A A A C
email

Segunda-feira, 23/09/2013

Oficina de Xadrez

Tags: 6ªcre, oficina.

O professor Antônio Baptista, da E. M. Comandante Arnaldo Varella, realizou com os alunos do 6º ao 9º ano a Oficina de Xadrez. O objetivo é desenvolver o pensamento cognitivo, o raciocínio lógico, a disciplina, o respeito, a concentração, a autoestima e a integração do aluno com os sujeitos envolvidos no processo de ensino e aprendizagem.

 

“Só aprende quem tem fome e por isso é preciso despertar a fome de saber. Ensinar o voo não é tarefa que se possa fazer. Porque o voo já nasce dentro dos pássaros. O voo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado”.


Rubem Alves

 

Observemos uma criança ensaiando seus primeiros passos e, mais adiante, aprendendo a andar de bicicleta e, depois, a escrever. No início, sente-se insegura diante do desafio. Não basta dizer a ela os passos a serem dados, pois é dela que precisa brotar a decisão de ensaiá-los até que, quase magicamente, se ponha a andar. Então é capaz de desdobrar-se, fazer e refazer os passos, errar e aprender com o erro, até acertar e poder dizer: "Agora sei!" "Aprendi!" Curiosidade, desejo, esforço e dedicação são os combustíveis neste trajeto.

 

Dessa forma, o aprender torna-se prazeroso, pois exigiu esforço e superação. Não se chega à meta planejada sem percorrer o caminho que leva até ela. O caminho será tão mais bonito e encantado quanto forem os desafios enfrentados. Se não for assim, se tudo for muito fácil, não emana satisfação.

 

Do outro lado da moeda das aprendizagens estão as mãos que nos apoiam. Essas mãos, muitas vezes, são as de um professor que transmite através de suas ações o prazer de ensinar, de dividir sua sabedoria. Essa divisão não segue as leis da matemática: ensinar leva o educador a atualizar seus próprios conhecimentos e a se tornar um constante aprendiz.

 

Desperte sua fome de saber! Tudo é possível, basta sonhar e estar disposto a fazer de tudo para lá chegar.

 

Aprender com Prazer faz toda a Diferença!

 

“Só aprende quem tem fome e por isso é preciso despertar a fome de saber”. Essa frase de Rubem Alves traduz a prática pedagógica dos professores e da equipe gestora da Escola Municipal Comandante Arnaldo Varella que atende alunos do 6º ano 9º ano. Procuram constantemente tornar mais prazerosa e efetiva a relação dos estudantes com o conhecimento e com a escola.

 

Essa aprendizagem lúdica vem sendo despertada nos alunos da escola através da realização de oficinas no período da manhã. Uma delas é a Oficina de Xadrez, que é oferecida dois dias na semana sob orientação do professor Antônio Baptista.

 

A escolha da realização dessa oficina se deu pelo fato do xadrez ser um jogo de estímulos e respostas para problemas e por ele ajudar a desenvolver a capacidade cognitiva do aluno. Melhoras significativas na memória, imaginação, concentração e inteligência são percebidas em quem pratica este jogo.

 

Como podemos ver, o xadrez é uma grande ferramenta no aprendizado. O professor Antônio Baptista relatou no blog da escola que os alunos apresentam-se compenetrados e dispostos a não errar no próximo lance, analisando e investigando cada jogada, elementos da Matemática pura e aplicada.

 

Jogo realizado entre alunos da turma 1601 e do Projeto Acelera 2B.

 

A alegria dos alunos demonstra o quanto o lúdico é uma importante ferramenta de apoio ao ensino da Matemática.

 

Alunos das turmas 8301 e 1601, analisando todas as possibilidades de uma boa jogada.

 

Os alunos da turma 1601 foram extremamente receptivos!

 

Mas não são somente as habilidades mentais que melhoram com o desenvolvimento do jogo de xadrez. Outras aptidões como perseverança, capacidade de estudo, autoconhecimento, organização pessoal, motivação, organização pessoal, motivação e ambição também são desenvolvidas com a prática deste jogo.

 

Parabéns ao professor Antônio Baptista e a toda equipe da Escola Municipal Comandante Arnaldo Varella por contribuir para uma educação voltada para a interação social na busca pela formação integral do cidadão. O trabalho desenvolvido por vocês ajuda a despertar o espírito reflexivo e crítico dos nossos alunos.

 

A inserção dessa atividade na rotina dos educandos vem colaborar na formação de pessoas capazes de enfrentar os diversos desafios que estão por surgir e, mais do que isso, saber que suas ações e atitudes voltam-se para o processo de desenvolvimento cognitivo.

 

É um orgulho ter o seu trabalho no Portal Rioeduca!

Parabéns professor Antônio Baptista!

 

Quer ter o seu trabalho publicado no Portal Rioeduca? Entre em contato com a representante do Rioeduca de sua Cre! Este espaço é meu, é seu, é nosso! Até a próxima semana!

 

Professora Patrícia Fernandes – Representante do Rioeduca na 6ª Cre
Twitter: @Paty_PFF
Facebook: patrícia_pff@yahoo.com.br
E-mail: pferreira@rioeduca.net

                               

 

 

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

6ªcre (346)
oficina (11)

Comentários
Parabéns a todos os profissionais envolvidos no Projeto, desejo que frutifique cada vez mais o trabalho de vocês.

Postado por Christiane Penha em 08/10/2013 14:06