A A A C
email

Quarta-feira, 15/01/2014

Professor, Como Vai a Sua Voz?

Tags: professor.

 

Entre os profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho, são os professores que mais sofrem. Infelizmente, na maioria das vezes, a voz só recebe a atenção merecida quando começa a dar os primeiros sinais de que algo não vai bem.

 


Muitos professores começam a perceber uma rouquidão (disfonia) que permanece por mais de 15 dias, cansaço vocal, além de outros sintomas como sensação de garganta “arranhando”, dores na região do pescoço e cervical. Esses sintomas ocorrem, muito provavelmente, devido ao mau uso da voz e por falta de um tratamento preventivo.

 http://ctimmadureira.blogspot.com.br/2013/04/doencas-da-voz-rouquidao.html


Nestes casos, é indicada a visita ao médico otorrinolaringologista para uma avaliação. Depois do problema diagnosticado, somente um fonoaudiólogo poderá auxiliá-lo através de tratamento específico.

 

 

 

Utilizada todo o tempo, e não somente no ambiente de trabalho, a voz, invisível, também merece descanso. Porém, quando o tempo para descanso se torna escasso, podemos ter atitudes diárias que permitem promover saúde, qualidade de vida e um melhor rendimento vocal.

 

Algumas dicas importantes:

 

 

 

  • beba bastante água, principalmente pequenos goles enquanto estiver falando;
  • respire corretamente;
  • fale pausadamente, articulando bem as palavras;
  • evite competir com ruídos externos e até mesmo do próprio local em que estiver falando;
  • procure utilizar amplificadores de voz;
  • boceje e espreguice várias vezes ao dia, pois ajuda a aliviar a tensão na região do pescoço;
  • utilize roupas que não apertem a região do abdômen e pescoço;
  • coma maçã, considerada adstringente; ela ajuda a limpar a cavidade da boca e reduz o muco da faringe;
  • preocupe-se em manter uma alimentação equilibrada, sem grande número de horas em jejum, mastigando bem cada alimento a ser ingerido;
  • após uso intenso da voz, procure manter repouso vocal, mesmo que por alguns minutos;
  • faça exercícios físicos.

 

 

Alguns hábitos devem ser incorporados ao dia a dia do professor.

 

 

  • evite gritar e pigarrear;
  • nos intervalos, evite falar muito o telefone;
  • fumaça, cigarro e automedicação causam irritação à mucosa do trato vocal;
  • alergias respiratórias influenciam na qualidade vocal;
  • sprays, pastilhas e balas têm efeito anestesiante e somente aliviam a sensação de irritação ou dor, podendo mascarar e inclusive contribuir para um maior abuso vocal;
  • alimentos gordurosos e condimentados, bebidas à base de cafeína e refrigerantes, dificultam a digestão, podem provocar refluxo gastroesofágico (azia) e essa sensação de “queimação” pode chegar às pregas vocais, ocasionando irritação;
  • evite ao máximo uma jornada sedentária.
     

Não espere ocorrer o “problema”. Antes, invista em pequenas atitudes que trarão uma boa qualidade vocal e de vida.


Procure sempre orientação de um fonoaudiólogo, que irá ensinar estratégias vocais para conservação e maximização da voz durante o uso profissional.

 


"A voz do professor chama, acalma, contém, transmite, dirige, alerta, orienta e acolhe.

A voz do professor ensina.” (Behlau)

 

 

 

Taís Ferraz Duarte é Professora da Rede Municipal
e colaboradora do Portal Rioeduca
E-mail: taisduarte@rioeduca.net

 

                               

 

 

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

professor (65)

Comentários
O que mais nos prejudica é o fato de a sociedade ter mudado (crianças e jovens quase sem limites que gritam o tempo todo). Nossas escolas são extremamente barulhentas e sem proteção acústica. O negócio é seguir os conselhos acima, tomar água o tempo todo e torcer para que nosso público seja mais educado. Quem está em sala de aula sabe o que é conviver com todo o tipo de barulho.

Postado por Cássio Luis Veríssimo em 22/05/2013 15:33

Neste exato momento passo por uma rouquidão...É complicado. Temos que nos cuidar!

Postado por Helena(by troia)10ªCRE GED em 27/05/2013 22:11