forma rápida e fácil. Ela possui várias ferramentas que permitem a inserção de diferentes mídias, como textos, imagens, músicas, efeitos sonoros, histórias em quadrinhos, que podem ser originadas do banco de dados padrão da Máquina de Publicar ou criada pelo próprio autor.
 

Fica a Dica!  


Conto com sua participação, professor(a). Mande também suas dicas e sugestões e vamos explorar o mundo literário!
Até a próxima semana!


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

dica (17)
cartomante (1)
conto (1)

Comentários
Sempre uma alegria e um refresco no dia-a-dia ler essas dicas. Literatura é essencial para a formação de nossos jovens. Parabéns, gite!

Postado por elaine queiroz em 12/09/2018 14:07