A A A C
email

Quinta-feira, 02/07/2015

Ensino de Programação de Computadores para Crianças e Jovens

Tags: professor, inovação, tecnologia, programação.

 

 

Em 2013, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, participou de um evento de incentivo ao estudo da Ciência da Computação. Nesse evento, o presidente fez um discurso direto, com forte apelo patriótico, afirmando que o conhecimento da ciência da computação “não é uma habilidade somente importante para o futuro do jovens, mas para o futuro do país”.

Ele declarou que, “se quisermos um país que esteja na vanguarda, precisamos de jovens que dominem as ferramentas e a tecnologia, que mudarão o jeito de como fazemos as coisas”.

Por fim, solicitou expressamente:

 

“Peço a você que se envolva. Não compre apenas um novo videogame, crie um. Não baixe um aplicativo. Ajude a desenvolvê-lo. Não apenas brinque em seu celular, mas programe-o.”

 

 

 

Por sua vez, a Inglaterra, de forma não muito diferente, passou também a incentivar o estudo da Ciência da Computação. A partir deste ano, 2015, o país inseriu no currículo das escolas públicas o ensino de programação de computadores para crianças a partir de 5 anos.
 

Mas por que tanto incentivo ao estudo da Ciência da Computação? 
 

A resposta se encontra em um vídeo produzido pela CODE.ORG (entidade sem fins lucrativos que incentiva o estudo da programação com vídeos on-line gratuitos), no qual informa que um milhão dos melhores empregos dos Estados Unidos nos próximos anos não serão preenchidos, porque apenas uma entre dez escolas ensina programação.
 

E como fica o Brasil nesse contexto?
 

Ao contrário dos países citados, no Brasil o estudo da computação não é ainda incentivado. Além disso, as ofertas de emprego para programadores não são tão atrativas nem possuem altos salários.

No entanto, observando os acontecimentos em outros países, percebemos que o estudo da Ciência da Computação é uma tendência mundial e um caminho que não pode ser evitado.

 

E como nós, brasileiros, devemos atuar no presente momento?
 

A atuação, nesse momento, é um desafio a ser desvendado por nós, professores, pois o caminho está totalmente aberto.

Acredito que o início do processo de inserção dos nossos jovens nessa área deve ser a utilização de ferramentas que estão começando a ser disponibilizadas gratuitamente na internet por entidades que visam o incentivo ao estudo dessa nova ciência.
 

A exemplo, vale a pena consultar o site do “code.org”. Nele há inúmeros vídeos gratuitos de entrevistas com programadores famosos que relatam suas próprias experiências, além de ensinar princípios básicos da programação. Para isso, basta digitar code.org em seu navegador predileto e preparar-se para se deliciar com o conteúdo.   

 


 

Glaucia Lima é professora do Centro Cultural do Colégio Franco Brasileiro no “Curso de Programação de Games para Crianças e Jovens”, sendo formanda da Full Sail University no curso de “Game Arts”. 

 

 

 

 

 

 

 

 

                               

 

 

 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

professor (110)
tecnologia (20)

Comentários
Não há comentários sobre este tópico.