A A A C
email

Quarta-feira, 10/10/2018

Fica a Dica: Livro O Reizinho do Castelo Perdido

Tags: dica, livro, reizinho.

 

Fica a Dica: O Reizinho do Castelo Perdido

 

 

A dica dessa semana é de dois grandes nomes da nossa literatura infanto-juvenil. A obra “O Reizinho do Castelo Perdido” é escrito por Maurício de Sousa com ilustrações de Ziraldo.


“Era uma vez um povo muito feliz e tranquilo que habitava um vale gramado e florido, cercado pelas altas montanhas. Esse povo era governado por um rei, igualmente feliz e tranquilo.”

O rei sempre escutava seu povo, avaliando cada pedido de forma justa e providenciando o que fosse necessário. Até que alguns súditos tiveram a ideia de manter o rei afastado do povo, julgando ser uma excelente jogada, uma vez que o monarca deveria ter mais pompa e circunstância, com um castelo luxuoso na montanha mais alta, uma sala de trono, ministros e conselheiros e uma guarda real.


E, não querendo deixar de atender os anseios do seu povo, o rei concordou, achando que os ajudaria.


Depois de anos de trabalho, finalmente o rei poderia se mudar. As pessoas se perguntavam como seria o luxuoso castelo e foram acompanhar o cortejo do rei até seu novo lar. Mas o sol estava forte e a subida era muito íngreme, assim as pessoas começaram a desistir, afinal não tinha nada lá na montanha, só o castelo.


A chegada não foi fácil, o rei estava chateado de ter que se afastar do seu povo e, mesmo contrariado, aceitou a opinião dos seus assessores que afirmavam que esse seria o melhor caminho para o reino.


O castelo era muito grande para as poucas pessoas que viveriam ali e a distância não ajudava na administração do reino, assim cada ministro desceria pela manha para ouvir o povo e voltaria no final do dia com as reivindicações dos súditos para deliberação do rei.


“- O povo quer água!
- Deem-lhe água!
- O povo quer saúde!
- Deem-lhe saúde!
- O povo quer transporte!
- Deem-lhe transporte!
- O povo quer educação!
- Deem-lhe educação!”

 

O rei estava cada dia mais insatisfeito com a distância que o separava dos súditos.


Os ministros começaram a ficar cansados das mesmas solicitações, por meses ouvindo as mesmas coisas do povo e do rei e resolveram que, por não haver grandes problemas, não era necessário continuar com o cansativo trajeto.


E o povo...


Como será que termina essa história?


O que esperar de um rei que não está perto para escutar seus súditos? E de ministros que estão mais preocupados com seu bem-estar do que com as pessoas que deveriam atender?


Na minha primeira dica, no dia 27/04, comentei o livro “Quando as cores foram proibidas” e sugeri que discutíssemos com nossos alunos a noção de Governo, responsabilidade, democracia e cidadania. Estamos em período de eleição, que tal retomarmos o assunto?

 

Fica a Dica! 


Conto com sua participação, professor(a). Mande também suas dicas e sugestões e vamos explorar o mundo literário!
Até a próxima semana!

 


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

dica (17)
livro (13)
reizinho (1)

Comentários
Não há comentários sobre este tópico.