A A A C
email

Quarta-feira, 09/01/2019

Vale a Pena Ler de Novo: Fica a Dica Livro A bolsa Amarela

Tags: dica, livro, bolsa.

 

Livro A bolsa Amarela

 

 

Olá!


Quais são seus maiores desejos? Aonde você guardaria suas vontades mais secretas? Que tal numa bolsa amarela?


O livro, “A bolsa amarela”, é um clássico da literatura infantojuvenil escrito pela premiada escritora brasileira Lygia Bojunga e publicado, pela primeira vez, em 1976. Esse é um dos muitos livros que marcaram minha vida.


No Romance atemporal, Raquel, nossa personagem principal, é a caçula de quatro irmãos, que já estão entrando na fase adulta e, assim como seus pais, pouco tempo tinha para ela. “E acabei achando que a gente só devia nascer quando a mãe da gente quer ver a gente nascendo.”, pensava ela.


Tinha três grandes vontades, as quais precisava esconder de todos, a vontade de crescer de uma vez e deixar de ser criança, a vontade de ter nascido garoto em vez de menina, “Vocês podem um monte de coisas que a gente não pode.”, dizia ela a seu irmão, e a vontade de escrever.


Muitas vezes incompreendida e ignorada, se sentia muito só e, nessas horas, a vontade de escrever só engordava. Sua curiosidade não via limites e na mesma medida sua imaginação. Começou escrevendo cartas e nelas derramava seus sonhos e sentimentos, inventava novas vidas, amigos imaginários e novas histórias. Das cartas passou a escrever Romance que, por ser a coisa mais inventada do mundo, não poderia colocá-la em apuros.


Tentava entender as atitudes dos adultos e, com frequência ouvia: “não é assunto de criança”, ou “criança não entende de nada”. Sentia necessidade de esconder, cada vez mais, suas vontades de todos. “Eu tenho que achar depressa um lugar pra esconder as três: se tem coisa que eu não quero mais é ver gente grande rindo de mim.”.


Até o dia que dentro de um pacote enviado por sua tia havia uma bolsa, grande, mais parecendo com uma sacola, amarela, não um amarelo sempre igual e que ninguém mais queria.


Comecei a pensar em tudo que eu ia esconder na bolsa amarela”.


Como podemos trabalhar, com nossos alunos, um livro tão rico como esse?


Podemos falar da família e das mudanças estruturais que ocorreram nos últimos 40 anos, falar ainda das transformações sociais e culturais que acompanharam esse período, ou podemos falar da busca pelo autoconhecimento, do controle emocional e de relacionamentos. Particularmente, vou focar na última opção.


No decorrer da história observamos a construção da personagem como pessoa, seu caminho para se auto descobrir e se aceitar como ela é. Vimos que amizade pode transformar alguém, que ter apoio e compreensão é fundamental para o nosso crescimento. Aprendemos lições de coragem e determinação, que podemos ter sonhos, sim, e que, independente dos riscos, devemos correr atrás deles, de experimentar o desconhecido sem medo de tropeçar pelo caminho.


Pergunte a seus alunos, quais suas maiores vontades? Aquelas mais secretas. Que tal criarmos uma cápsula do tempo? Deixar lacrada, bem lacrada, por um ano. Será que no curso do nosso crescimento, nossas vontades ainda serão as mesmas?

 

Fica a dica!!! 

 


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

livro (25)
dica (18)
bolsa (3)

Comentários
Adorei a dica do livro. Esse livro marcou a minha vida e me identifiquei muito com a personagem principal.

Postado por Beatriz em 04/05/2018 14:03

Adoro esse livro. É muito rico de temas que podemos trabalhar com nossos alunos. Lygia é uma autora sem igual mas esse livro é fantástico! Boa dica.

Postado por elaine queiroz em 05/05/2018 09:26

É bom para todos que querem se expressar. Muito boa sua sugestão.

Postado por Marina Moredo em 06/05/2018 12:07

Otima dica! Vou procurar,com certeza.

Postado por Marcia em 06/05/2018 12:15