A A A C
email

Sexta-feira, 07/09/2018

Diversão e Aprendizagem no Contexto Escolar

Tags: cre10, 10ªcre, xadrez.

 

Projeto de xadrez desenvolvido com os alunos da Escola Municipal Nair da Fonseca ajuda na disciplina, concentração, tomada de decisão, respeito, ética e autoestima.

 

A E/CRE (10.19.025) Escola Municipal Nair da Fonseca está localizada à Rua Pirai do Sul, s/n°, Sepetiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A unidade atende 749 alunos com 19 turmas do primeiro segmento e 4 turmas de 6º Ano Experimental. Tem como diretora, a professora Vania Cristina Villas Boas Ferreira Marques, como diretora adjunta, a professora Angélica Henriques Camargo e como Coordenadora Pedagógica, a professora Veronica Cristina Vianna de Araújo.

 

Durante o ano letivo, pensando em provocar a concentração, a interação e o raciocínio dos alunos, o professor, Edson Paiva, construiu junto com a equipe gestora da escola o projeto de xadrez, um jogo milenar. O docente aproveita o projeto para desenvolver, também, atitudes de respeito, tolerância, paciência e harmonia entre os alunos, promovendo um clima saudável de disputa entre os jogadores.

 

Alunos que participaram do projeto e o professor Edson

 

O projeto é desenvolvido durante todo o ano letivo e culmina com um xadrez vivo, na quadra da escola, no final do ano letivo, com a participação da família dos participantes e da comunidade escolar, onde os jogadores são as próprias peças.

 

O professor Edson relata que tem inúmeros problemas e possibilidades pedagógicas diariamente. E, a partir da observação dos problemas, é possível usar a criatividade para sanar tal dificuldade no aluno, seja cognitiva, indisciplinar ou comportamental.

 

— Cada caso é um caso, não há receita mágica, claro. Porém, as tentativas devem ser incansáveis. Em 2107, atuando no 6° ano Experimental,numa turma bastante diversa, com grandes desafios, tentei incansavelmente com diversas tentativas e possibilidades reunir diversão e aprendizagem. É importante entender que, quanto mais atualizado o regente estiver, mais condição, mais possibilidades poderá utilizar em sua prática de ensino. — afirma o professor Edson

 

O professor começou esse trabalho em 2016, também com 6° ano experimental, e vem conseguindo bons resultados, os avanços são muito significantes. Tudo é muito bem planejado, desde o ensino do jogo, a história do xadrez, contos relacionados ao xadrez, vídeos sobre o valor e importância de saber jogar e os seus benefícios.

 

O xadrez utilizado como ferramenta pedagógica é arte, jogo da memória, disciplina, concentração, tomada de decisão, respeito, ética, autoestima e muito mais.

 

Xadrez Humano

 

Os alunos representando as peças do xadrez

 

O encerramento do projeto em 2017 aconteceu no dia 17 de novembro. Houve uma integração entre alunos do 4°, 5° e 6° anos, todos contribuindo para excelência do aprendizado e os mesmos articulando junto ao professor o processo de organização das ações. Dentro do andamento das atividades, tiveram alunos monitores, que monitoravam alunos de outras turmas.

 

— No Xadrez Humano, as peças eram os próprios alunos. Tinha um tabuleiro gigante e apresentação dos alunos foi incrível. Eles se apresentaram para a comunidade escolar e para os demais alunos da escola. O xadrez escolar interage com o meio externo, sai da teoria e se torna prática, ao mesmo tempo em que é possível aguçar a relação mediada por sistemas simbólicos. No xadrez há interdisciplinaridade, amadurecimento da percepção, atenção e memória. E tudo isto com muita diversão. — afirma a diretora Vânia

 

Alunos vencedores

 

Quer saber mais sobre o projeto?
Entre em contato com a Unidade Escolar.

E/CRE (10.19.025) Escola Municipal Nair da Fonseca
E-mail: emnairf@rioeduca.net
Telefones: 3317-7265

 

Contato para publicações:


 


   
           



   
Comentário enviado com sucesso, aguardando moderação.














Sua indicação foi enviada com sucesso!









Saiba mais:

10ªcre (403)
cre10 (25)
xadrez (9)
10 (1)

Comentários
Não há comentários sobre este tópico.